CAMPUS BOM JESUS DO ITABAPOANA

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Bom Jesus do Itabapoana > Notícias > I Semana da Mulher do IFF Bom Jesus recebe mais de 400 participantes

Notícias

I Semana da Mulher do IFF Bom Jesus recebe mais de 400 participantes

8 de março

Primeiro evento organizado pelo Grêmio Estudantil propôs debate sobre o Dia Internacional da Mulher.
por Comunicação Social do Campus Bom Jesus do Itabapoana publicado 18/03/2019 12h25, última modificação 18/03/2019 12h41
Exibir carrossel de imagens Espaço do Estudante foi palco da abertura do evento.

Espaço do Estudante foi palco da abertura do evento.

Uma semana de música, diálogo, representação, informação e conscientização chegou ao fim na última sexta-feira. O primeiro evento promovido pelo Grêmio Estudantil do Instituto Federal Fluminense Campus Bom Jesus foi bem recebido por alunos, servidores e convidados externos que transitaram pelas dependências da instituição entre os dias 11 e 15 de março. O auge da programação aconteceu na tarde de quarta-feira, dia 13, quando as aulas foram substituídas por oficinas, palestras, apresentações musicais, teatro, entre outras atividades.

Queríamos chamar a atenção dos alunos e a forma de fazer isso foi parando a escola”, conta a diretora de Comunicação do Grêmio, Rebeca Fontoura. A motivação para a I Semana da Mulher foi a tradicional abordagem dada ao tema. “Dar uma rosa e um recadinho sobre ser feminina não representa o propósito dessa data, tampouco ajuda na luta pelos direitos femininos. Dessa forma, a I Semana da Mulher veio com o intuito de quebrar essa tradição. O 8 de março foi criado para ser um momento de reflexão, além de uma grande oportunidade de mobilizar pessoas para a conquista de direitos que ficam cada vez mais instáveis com o passar do tempo”, explica.

A abertura do evento aconteceu às 13h, quando Rebeca recepcionou os participantes com um discurso sobre a proposta da comemoração. O diretor de Políticas Estudantis, Culturais e Esportivas do IFFluminense, Carlos Márcio Viana Lima, também prestigiou o evento e conversou com os alunos sobre a importância da iniciativa e da atuação do Grêmio Estudantil. "Não percam essa essência", aconselhou. Encerrando o primeiro momento, a coordenadora do Núcleo de Gênero do campus, Sarah Vervloet, apresentou o projeto e explicou sua relação com o evento, sendo seguida pela apresentação musical das alunas Rebeca Fontoura e Gabriella Tebaldi.

As canções “O Bêbado e o Equilibrista”, de Elis Regina, e “Geni e o Zepelim”, de Chico Buarque, embalaram a prévia de um dos momentos mais esperados da tarde. A representação de mulheres históricas foi preparada durante quatro semanas por 15 estudantes. Marielle Franco, Cleópatra, Joana D’arc, Clarice Lispector, Anita Garibaldi, entre outras mulheres que impactaram o mundo em sua geração, marcaram presença no evento e até bateram um papo com quem se interessasse. Para a estudante Aylla Félix, essa interação foi o destaque de sua participação como Anita Garibaldi. Foi uma experiência única, porque era uma biografia que eu ainda não conhecia e me trouxe conhecimento inclusive sobre a história do Brasil. Poder interagir com as pessoas como Anita Garibaldi, não como Aylla, foi uma experiência única. Muitas pessoas disseram sair arrepiados”, lembra. A proposta do Grêmio é que a intervenção ganhe espaço em outros eventos e se torne uma tradição no campus.

Aylla Félix

"Apresentar Anita Garibaldi a outros alunos que também não a conheciam foi incrível", conta Aylla.

O aluno Cristiano Rubens apoia a repetição das ações e sugere, ainda, a inclusão dos pais e responsáveis no evento. “Muitas escolas não valorizam essa data e é a primeira vez que vejo aqui na região uma instituição valorizá-la. Considero isso muito importante”, analisa. Ele participou da palestra sobre o Feminejo e afirma ter ampliado sua percepção sobre o gênero. Além das palestras, a programação ofereceu oficinas, workshops e rodas de conversa sobre política, cinema, ciência, liderança, literatura e feminismo, ministrados principalmente por estudantes da instituição, com participação de servidores e colaboradores externos.

Os demais dias da semana ganharam programação musical especial durante os intervalos, com a reativação do estúdio da rádio estudantil.