Você está aqui: Página Inicial > Extensão > Projetos de Extensão > Projetos na área da Comunicação

Projetos na área da Comunicação

por Comunicação Social da Reitoria publicado 08/12/2015 15h59, última modificação 31/03/2016 18h18
Saiba mais sobre os Projetos de Extensão na área da Comunicação.
1) Nome do Projeto: Jornal Mensal Estudantil
Coordenador: Henrique Rego Monteiro da Hora
Campus: Bom Jesus
Resumo: Muito além do ambiente inanimado das facilidades ofertadas pelo campus estão os alunos que dão alma à instituição, e este projeto visiona apoiar e supervisionar as ações dos alunos em prol da confecção de uma comunicação, tal qual existe em diversas realidades estudantis, tal qual os jornais de visão crítica durante a ditadura militar, como "O Pasquim", e "A Casseta Popular", e mais conhecido agora o Francês Charlie Hebdo. A "Casseta Popular" distribuído pelos corredores da UFRJ serviu de ponte entre os estudantes de diversos cursos, entre eles Engenharia, Comunicação, Computação, e o sucesso de audiência em televisão do programa"Casseta e Planeta". Um jornal redigido com zelo com fins de divulgação de projetos internos, ao chegar às mãos da comunidade, serve também como propaganda de nossos cursos, incentivando a comunidade a participar da vida do Instituto, seja como leitor assíduo e frequentador dos eventos, seja como futuro aluno das diversas modalidades de cursos oferecido no campus (cursos técnicos, PRONATEC, Mulheres Mill, semanas acadêmicas, curso superior e futuramente, pós). Também intenciona-se realizar pesquisas de opinião, marketing e qualidade das matérias, de modo a oferecer o aluno a experiência da melhoria contínua.

 

2) Nome do Projeto: TV Mural: além da sala de aula
Coordenador: Juliana Marinho dos Santos
Campus: Macaé
Resumo: O projeto pretende dar continuidade ao veículo de comunicação TV Mural, criado como atividade de extensão em 2014, com o objetivo de oferecer uma alternativa os meios tradicionais (jornal/cartaz/mural) que divulgue as atividades realizadas no campus Macaé, principalmente o que envolve produção de projetos e pesquisas, estendendo-se a informes de rotina da instituição. O sistema se diferencia por ser mais moderno, ágil, dinâmico e por propiciar a interação com seus públicos de interesse.

 

3) Nome do Projeto: IFANZINE
Coordenador: Alberto Carlos Paula de Souza
Campus: Macaé
Resumo: O presente projeto apropria-se do conceito e estética dos fanzines, “revistas de fã” e promove oficinas para criação de revistas artesanais e edita uma revista semestral reunindo criações coletivas integrando a comunidade estudantil e externa, oportunizando a potencialização de talentos, a liberdade criativa, a troca e produção de saberes.

  

4) Nome do Projeto: Proteja-se na Internet
Coordenador: William dos Santos Inacio
Campus: Itaperuna
Resumo: O número de pessoas que utilizam a Internet é crescente, porém, a maioria não tem cuidados com a segurança, na utilização do Facebook seus dados e imagens ficam expostos a qualquer um. Também é crescente o número de crianças que ficam utilizando o computador sem o acompanhamento dos pais, que tem perfil no Facebook, mas, assim como muitos adultos, também, não tem seu perfil protegido contra acesso de desconhecidos. Espera-se que os envolvidos façam o uso da Internet de forma mais segura e que concluam o minicurso já com seu perfil no Facebook com todas as opções de privacidade configuradas.

  

5) Nome do Projeto: Rádio IFF
Coordenador: Saulo Queiroz Nascimento
Campus: Campos Guarus
Resumo: O projeto Rádio IFF Guarus consiste na implantação de um veículo de comunicação na Escola, com objetivos bem definidos como Integração, Informação, Entretenimento e Cultura, pretendendo expandir-se até a Rádio Web. Para tanto, inicialmente o projeto desenvolverá uma programação interna, até que alcance maior estabilidade. O aluno envolvido na execução dessa Rádio deverá ser capaz de trabalhar como Operador de Áudio (termo também conhecido como "técnico de som" ou "operador de som") em sistemas de sonorização e na operação de diversos equipamentos que serão utilizados em seu dia a dia de atuação, como Mesas de Som, Equalizadores, Compressores, Microfones e Sistemas de Computação. Será fundamental que tal aluno tenha uma boa redação para montagem de textos e roteiros, boa comunicação e boa expressão oral.

  

6) Nome do Projeto: O jornal na escola - uma proposta multidisciplinar para a construção da identidade
Coordenador: Alfeu Garcia Junior
Campus: Quissamã
Resumo: Este projeto tem como objetivo desenvolver a capacidade de leitura, síntese e interpretação dos alunos, elaborando um saber multidisciplinar por intermédio da produção do jornal escolar, possibilitando aos alunos a construção de uma identidade e do empoderamento frente aos textos de sua autoria. Pretendemos explorar questões culturais e temas transversais a partir de pesquisas e dos projetos já desenvolvidos no campus IFF Quissamã. Assim, as diferentes atividades de escrita passam a ter objetivos muito claros: escrever uma notícia; criar um anúncio; fazer uma pesquisa; produzir uma reportagem; emitir opiniões a respeito de fatos ocorridos na escola, na cidade, no país e no mundo. O jornal escolar será um instrumento de interação entre as disciplinas, seus professores e os alunos, a partir dos conteúdos desenvolvidos na escola, a fim de incentivar uma interpretação baseada em critérios construídos de forma subjetiva, reflexiva e crítica, onde os alunos passam a ter uma postura não passiva, mas ativa, diante dos fatos a eles apresentados. Visando a extensão, além da mídia impressa, pretende-se utilizar a mídia digital. Toda a produção estará dirigida para a comunidade interna (alunos e servidores do Instituto Federal Fluminense – campus Quissamã) e externa (população de Quissamã) em eventos como a III Feira Municipal Escolar de Ciência e Tecnologia, promovido pela prefeitura em parceria com outras instituições do município; IFF Portas abertas, realizado pelo campus; no 3º Encontro de Extensão IFFluminense; e em visitas a espaços culturais de Quissamã.
7) Nome do Projeto: Desenvolvimento da Competência Informacional na Biblioteca Escolar do Campus Pádua
Coordenador: Andreia da Silva Moura
Campus: Santo Antônio de Pádua
Resumo: O presente projeto de extensão propõe desenvolver a literacia e competência informacional em alunos do 9º ano do ensino fundamental das escolas públicas municipais de Pádua, para estudos direcionados ao processo seletivo do Campus Pádua do IFFluminense. Todo o processo será balizado por pesquisas e estudos de referências bibliográficas e provas de processos seletivos anteriores disponíveis na Biblioteca do campus, com a oferta de tutorias presenciais para sanar dúvidas que surgirem durante o estudo dos conteúdos programados, com cronograma pré-definido. A cada dois meses de estudo, será aplicado um simulado no modelo de provas anteriores, e findo o projeto, próximo a data da aplicação da prova do processo seletivo 2016 do IFFluminense, será realizado um aulão com todos os servidores envolvidos nesta proposta, em horário integral, sendo oferecido almoço aos estudantes do projeto.
8) Nome do Projeto: Cineclube: Histórias e Memórias
Coordenador: Rogerio Ribeiro Fernandes
Campus: Quissamã
Resumo: O projeto consiste, basicamente, em dar continuidade às ações de um cineclube no campus Quissamã; a partir do mesmo, serão exibidos filmes previamente selecionados para a comunidade e promovidas palestras, mesas redondas e debates sobre temáticas suscitadas pelos próprios filmes. Essas temáticas serão derivadas das três temporalidades que, segundo Marc Ferro, podem ser identificadas a partir da narrativa fílmica: o tempo da própria narrativa, o contexto histórico em que foi produzido o filme e o tempo vivido pelo espectador no momento em que ele assiste ao filme. Esse tipo de atividade, que preconiza a conciliação entre o prazer da experiência cinematográfica com o entendimento crítico do filme e da própria história através de variantes temporais, é relevante para o desenvolvimento de sensibilidades cada vez mais aguçadas, tanto entre alunos e servidores do campus, como entre pessoas da comunidade local que se prontifiquem a participar das exibições e de outras ações conexas. Trata-se de uma tentativa de colocar em prática uma visão de educação que transcende o cotidiano da sala de aula, ultrapassa os limites do próprio campus e que pretende transformar o ambiente escolar num espaço de livre manifestação de pensamento.
9) Nome do Projeto: Conhecendo o cinema nacional: uma proposta para a educação
Coordenador: Felipe Vigneron Azevedo
Campus: Bom Jesus
Resumo: Em 2014, a presidenta Dilma incluiu um novo parágrafo ao artigo 26 da Lei de Diretrizes e Bases - nº 9394, de 20 de dezembro de 1996 -, propondo a exibição de filmes do cinema nacional, com uma carga horária mínima de 2 horas mensais, como componente curricular complementar à educação básica. Nossa proposta é criar um ambiente propício para testar os efeitos e a eficácia dessa alteração na lei, verificando as transformações que serão operadas nos estudantes - acompanhando seu desenvolvimento por meio de estudos que serão feitos ao longo da vigência do projeto -, pelo período de um ano, a começar de abril de 2015.
10) Nome do Projeto: Região dos Lagos Digital: informes sobre maio ambiente, economia, política e empregos do setor petrolífero e turístico
Coordenador: Roberta de Sousa Ramalho
Campus: Cabo Frio
Resumo: Em pleno século XXI, observa-se a Era da Informação Digital, assim, essa ação visa congregar em um sítio on line dados e informações sobre o setor petrolífero e turístico da Região dos Lagos, Estado do Rio de Janeiro. A Região dos Lagos destaca-se no contexto estadual e nacional como turística, contudo, apenas o Município de Armação dos Búzios aparece no portal nacional do turismo como cidade destino nacional e internacional. Assim sendo, visa-se congregar e viabilizar o acesso às possibilidades e potencialidades turísticas da Região, com detalhes por municípios como: hospedagem e gastronomia (custos médios em baixa, média e alta temporadas, promoções e pacotes), pontos de interesse ecológico e de lazer (praias, lagoas, manguezais, áreas de conservação ambiental e parques ecológicos); orientações sobre melhores períodos ou épocas para atividades como mergulhos de observação da vida subaquática, circuitos de navegação, surf, kitesurf etc.; meio ambiente; calendários locais de comemorações e festividades culturais; e dados e informações sobre o setor petrolífero que tem como sede nacional o município de Macaé contíguo à Região (empregos/oportunidades, estágios, remuneração etc.). Inicialmente pretende-se uma atualização semanal das informações expostas no sítio. A base de dados e as informações serão obtidas junto às instituições parceiras públicas e privadas; caso não se efetive as parcerias pretendidas os dados e informações serão coletados na própria rede e em pesquisas de campo. Para tanto estão previstas visitas de campo, a fim de se obter panoramas ecológicos que tanto estarão divulgando potencialidades turísticas, como problemas ambientais a serem superados. O sítio além da divulgação também irá compor um conjunto de orientações educativas para a prática turística. Como forma de medição e acompanhamento das visitas ao sítio e buscas para encontrar informações contidas nele utilizaremos os recursos da plataforma NOOSFERO. Esse experimento pretende a duração de um ano, havendo resultados positivos poderá ser um programa perene e vinculado ao sítio do próprio IFFluminense, recebendo ciclicamente novos alunos que irão dar continuidade à alimentação das informações do sítio.
registrado em: , ,
Assunto(s): Comunicação