CAMPUS BOM JESUS DO ITABAPOANA

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Bom Jesus do Itabapoana > Notícias > Orfanato Lamed retorna ao IFF e emociona alunos e servidores

Notícias

Orfanato Lamed retorna ao IFF e emociona alunos e servidores

Teatro Bimodal

Grupo da Cia. de Teatro Jeová Nissi fez três apresentações para comunidade do Campus Bom Jesus.
por Comunicação Social do Campus Bom Jesus do Itabapoana publicado 19/10/2017 10h30, última modificação 19/10/2017 10h47

A primeira vez que a história de Luísa, personagem principal do espetáculo “Orfanato Lamed”, foi contada no Campus Bom Jesus foi em setembro deste ano. A beleza da mensagem deixada pelo grupo da Cia. de Teatro Jeová Nissi foi suficiente para que o convite de retorno fosse solicitado. Desta vez, três apresentações foram realizadas na segunda e terça-feira, dias 16 e 17, para atender a alunos de todas as turmas, bem como servidores e demais interessados. Alguns deles gostaram tanto que voltaram para rever a apresentação.

Antes de chegarem a Bom Jesus, os atores apresentaram a peça nos campi Avançado Cambuci, Santo Antônio de Pádua, Campos Centro e Campos Guarus, onde, segundo a atriz Bianca Colman, foram bem acolhidos e colecionaram boas experiências no contato com o público. “Tivemos muita abertura de pessoas contando suas histórias, suas dificuldades. Esse retorno das pessoas se abrirem, abordarem temas tão difíceis para eles, e conseguirem expor isso é muito bom”, conta. Eles também já estiveram em Fortaleza e diversas cidades do Rio de Janeiro, seguindo agora para o Espírito Santo, São Paulo e, futuramente, Minas Gerais ou estados da região Sul.

Orfanato Lamed foi criada com base em experiências vividas pela atriz Amanda Prado, que é surda e interpreta a personagem Luísa. Os jovens atores, voluntários, são também os responsáveis por toda a criação e produção da peça, que estará em turnê até o fim do ano pelo país. A peça propõe a discussão sobre acessibilidade, inclusão e ampliação do envolvimento da sociedade com Libras, idioma oficial do Brasil, junto ao Português. “Através da nossa exposição, conseguimos uma abertura maior e melhor entendimento das pessoas em relação à área de surdez e de Libras”, orgulha-se Bianca. Irmã de Amanda, ela acompanha de perto os desafios dos surdos e sonha com o crescimento da acessibilidade, em especial no teatro.

Além disso, a produção aborda temas de grande importância para o público jovem, como conflitos e desafios em áreas como relacionamentos, decisões, escolhas, entre outros. Confira a sinopse da atração: o objetivo principal desse roteiro é falar sobre identidade de forma bimodal (Português e Libras). Utilizando um cenário imaginário, a peça desenvolve essas características nos ambientes do Orfanato Lamed e a floresta. Os personagens são Luisa, uma menina órfã cheia de questionamentos que vive um temporal no seu interior; tendo nascido surda, ela irá buscar sua identidade e nesta busca viverá uma aventura cheia de descobertas; Laodicéia, a governanta do Orfanato Lamed que negligencia seus cuidados às crianças; North, o boneco de Luisa que a guiará; Aurora e Helena, colegas do orfanato que dividem quarto com Luisa, representam o sofrimento vivido pelas crianças naquele lugar; Valentin e Amadeu, dois velhos com personalidades distintas, trarão comédia e entretenimento para o público; Turco, um comerciante viajante e esperto; Argos e Akíra, as raposas oportunistas que encontrarão Luisa na direção errada; sagazes, sempre estão no atalho pegando todos que entram por lá e levando até Ares para cumprir seus serviços prestados a ele; Ares, o senhor lobo é a representação da maldade que há no mundo. Olhe a bússola, para onde ela te guia?

Elenco: Amanda Duarte Prado, Bianca Bárbara Colman, Carolina Vale de Almeida, Cícero Alex Lopes, José Eduardo Coutinho Correia, Keila Fernandes, Michael Lazarotto, Paulliene Duarte Miranda, Sócrates Wesley, Victor de Dio Sousa, William Gomes.