Você está aqui: Página Inicial > Extensão > Projetos de Extensão > Projetos na área de Cultura

Projetos na área de Cultura

por Comunicação Social da Reitoria publicado 08/12/2015 16h05, última modificação 31/03/2016 18h20
Saiba mais sobre os Projetos de Extensão na Área de Cultura.
1) Nome do Projeto: A Busca da Formação Estética pela Linguagem Artística do Desenho de Observação - nível básico
Coordenador: Adriano de Almeida Ferraiuoli
Campus: Campos Centro
Resumo: O presente Projeto de Extensão direcionado, propõe desenvolver-se no campo da Arte e da Formação Estética, tendo como referencial a utilização de experiências estéticas e perceptivas a partir de vivências em Desenho Artístico. O Projeto de Extensão desenvolver-se-á em âmbito escolar, no IFF campus - Campos Centro, em seis meses a partir de seu início no ano de 2014. O cenário atual de debates sobre a formação estética de jovens para a inserção cidadã na vida social e promoção de acesso ao conhecimento científico, às artes e à cultura, principalmente por estar amparada e fomentada pelos Princípios e Diretrizes da Educação Profissional, sugere que novos parâmetros se desenhem no cotidiano escolar. A busca de alternativas capazes de encontrar caminhos para uma aprendizagem significativa tem sido uma necessidade de educadores comprometidos com uma articulação do cognitivo com o sensível. Atualmente tem-se afirmado e reafirmado que a participação do estudante em atividades, como pesquisa e extensão proporcionam a atualização de informações científicas, o que, desde cedo, permite ao discente pôr em prática o conhecimento adquirido, configurando-se como oferta complementar de formação profissional. Partindo dessas prerrogativas, o desafio do presente trabalho teórico-prático propõe que a utilização do Desenho Artístico seja um instrumento pedagógico que poderá favorecer que vivências expressivas potencializem a criatividade, a percepção, e as relações socioculturais da comunidade estudantil interna e sociedade como um todo. A atividade estética tem importante papel, como geradora de configurações, de sínteses sensíveis não verbais e de expressão de percepções, representações mentais e imaginação, buscando o desenvolvimento físico, mental, cultural e social do indivíduo. A arte possui valores que transcendem, atinge o universal eliminando barreiras de tempo e lugar. Assim, o Desenho Artístico pode oferecer possibilidades a quem o descobre, o que durante o projeto iremos verificar: se tais vivências artísticas poderá ser um instrumento potencializador.

 

2) Nome do Projeto: A Busca da Formação Estética pela Linguagem Artística do Desenho de Observação - nível Intermediário
Coordenador: Adriano de Almeida Ferraiuoli
Campus: Macaé
Resumo: O presente Projeto de Extensão direcionado, propõe continuar desenvolvendo-se no campo da Arte e da Formação Estética, tendo como referencial a utilização de experiências estéticas e perceptivas a partir de vivências em Desenho Artístico. O Projeto de Extensão desenvolver-se-á em âmbito escolar, no campus Campos Centro, em doze meses a partir de seu início no dia 09/03/2015 sendo duas turmas semestrais distintas de 20 alunos cada, perfazendo um total de 40 participantes envolvidos. O cenário atual de debates sobre a formação estética de jovens para a inserção cidadã na vida social e promoção de acesso ao conhecimento científico, às artes e à cultura, principalmente por estar amparada e fomentada pelos Princípios e Diretrizes da Educação Profissional, sugere que novos parâmetros se desenhem no cotidiano escolar. A busca de alternativas capazes de encontrar caminhos para uma aprendizagem significativa tem sido uma necessidade de educadores comprometidos com uma articulação do cognitivo com o sensível. Atualmente tem-se afirmado e reafirmado que a participação do estudante em atividades, como pesquisa e extensão proporcionam a atualização de informações científicas, o que, desde cedo, permite ao discente pôr em prática o conhecimento adquirido, configurando-se como oferta complementar de formação profissional em nosso caso específico tivemos e teremos a participação em alguns eventos científicos tais como: 1- 6o CBEU Congresso Brasileiro de Extensão Universitária – Belém do Pará/2014 (Apresentação Oral e Publicação nos Anais do Evento) 2- 21a Semana do Saber Fazer Saber / 2014 - Oficina 3- II Encontro de Extensão - Instituto Federal Fluminense (Apresentação Oral e Publicação nos Anais do Evento) 4- CONEPE 2014 – I Congresso de Ensino Pesquisa e Extensão (participação do Coordenador como ouvinte e avaliador). 5- 17th Annual International Conference on Education / 18-21 Maio 2015, Atenas – Grécia (Apresentação Oral e Publicação nos Anais do Evento). Partindo dessas prerrogativas, o desafio do presente trabalho teórico-prático propõe que a utilização do Desenho Artístico seja um instrumento pedagógico que continue favorecendo que vivências expressivas potencializem a criatividade, a percepção, e as relações socioculturais da comunidade estudantil interna e sociedade como um todo. A atividade estética tem importante papel, como geradora de configurações, de sínteses sensíveis não verbais e de expressão de percepções, representações mentais e imaginação, buscando o desenvolvimento físico, mental, cultural e social do indivíduo. A arte possui valores que transcendem, atinge o universal eliminando barreiras de tempo e lugar. Assim, o Desenho Artístico pode oferecer possibilidades a quem o descobre, o que durante o projeto iremos continuar verificando: como tais vivências artísticas se tornam um instrumento potencializador.

 

3) Nome do Projeto: "Consegui!"
Coordenador: Mara Cristina Pestana Amaral
Campus: Campos Centro
Resumo: O projeto “Consegui!” pretendia ser o fechamento da trilogia do curso de extensão iniciado em 2012 com o projeto piloto denominado ”Estou aqui!”, tendo sequência em 2013, com o projeto “Posso Fazer!”, com maior estrutura e participação de mais de 40 alunos. Porém, em 2014, com uma participação de mais de 70 alunos o projeto obteve grandes e positivos resultados, o que possibilitou o planejamento de uma continuidade do trabalho. Portanto a renovação do projeto "Consegui!" visa continuar a combinar, de forma eficaz e criativa, os conhecimentos de mundo com as Artes Plásticas, criando um trabalho que é uma contribuição inovadora, enriquecedora e criativa na busca de soluções para as dificuldades modernas encontradas por todos. Através da grande integração entre os alunos adolescentes e os idosos percebeu-se que juntos poderiam aprender auxiliando uns aos outros. Nesse sentido, este projeto não é um mero somatório de partes, mas um todo novo, de interesse tanto da comunidade interna, quanto externa, visto que possibilitará crescimento interno e aprendizagem, observando e participando de seus caminhos, descobrindo suas dificuldades e seus encantos, mesmo diante da diversidade etária.

    

4) Nome do Projeto: Espaço Cultural José Carlos de Barcellos: lugar de memória
Coordenador: Andre Luiz dos Santos Silva
Campus: Quissamã
Resumo: O projeto direciona-se para a organização, preservação e divulgação do acervo histórico e cultural sobre o município de Quissamã, pertencente ao Espaço Cultural José Carlos de Barcellos, espaço criado e mantido pela Sra. Helianna Barcellos de Oliveira, mais conhecida como D. Leninha. Este acervo se apresenta como um importante instrumento para a preservação da história, identidade e memória local em virtude da grande extensão e variedade de documentos históricos que o compõem estando registrados nos mais diversos tipos de suportes, tais como documentos, jornais, livros, livros de registro, monografias, teses e dissertações, fotografias, mapas, cartas, títulos de nobreza, fitas cassete, plantas arquitetônicas, medalhas e moedas, móveis, vestuários e objetos históricos, azulejos e placas de identificação de meios de transporte. O acervo reúne fontes de informação sobre fatos históricos, políticos, econômicos, sociais e culturais do município de Quissamã entre os séculos XVIII e XXI e se constitui em um relevante material para a análise das principais transformações ocorridas ao longo do período. As ações extensionistas e acadêmicas que compõem o projeto se caracterizam pela aplicação do arcabouço teórico metodológico das áreas de Biblioteconomia, Museologia e Arquivologia para a organização, preservação e divulgação de fontes de informação sobre a história e memória local, contribuindo tanto para a construção de novos olhares, debates e práticas educativas na Educação Básica e Superior (tanto no interior do próprio IFF quanto nas demais instituições de ensino) como para novos redirecionamentos de pesquisas sobre o município de Quissamã, produzidas nas mais diversas áreas do conhecimento; e para uma maior aproximação da comunidade local com sua própria história.

  

5) Nome do Projeto: Arte em cena
Coordenador: Gleiciane Lage Soares Poubel
Campus: Itaperuna
Resumo: A ação de extensão, por meio da proposta “Arte em Cena” tem como característica a formação teatral dos alunos do campus Itaperuna para que por meio de apresentações teatrais e oficinas temáticas possam atuar como agentes de transformação social. O público a que se destina tal ação é a comunidade interna e externa, ou seja, os nossos alunos, tanto os que participam do grupo de teatro e os que assistem as apresentações e adolescentes, jovens e adultos de outras escolas que assistem as apresentações e frequentam os eventos da escola. A proposta tem continuidade, entretanto, vem reformulada, atuaremos diretamente com os estudantes do campus Itaperuna na formação teatral através de oficinas temáticas e produção de espetáculos para apresentação na comunidade interna e externa contribuindo para ampliação cultural do município e divulgação da escola com apresentações nos principais eventos da escola. Faremos também algumas oficinas temáticas nos eventos da escola e em parceria com outros projetos de extensão. A abrangência Nacional se efetiva por meio das apresentações nos Festivais Estudantis em outros estados.
6) Nome do Projeto: Cineclube Debates
Coordenador: Rafael Ferreira Tardin da Silva
Campus: Bom Jesus
Resumo: O Cineclube é um grupo dedicado a utilizar filmes, documentários e vídeos como forma de levantar discussões políticas, econômicas e filosóficas, ao invés do tradicional grupo de estudos com artigos e livros. O Projeto Cineclube Debate visa fomentar o exercício da discussão e o aprimoramento do senso crítico a fim de contribuir para uma maior inclusão e participação dos alunos e pessoas da comunidade no âmbito político. Por meio de encontros, círculos de discussão, mesas redondas e exibições de filmes pertinentes à reflexão filosófica, o projeto busca estimular o exercício do pensar sobre questões que fazem parte da realidade dos diversos envolvidos, a nível local, regional e nacional. O que se espera com tal iniciativa é a ampliação de horizontes, tanto dos alunos pertencentes ao Instituto Federal Fluminense quanto das demais instituições educacionais envolvidas. Horizonte esse cujo aspecto principal é a conscientização da importância da participação direta nas ações e decisões políticas, bem como o desenvolvimento de um olhar crítico que busque analisar com cuidado as diversas faces apresentadas pelos diversos meios de comunicação.
7) Nome do Projeto: Diálogos com a memória e a identidade local: Os lugares de memória de Bom Jesus do Itabapoana.
Coordenador: Laila de Souza Gomes Pessanha
Campus: Bom Jesus
Resumo: O objetivo do Projeto é resgatar a memória de importantes espaços culturais do passado de Bom Jesus do Itabapoana, espaços estes que representam uma rica História da cidade, onde os moradores circulavam e construíram laços afetivos, tanto pessoais quanto com a cidade. Estes espaços de sociabilidade hoje não funcionam mais como no passado, mas são relevantes na construção de uma identidade da cidade e de seus moradores. O resgate desta memória, a partir de depoimentos, busca ainda desenvolver, a partir do Campus, um acervo fotográfico, de entrevistas, e imagens que representam a cidade, além do desenvolvimento da pesquisa sociológica junto ao corpo discente, para que essa identidade não se perca na História.
8) Nome do Projeto: Práticas Artísticas como suporte para a Educação Patrimonial
Coordenador: Anelise Tietz
Campus: Quissamã
Resumo: Esse projeto tem como principal proposta o estímulo a práticas artísticas como suporte para a Educação Patrimonial nas comunidades tradicionais da cidade de Quissamã. O projeto está dividido em duas práticas que dialogam com a cultura e o patrimônio material e imaterial da cidade. A primeira prática artística será a continuação da oficina de criação de bonecos de pano a partir de personagens históricos de Quissamã, atividade criada e desenvolvida pelo Espaço Cultural José Carlos de Barcellos, entre 1998 a 2000. A atividade está vinculada aos saberes tradicionais dos grupos de terceira idade e à memória afetiva desses indivíduos e tem como principal objetivo resgatar os personagens históricos que povoam a memória dos indivíduos de terceira idade e transformá-los em uma produção artística capaz de plasmar as características e símbolos desses personagens. A segunda prática artística consiste em uma atividade de produção de mapas afetivos e colaborativos. Tem como principal objetivo construir coletivamente mapas da Vila Operária e da cidade de Quissamã a partir das memórias e valores simbólicos que os indivíduos dessa comunidade possuem sobre sua própria localidade. Esses mapas em princípio serão analógicos, mas se espera conseguir utilizar plataformas digitais para criar e alimentar coletivamente mapas computacionais. Espera-se que o público envolvido tenha sua identidade cultural, sua memória afetiva e sua auto-estima estimulada com o desenvolvimento dessas práticas artísticas. O projeto pretende auxiliar na valorização da identidade cultural da cidade de Quissamã, tendo como ponto de partida, o olhar do próprio habitante de Quissamã.
9) Nome do Projeto: CULTURA CORPORAL NO NORTE FLUMINENSE: MEMÓRIA HISTÓRICA E EXPERIÊNCIAS
Coordenador: Gabriel Rodrigues Daumas Marques
Campus: Quissamã
Resumo: O Projeto compreende uma rede de ações que abarquem os conhecimentos da Cultura Corporal, tanto no município de Quissamã quanto nas cidades vizinhas, buscando registrar, pesquisar, preservar e incentivar as práticas corporais relacionadas ao Esporte, à Dança, aos Jogos, ao Lazer, às Lutas e à Capoeira. As manifestações corporais possuem suma importância no que tange à saúde, à integração e à socialização dos seres humanos em seu modo de vida em sociedade. Sendo assim, nossas ações direcionar-se-ão majoritariamente para as crianças e jovens em idade escolar, idosos da região e visitantes das cidades da Costa do Sol. Ao longo dos próximos meses, com apoio das parcerias com quem dialogamos e pretendemos dialogar, almejamos pesquisar e analisar registros históricos das manifestações corporais da região; catalogar os equipamentos e espaços públicos e pontos turísticos naturais que propiciem as práticas corporais e/ou contatos diretos com a natureza; acompanhar, desenvolver e estimular sob a perspectiva pedagógica competições esportivas, jogos escolares e encontros lúdicos entre as instituições escolares; preservar, valorizar e difundir as danças regionais, com destaque ao fado angolano e ao jongo; estimular a prática de exercícios físicos para a terceira idade.
10) Nome do Projeto: IFF(En)CANTO
Coordenador: Horacio dos Santos Ribeiro Pires
Campus: Bom Jesus
Resumo: O presente projeto constitui-se numa ação permanente a ser desenvolvida ao longo do ano letivo escolar em curso do Instituto Federal Fluminense Campus Bom Jesus. Entende-se que tal atividade, desenvolvida junto aos estudantes do Ensino Médio, Concomitantes, Superior, servidores da Instituição e comunidade externa, conforme interesse demonstrado pelos mesmos, contribui para o aumento da autoestima, a segurança e a capacidade de interação (e integração) dos envolvidos. Sendo assim, tem por objetivo ampliar as ações do Departamento de Arte Cultura, reforçando e qualificando a relação dos estudantes e demais participantes para com a educação e o espaço escolar, bem como, considerar que, a partir da relação com a música, a expressão oral e o trabalho coletivo e cooperado, os envolvidos tenham possibilidades ampliadas de aumento da autoestima, do respeito por si e pelo outro, maior sentido de potência, o que, contribui para a capacidade de aprendizagem dos estudantes na aproximação com espaços e situações de desafio, construção de novos conhecimentos, posicionamentos ao longo de suas vivências e a redução da prática de bullying.
11) Nome do Projeto: Memórias de Quissamã: Casa Rosa e patrimônio material
Coordenador: Anelise Tietz
Campus: Quissamã
Resumo: O projeto se caracteriza pela promoção de ações interativas entre as comunidades tradicionais quissamaenses, em especial os bens culturais materiais dessas comunidades, com o IF Fluminense campus Quissamã. Tem como ação principal promover o resgate da história da Casa Rosa, através de coleta de depoimentos de moradores da cidade que se relacionam afetivamente com essa construção histórica. A Casa Rosa é parte do patrimônio edificado de Quissamã, era o local de funcionamento da sede da Fundação de Cultura do município e foi recentemente doado ao campus Quissamã. Os depoimentos formam a matéria prima para a elaboração de um documentário. As parcerias propostas – IPHAN, Espaço Cultural José Carlos de Barcellos e Coordenadoria de Cultura da Prefeitura Municipal de Quissamã – também são fontes de pesquisa de documentos, registros, fotografias da Casa Rosa, de modo a possibilitar o mapeamento da história de tal patrimônio. Em segundo plano, também é proposto uma segunda ação de inventariar os bens materiais da cidade de Quissamã, de modo a identificar possíveis bases educativas para o curso técnico de Conservação e Restauro, o qual se tem interesse em criar no campus Quissamã, além de estimular outras ações de salvaguarda desse patrimônio. Também é desejo desse projeto, conciliar o inventário dos bens materiais com uma análise da memória afetiva das comunidades em que os mesmos se acham inseridos, considerando o grau de valoração que as pessoas que vivem em tais comunidades lhes atribuem e o modo como a existência física dos bens patrimoniais pode contribuir para a reconstrução cotidiana da identidade coletiva.
12) Nome do Projeto: Cineclube no Campus
Coordenador: Alexandre Willian Dias Ferreira
Campus: Santo Antônio de Pádua
Resumo: O projeto prevê a criação de um cineclube que proporcione a vivência com o outro de experiências estéticas, intelectuais e éticas que são muito preciosas para a escola; além de estimular a reflexão da comunidade escolar e externa sobre sua própria realidade e fomentar posturas transformadoras. O cinema e a produção audiovisual estimulam a imaginação e a expressividade atuando como importantes caminhos para a ampliação de conhecimentos e do patamar cultural dos espectadores.
13) Nome do Projeto: NÚCLEO DE PESQUISAS, EXPERIMENTAÇÕES E PRÁTICAS EM ARTES CORPORAIS CÊNICAS (DANÇA, TEATRO E CIRCO)
Coordenador: Mônica Cristina Mesquita de Souza
Campus: Campos Centro
Resumo: O presente programa: Núcleo de Pesquisas, Experimentações e Práticas em Artes Corporais Cênicas (Dança, Teatro e Circo), pretende fomentar as artes da cena junto à comunidade acadêmica do Instituto Federal Fluminense e a comunidade de microrregião de Campos dos Goytacazes em geral. Suprindo uma carência detectada nos alunos que ingressam no instituto e na própria comunidade local. Tendo como base outros trabalhos que já vem sendo desenvolvidos na área das artes cênicas do Campos Centro. Pretendemos ampliar as ações para a comunidade interna e extra campus. Para isso estaremos aliando as artes da cena como linguagem, expressão e arte, inclusão social, cidadania, identidade e cultura. Despertando o senso crítico, estético e expressivo. Democratizando e incentivando a prática corporal cênica e o fazer teatral e as demais manifestações artístico-culturais no ambiente escolar, como conteúdo e conhecimento. Como ferramenta lúdico-pedagógica tanto o teatro, quanto a dança e o circo são instrumentos de extrema grandeza e expressividade, pois trabalha aspectos psicológicos, motores, cognitivos e sociais, e assim como outras formas de arte, são ferramentas potentes para trabalhar a identidade, cidadania, melhorar a auto-estima e promover a inclusão social. Para o dramaturgo Augusto Boal, mais do que uma forma de arte, “o teatro especificamente é uma arma e é o povo quem deve manejá-la!” (Boal,1977). O projeto constará inicialmente de oficina de práticas corporais cênicas, onde aliaremos trabalharemos teoria e práticas de artes corporais cênicas (teatro, dança e circo). Utilizando de exercícios e técnicas de importantes estudiosos de referência da área finalizando com uma montagem.
14) Nome do Projeto: Educação Patrimonial - Conhecer para Preservar o Patrimônio Cultural de Bom Jesus
Coordenador: Tatiana da Costa Sena
Campus: Bom Jesus 
Resumo: Inicialmente circunscrita no universo dos museus e centros culturais, a Educação Patrimonial atualmente se insere em diversas esferas de atuação, envolvendo diferentes setores da sociedade. Pensando sobre este viés estamos propondo desenvolver oficinas de educação patrimonial junto aos professores da Educação Básica e representantes da sociedade civil de Bom Jesus do Itabapoana. Conhecendo os bens culturais que são produtos da diversidade cultural do município e pertencentes a todos e para usufruto coletivo, esperamos ver surgir ações e práticas educativas críticas aliada à formação cidadã da população.
15) Nome do Projeto: Implantação do Núcleo de Dança Livre e Contemporânea Voz do Corpo
Coordenador: Andressa Peres Teixeira
Campus: Itaperuna
Resumo: A presente proposta constitui-se de um primeiro mas, fundamental, passo em direção à implantação de um núcleo de dança no IFFluminense – campus Itaperuna. O núcleo agregará ações extensionistas tanto internamente, quanto externamente. O público atendido será ao todo de 45 alunos, dos quais 20 crianças de 9 a 11 anos em situação de vulnerabilidade social e 25 alunos regularmente matriculados na instituição. Este projeto ganha especial relevância se se tem em vista a baixa oferta de acesso a bens culturais no município de Itaperuna e a possibilidade de oferecer um contato com o mundo da dança de forma democrática e gratuita. Além disso, se pensarmos que a experiência corporal/sensorial humana afeta a organização cerebral e o cérebro atua, em uma via de mão-dupla, no corpo, a dança torna-se uma manifestação artística de grande relevância em uma perspectiva cognitiva e educacional. Em suma, espera-se um ganho de uma perspectiva ética e cidadã, não só do ponto de vista do IFFluminense, ao atuar diretamente na comunidade local, quanto dos alunos da comunidade interna envolvidos, pois possibilita a eles empregar seus conhecimentos na melhoria dos arranjos sociais, tornando-os cidadãos mais ativos e reflexivos.
16) Nome do Projeto: Batuques e folias do Noroeste Fluminense na Escola
Coordenador: Marcelo Pereira Cucco
Campus: Itaperuna
Resumo: Este projeto de extensão é constituído de duas diretrizes fundamentais. A primeira diz respeito à troca de experiências com professores da rede pública de ensino através de grupo de estudos focado nas questões culturais regionais e suas relações com a cultura afro-brasileira. A segunda, diz respeito à formação dos alunos bolsistas e não bolsistas, que serão orientados na pesquisa das manifestações da cultura afro-brasileira da região Noroeste Fluminense, tais como os batuques e as folias. Todo material pesquisado será compartilhado com os professores, que poderão articulá-lo com a bibliografia já existente sobre o tema, objetivando enriquecer o universo cultural desses profissionais.
registrado em: , ,