CAMPUS BOM JESUS DO ITABAPOANA

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Bom Jesus do Itabapoana > Extensão > Inferência dos impactos políticos, socioeconômicos e ambientais de projetos educativos e (...)

Inferência dos impactos políticos, socioeconômicos e ambientais de projetos educativos e (...)

por Comunicação Social do Campus Bom Jesus do Itabapoana publicado 04/02/2019 09h32, última modificação 05/02/2019 11h38
Inferência dos impactos políticos, socioeconômicos e ambientais de projetos educativos e extensionistas direcionados aos pequenos agricultores familiares

Coordenador: Eduardo Moreira

Resumo: O projeto se desenvolve no Campus Bom Jesus do Itabapoana do IFF, tendo como base territorial o noroeste do Rio de Janeiro e sul do Espírito Santo. Tem como objetivos mapear e desenvolver ferramentas para análise dos efeitos de um projeto de ensino e extensão destinado a pequenos agricultores familiares do território de abrangência do campus. Tendo início a partir da reflexão em torno da importância de um ensino que busque, a priori, a transferência de tecnologias sociais próprias para o aprimoramento das atividades de produção agropecuária e da construção de uma Rede de comercialização, com formato inovador, dos produtos vindos dos pequenos agricultores rurais locais que interconecta de forma colaborativa produtores e consumidores, denominada de “Cestas de Produtos Agroecológicos”, propõe a hipótese de uma emancipação intelectual que coloque no indivíduo, neste caso, o agricultor, um sentido de pertencimento social e político e de aumento de trabalho e renda. O projeto a ser observado é o ‘‘Produção e Distribuição de Cestas Solidárias: Um Projeto para Geração de Renda, Acesso/construção de Mercados Solidários e de Capacitação Continuada de Representantes da Agricultura Familiar da Região Sul/ES’’, que objetiva a capacitação, produção e distribuição de cestas de produtos agroecológicos oriundos da agricultura familiar. O processo de capacitação e formação é realizado em cursos no formato de FIC (Formação Inicial e Continuada) e de Extensão, tendo como princípios metodológicos a “Educação do Campo” e a “Educação Popular”, que ao dialogarem em harmonia, se tornam um movimento de transformação social. Para a realização deste projeto, considera-se a construção de indicadores de análise política, socioeconômica e ambiental dos impactos da participação no projeto das famílias agricultoras. Estes indicadores serão construídos em trabalho de campo com o grupo envolvido no projeto. Serão utilizados diagnósticos rápido-participativos, entrevistas semiestruturadas e questionários com indivíduos envolvidos no ensino-aprendizagem e na extensão para coleta de dados sobre a produção, envolvimento político, geração de trabalho e renda e acesso a mercados. Esta pesquisa busca construir instrumentos de avaliação de projetos de extensão e ensino que se direcionem aos pequenos agricultores familiares, propondo uma reflexão de sua importância no contexto social.