Você está aqui: Página Inicial > Extensão > Projetos de Extensão > Projetos na área de Tecnologia e Produção

Projetos na área de Tecnologia e Produção

por Comunicação Social da Reitoria publicado 08/12/2015 16h21, última modificação 31/03/2016 18h22
Veja os Projetos de Extensão nas áreas de tecnologia e produção.
1) Nome do Projeto: Imersão Digital
Coordenador: Marilia Gonçalves Dutra da Silva
Campus: Campos Guarus
Resumo: O projeto Imersão Digital já está finalizando sua 2ª edição, e tem tido como objetivo principal promover a inclusão digital de Jovens, Adultos e Idosos que não possuem facilidade de acesso as mais diversas tecnologias atuais. A proposta é exercitar a cidadania utilizando os recursos de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) por meio de uma metodologia de inclusão digital que valorize a prática de utilização desses recursos. São utilizados recursos tecnológicos disponíveis no campus Guarus, e além disso, são disponibilizados manuais, tutoriais, vídeos e outros recursos com o objetivo de apoiar as atividades práticas. É importante ressaltar que este não é um projeto com o objetivo de ensinar informática básica, mas sim, um projeto que visa disponibilizar equipamentos do dia a dia das pessoas como computadores, impressoras, câmeras digitais, filmadoras, pen drivers, entre outros, por meio de metodologia e acompanhamento apropriados para que o público alvo consiga fazer uso dessas tecnologias no cotidiano. Os alunos que muitas vezes já possuem esses equipamentos (celulares, smartphones, câmeras fotográficas, pen drivers, notebooks e outros), aprendem como utilizar plenamente todas as suas funções.

 

2) Nome do Projeto: Projeto técnico de implantação de redes de telecomunicações para atendimento ao projeto “Comunidades Digitais – Espaço Virtual de Desenvolvimento Local”
Coordenador: Claudia Boechat Seufitelli 
Campus: Campos Centro
Resumo: O Projeto visa configuração de enlaces de rádio para viabilidade da distribuição do sinal de internet (via rede WiFi) para as comunidades atendidas, bem como manutenção das já existentes. O foco do projeto é a inclusão social e digital onde através do sinal de internet se promoverão ações de ensino à distância, capacitação, geração de trabalho e renda, estímulo à webcidadania e a participação social. Para tal, o projeto ainda promoveu o apoio necessário para instalação, configuração e manutenção do acesso à internet aos associados dos provedores comunitários criados. Serão feitas instalações de mais 300 kits de acesso para conexão às torres centrais das comunidades. Na próxima fase do projeto, além dos novos enlaces previstos, serão focadas as ações de manutenção das torres já instaladas nas localidades infoexcluídas, bem como, a capacitação dos moradores destas comunidades para autogestão de suas respectivas iniciativas de provedores comunitários.

 

3) Nome do Projeto: Curso do Software AltoQi Lumine V4 para Projetos Elétricos Prediais
Coordenador: William dos Santos Inacio
Campus: Itaperuna
Resumo: A presente proposta é para um Curso do Software AltoQi Lumine V4 para Projetos Elétricos Prediais, que facilita a execução de Projetos Elétricos Prediais pelo técnico contribuindo para a qualidade do mesmo. Este curso destina-se aos Técnicos em Eletrotécnica, Técnicos em Eletromecânica, Engenheiros Elétricos, Engenheiros Civis e também aos futuros técnicos e engenheiros que estejam matriculados em uma instituição de ensino reconhecida pelo MEC e que tenham sido aprovados nas disciplinas de Instalações de Baixa Tensão e Projetos Elétricos Prediais ou disciplinas equivalentes. Espera-se que os alunos aprendam a manipular o software para melhorar e agilizar os seus projetos. Aos que ainda não atuam, que passem a atuar, sendo um diferencial no mercado.

  

4) Nome do Projeto: Engenhocas: protótipos abertos para materialização do conhecimento
Coordenador: Rogerio de Avellar Campos
Campus: Campos Guarus
Resumo: O projeto denominado 'Engenhoca' busca estreitar o relacionamento prático-teórico através de inventos criativos e inovadores desenvolvidos pelos próprios aprendizes. Estes inventos, que podem ser desde softwares até protótipos de equipamentos automatizados, permitirão aos aprendizes condensar e viabilizar, em um único invento, conteúdos e assuntos de disciplinas distintas. Desenvolvidos com o apoio e a supervisão de professores, todo o processo e materiais utilizados na produção dos inventos será consolidado na forma de um tutorial. Isto permitirá que qualquer pessoa reproduza estes inventos e, intuitivamente, estejam compreendendo o uso dos conceitos envolvidos. Além de estimular o pensamento crítico e criativo dos aprendizes, busca-se mais uma forma de divulgar os cursos e atividades desenvolvidas no IFFluminense. Como forma de motivação dos seus integrantes, o projeto realiza regularmente reuniões regulares para discussão de novas ideias, treinamento sob as tecnologias envolvidas e concurso de projetos.

  

5) Nome do Projeto: Diagnóstico inicial das boas práticas de fabricação (BPF) de panificadoras do município de Bom Jesus do Itabapoana – RJ
Coordenador: Emilly Rita Maria de Oliveira
Campus: Bom Jesus
Resumo: O presente projeto de extensão objetiva avaliar as condições higiênico-sanitárias, diagnosticando e verificando a adequação de panificadoras frente às Boas Práticas de Fabricação. Serão avaliadas cinco panificadoras localizadas no município de Bom Jesus do Itabapoana – RJ, por meio do preenchimento da lista de verificação (check-list) proposta pelo anexo II da Resolução RDC n0 275, de 21 de outubro de 2002. Após a definição das cinco panificadoras, será formulado um termo de autorização para a execução da coleta de dados e avaliação. As atividades serão realizadas por estudantes do curso superior de Ciência e Tecnologia de Alimentos, com supervisão/orientação de docentes do curso, por meio do método da observação direta e indagações aos funcionários e proprietários. As visitas serão realizadas em dias aleatórios e em turnos a combinar com os proprietários e/ou gestores, permitindo avaliação dos procedimentos realmente adotados em cada estabelecimento. Em cada panificadora, serão realizadas pelo menos duas visitas, a fim sanar possíveis erros de análise. A partir dos dados obtidos, a equipe do projeto apresentará às panificadoras em desacordo com a legislação seus resultados, sugerindo as estratégias de intervenção para a melhoria de panorama sanitário dos estabelecimentos e oferecendo capacitação a seus colaboradores, tudo em consonância com a RDC n0 275, de 21/10/2002.

  

6) Nome do Projeto: Telecomunicações nas escolas – conectando alunos ao mundo tecnológico
Coordenador: Janaina Ribeiro do Nascimento
Campus: Campos Centro
Resumo: Esse projeto visa à realização de palestras, seminário e minicursos em escolas públicas estaduais e municipais localizadas na cidade de Campos dos Goytacazes. Essas palestras, seminários e minicurso terão como tema as principais áreas das telecomunicações, tais como: Eletrônica, Telemática, Transmissão e Telefonia. Esses recursos de didáticos abordaram também as principais tecnologias emergentes de cada área. Os responsáveis pela divulgação do conhecimento tecnológico serão os professores envolvidos no projeto, juntamente com dois alunos bolsistas.
7) Nome do Projeto: AVALIAÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS DE FABRICAÇÃO DE DERIVADOS LÁCTEOS EM AGROINDÚSTRIAS FAMILIARES DO MUNICÍPIO DE GUAÇUÍ-ES
Coordenador: Jorge Ubirajara Dias Boechat
Campus: Bom Jesus
Resumo: A produção do leite no Brasil tem crescido consideravelmente em consequência principalmente do trabalho de agricultores familiares que destinam boa parte da produção de leite para a fabricação de queijos e outros derivados, em pequenas agroindústrias artesanais, como forma de aumentar a renda familiar no meio rural. Comumente essas agroindústrias funcionam de maneira clandestina, onde os produtos fabricados podem representar um grande risco à saúde pública. O presente trabalho será desenvolvido em propriedades rurais processadoras de derivados lácteos, formais e não formais, no município de Guaçuí-ES, tendo como foco a identificação dessas propriedades rurais, a caracterização do perfil do produtor, o registro de dados para controle sanitário dos animais da produção leiteira, a aplicação questionário e aplicação de Check-list para caracterizar o processo produtivo. Tais procedimentos permitirão fazer uma avaliação preliminar das condições higiênico-sanitárias dos estabelecimentos de produção envolvidos neste trabalho, bem como a avaliação das Boas Práticas Agropecuárias (BPA) na obtenção do leite e Boas práticas de Fabricação (BPF) dos produtos lácteos considerando as etapas relativas à cadeia produtiva do leite, atribuindo qualidade higiênica e sanitária aos produtos elaborados.
8) Nome do Projeto: Ensinando Programação e Lógica Computacional para Alunos dos Ensinos Fundamental e Médio do Município de Bom Jesus do Itabapoana
Coordenador: Matheus Dimas de Morais
Campus: Bom Jesus
Resumo: Este projeto tem como objetivo capacitar alunos regularmente matriculados nos ensinos médio e fundamental de Bom Jesus na resolução de problemas de lógica e programação, despertando o interesse desses alunos para área de Informática, através da participação em competição de lógica e programação em vários níveis, mais especificamente, a Olimpíada Brasileira de Informática. Pretende-se também levar aos possíveis futuros alunos de cursos técnico e superior de informática, uma mostra do que será abordado nesses cursos, apresentando a eles noções básicas de programação.
9) Nome do Projeto: Habitação popular no Município de Campos dos Goytacazes/RJ: identificação, mapeamento e reconhecimento das comunidades existentes
Coordenador: Antonio Leandro Crespo de Godoy
Campus: Campos Centro
Resumo: O projeto “Habitação popular em Campos dos Goytacazes/RJ: Identificação, mapeamento e reconhecimento das comunidades existentes” nasce, em princípio, da necessidade encontrada pelo grupo de trabalho em outros projetos de extensão, ligados ao tema, de encontrar dados atualizados referentes às comunidades em áreas de interesse social. Muitas são as potencialidades de trabalhos acadêmicos ligados ao ensino, a pesquisa e a extensão que podem ter por objeto o apoio e o estudo das comunidades, “favelas”, e este mesmo em si busca perceber e se conectar com a realidade da moradia e da vida urbana encontrada nestas áreas. O projeto é produto de grande debate e do estudo dos grupos atuantes na Comunidade da Margem da Linha Férrea, que encontrou dificuldades em iniciar seus trabalhos pela falta de material documental, mapas e registros fiéis da realidade da comunidade e nesse sentido teve que redirecionar o cronograma dos trabalhos em grande parte em nome desses desafios encontrados. O objetivo do presente projeto envolverá um levantamento global, mapeamento das comunidades do município por meio de documentos, mapas, fotos aéreas, registros municipais e estudos de campo. A modalidade de extensão tornou-se escolha evidente pela experiência obtida no contato com moradores, lideres e centros comunitários que proporciona diversas atividades, desde entrevistas, oficinas, atividades artísticas e lúdicas. A identificação e o reconhecimento que vai além da simples pesquisa documental, mas abrange a realização de diversas atividades com os moradores e profissionais inseridos nas comunidades com o verdadeiro objetivo de integrar o conhecimento acadêmico à realidade da moradia popular do município.
10) Nome do Projeto: Diálogo Virtual
Coordenador: Orlando Pereira Afonso Junior
Campus: Itaperuna
Resumo: O mundo a cada dia se torna mais tecnológico. O número de aparelhos eletrônicos e a velocidade com que as notícias são circuladas, fatos reais, discussões acaloradas, boatos é surpreendente. O volume de informação gerado pode ter um efeito contrário: o de desinformar e alienar os usuários. O projeto tem como objetivo conscientizar a população, especialmente os jovens, que tem adentrado recentemente no mundo da informática, sobre o problemático contraste entre os benefícios e malefícios da tecnologia. Tendo como uma das soluções a conscientização urgente sobre como usar a Internet. Com isso, serão feitas visitas às escolas, distribuições de cartilhas, comunicação oral e outros meios que possam alertar os usuários sobre o mundo virtual. A proposta então visa que a população atinja bom conhecimento sobre o que está fazendo na Internet e como pode participar desse ambiente sem que prejudique a si mesmo ou aos que estão a sua volta, possibilitando que a internet seja algo favorável a cada um, que todos possam obter uma melhor inclusão digital e que sejam alertados sobre todos os riscos virtuais. Além de tratar assuntos relacionados à Internet, o projeto visa promover a conscientização do uso das tecnologias em geral e seus efeitos.
11) Nome do Projeto: Verificação das Boas Práticas de Higiene e Cuidados no Preparo dos Alimentos dos Centros de Educação Infantil do Município de Bom Jesus do Itabapoana
Coordenador: Renata Gomes de Brito Mariano
Campus: Bom Jesus
Resumo: A rede de ensino do Município de Bom Jesus do Itabapoana conta hoje com 8 escolas de educação infantil, atendendo a 95% das crianças situadas na faixa etária de 0 a 5 anos e 11 meses. Estas crianças estão inseridas nos seguimentos escolares de creche e pré-escola, permanecendo nos estabelecimentos de ensino por até 7h por dia. Neste período são oferecidas a elas, pelo menos, três refeições: café da manhã, almoço e lanche da tarde. Constantemente são observados surtos de infecções gástricas no município, em que, além de adultos, um número bastante significativo de crianças na faixa etária de 0 -7 anos são infectadas. Considerando esses aspectos, bem como o fato que grande parte das escolas atende um dos grupos de maior vulnerabilidade, a avaliação das condições higiênico-sanitárias dos serviços de alimentação das escolas e a caracterização de seu risco assumem grande importância. Na maioria dos casos, as DTA são caracterizadas por sintomas agudos e percebidas pelas pessoas como um “mal passageiro”, gerando um baixo índice de notificações em relação ao número de ocorrências existentes, e dificultando o trabalho de identificação e prevenção destas doenças pelas autoridades sanitárias. Em vista disso, a utilização de ferramentas para avaliação das condições higiênico-sanitárias das escolas e a adoção de procedimentos necessários para garantir a inocuidade dos alimentos elaborados nas cozinhas das escolas brasileiras se faz necessária, a fim de instrumentalizar os manipuladores para realizar o controle da qualidade da alimentação escolar. Sendo assim, com o crescente número de crianças que recebem diariamente cuidados fora do lar de forma coletiva no município de Bom Jesus do Itabapoana e tendo como impactos à saúde a transmissão de doenças infecciosas este trabalho pretende orientar os profissionais que cuidam de crianças nos Centros de Educação Infantil vinculados à Prefeitura Municipal sobre as boas práticas de higiene e de cuidados no preparo e manipulação dos alimentos, com o intuito de prevenir a manifestação de DTAs promovendo assim a melhoria contínua dos serviços prestados. A partir do desenvolvimento deste espera-se auxiliar os gestores municipais a identificar problemas comuns e definir prioridades de intervenção com base no risco higiênico-sanitário, auxiliando no desenvolvimento e aplicação de um conjunto de ações técnicas. Espera-se, assim, disseminar a importância das boas práticas de manipulação de alimentos no controle de DTAs no âmbito escolar mais frágil que é a educação infantil.
12) Nome do Projeto: Transferência de Tecnologia Agro sustentável para Agricultura Familiar da comunidade de Serrinha município de Bom Jesus do Itabapoana - RJ.
Coordenador: Kleberson Cordeiro Araujo
Campus: Bom Jesus
Resumo: A agropecuária na região Noroeste Fluminense é caracterizada pelos baixos índices de produtividades das lavouras agrícolas e pela falta de alternativa de produção. Em Bom Jesus do Itabapoana e em todo Norte e Noroeste Fluminense o consumo de produtos agrícolas e importado assim de outras regiões. Assim o emprego de diversas técnicas de cultivo voltadas para o bom uso do solo e manejo adequado da nutrição mineral e irrigação, controle de pragas e doenças, podas de formação, condução e frutificação, colheita, processamento de frutos e comercialização, as quais são imprescindíveis para retorno econômico dessas atividades. Assim essas técnicas, embora de domínio acadêmico e da assistência técnica, nem sempre são utilizadas em sua plenitude pelos produtores. Portanto, a produção destas culturas agrícolas é uma opção nova e pode constituir uma importante alternativa de produção e fonte de renda para os agricultores do vale do Itabapoana em especial o distrito da Serrinha.
13) Nome do Projeto: Melhorias nos processos de produção e comercialização de produtos alimentícios de ambulantes praianos de Cabo Frio
Coordenador: Fabiano Souza de Almeida Castro
Campus: Cabo frio
Resumo: Procurando buscar possíveis melhorias na qualidade da produção e comercialização de produtos alimentícios nas praias de Cabo Frio, serão envolvidas as áreas de empreendedorismo, planejamento de produção, higiene e segurança na manipulação, estratégias de comercialização de produtos alimentícios, elaboração de cardápios e plano de viabilidade financeira. Desta forma, o público em questão, poderá contar com novas possibilidades de oferta, produção e comercialização de seus produtos, gerando uma maior confiabilidade perante os clientes, que, geralmente, são turistas, de modo a trazer positivo impacto na impressão que os turistas venham a ter das praias da região.
14) Nome do Projeto: Clube de Robótica e Eletrônica
Coordenador: Anderson Vinicius Toledo Andrade
Campus: Itaperuna
Resumo: O projeto tem como objetivo a aplicação das habilidades e conhecimentos aprendidos nas áreas de informática e eletrotécnica e mecânica na criação de projetos, visando o desenvolvimento tecnológico para participar de competições que visam o estimulo a carreias cientifico ­tecnológicas como a OBR (Olimpíada Brasileira de Robótica). Incentivar alunos do campus a desenvolverem projetos em conjunto para aumentar a experiência pratica, teórica e aprender a trabalhar em equipe. Com o intuito de desenvolver tecnologicamente a região em que o campus se encontra, o clube irá disponibilizar minicursos de introdução à robótica e eletrônica aplicada em escolas estaduais e municipais, para incentivar o ingresso em carreiras cientifico­tecnológicas.
15) Nome do Projeto: Estudos Elétricos e Solução Tecnológica para sistema de alimentação de energia elétrica de indústria de ISOPOR como alternativa a baixa qualidade de energia elétrica fornecida pela concessionária
Coordenador: Rodrigo Martins Fernandes
Campus: Rio Paraíba do Sul
Resumo: A indústria ISOCAMP está instalada estrategicamente em Campos dos Goytacazes-RJ. Há 8 anos, a empresa fabrica moldados em poliestireno expandido (EPS) - mais conhecido no Brasil pelos nomes comerciais isopor (que é uma marca registrada da Knauf Isopor Limitada ) - principalmente voltados pro setor de lazer, especialmente em regiões de litoral. A ISOCAMP relata que desde o início do ano de 2014 a frequência e o período das interrupções do fornecimento de energia elétrica por parte da concessionária vêm aumentando. Levantamento realizado pela empresa indica 19 horas totais de interrupção num total de 17 episódios. No levantamento realizado pela empresa, somente em 2014 até o mês de outubro, o prejuízo para a fábrica chegou a aproximadamente R$ 390 mil. O IFF, por meio de coordenador deste projeto, que possui mais de 10 anos de experiência em trabalhos na área de qualidade de energia elétrica e eficiência energética, irá realizar um diagnóstico do sistema elétrico atual da fábrica para identificar soluções tecnológicas que podem ser implantadas neste sistema para minimizar os impactos provocados pela baixa qualidade do fornecimento de energia elétrica por parte da concessionária local. Além disso, o diagnóstico irá apontar medidas que podem ser adotadas pela operação da fábrica visando o uso racional dos recursos energéticos consumidos no seu processo de produção. Os alunos do curso técnico e superior participarão diretamente das atividades desenvolvidas na fábrica da empresa parceira demandante, sob a supervisão e orientação do coordenador do projeto. Espera-se que esta vivência na prática do trabalho contribua de forma significativa na formação técnica e pessoal dos alunos envolvidos no projeto. Além disso, caso o desempenho dos alunos seja satisfatório, existe a possibilidade de efetivação na empresa parceira demandante. Considerando que o setor de energia elétrica é uma área prioritária - principalmente para a indústria nacional que dela depende - e que a empresa parceira deste projeto vivencia atualmente sérios problemas de fornecimento de energia elétrica, por parte da concessionária de energia, que afetam os seus resultados econômicos, justifica-se a execução do presente projeto que visa diagnosticar tais problemas, propor soluções tecnológicas e colocá-las em prática. Considerando-se o valor do presente projeto (aproximadamente R$ 100 mil) e os atuais prejuízos que a empresa absorve devido aos problemas de QEE relatados, o tempo de retorno simples do projeto é menor do que 4 meses, comprovando-se a viabilidade econômica do presente projeto. Espera-se que os resultados do projeto sirvam de referência para outras empresas instaladas no Distrito Industrial de Campos dos Goytacazes e que possuem problemas semelhantes aos apresentados atualmente pela ISOCAMP. Futuramente, tais empresas poderão realizar parcerias com o IFF para o desenvolvimento de trabalhos semelhantes ao deste projeto.
16) Nome do Projeto: Informática para Todos
Coordenador: Fabiana Nunes Cabral Monteiro
Campus: São João da Barra
Resumo: Este projeto tem como proposta a oferta do curso básico e avançado de informática além da utilização de microcomputadores por parte dos alunos do curso Informática para Todos em horários previamente marcados, desta forma facilitando e socializando o acesso a tecnologia da informação. É notório o déficit de conhecimento na área de informática por grande parte dos alunos do IF Fluminense de São João da Barra, assim como da comunidade são joanense de uma forma geral, déficit esse que se caracteriza pela dificuldade de acesso as ferramentas de informática acarretada pela situação socioeconômica precária do município de São João da Barra. O projeto Informática para Todos visa atender os alunos e os moradores do município de São João da Barra desde que os mesmos possuam no mínimo 15 anos de idade para o curso de informática básica. Para o curso de informática avançada é necessário que o postulante a vaga de aluno do curso apresente o certificado do curso de informática básica.