CAMPUS BOM JESUS DO ITABAPOANA

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Bom Jesus do Itabapoana > Notícias > Primeiras estudantes a obterem dupla diplomação iniciam estudos em Portugal

Notícias

Primeiras estudantes a obterem dupla diplomação iniciam estudos em Portugal

Intercâmbio

Após conclusão do curso no IFF Bom Jesus, estudantes poderão atuar profissionalmente no Brasil e em países da comunidade europeia.
por Erika Vieira/Comunicação Social do Campus Bom Jesus do Itabapoana publicado 24/09/2019 09h35, última modificação 24/09/2019 10h01
Exibir carrossel de imagens Suelen Soares (esq.) e Lohany Pedrosa (dir.) começaram os estudos no IPB nessa segunda-feira, dia 23.

Suelen Soares (esq.) e Lohany Pedrosa (dir.) começaram os estudos no IPB nessa segunda-feira, dia 23.

Um diploma com validade no Brasil e na comunidade europeia é o sonho de muitos estudantes. Para os graduandos em Ciência e Tecnologia de Alimentos do Instituto Federal Fluminense Campus Bom Jesus do Itabapoana aprovados para o intercâmbio no Instituto Politécnico de Bragança (IPB), em Portugal, esse sonho será realidade a partir deste ano. A parceria entre as instituições já possibilitou a 20 alunos a experiência de cursar um semestre ou ano letivo no IPB. Em setembro chegou a vez de Lohany Pedrosa e Suelen Soares, as primeiras a obterem a dupla diplomação.

Estudantes do quinto período do CTA, Lohany e Suelen têm mais em comum do que as disciplinas da graduação. Elas compartilham o sonho de se especializarem na área alimentícia e, agora, poderão fazê-lo no curso de Engenharia de Alimentos do IPB. Lohany deixou São Gonçalo (RJ) para estudar em Bom Jesus e, desde que chegou, dedicou-se ao sonho de expandir os horizontes em outro país. “O processo seletivo para o intercâmbio avalia o currículo lattes e as notas durante o curso. Sabendo disso, desde que entrei no IFF sempre me esforcei para alcançar esse objetivo”, relata. Suelen também dedicou seus esforços a essa conquista. “Hoje vejo que todo esforço valeu a pena”, afirma.

Suelen chegou ao IFF para cursar o técnico concomitante em Agroindústria. Nascida na zona rural, cresceu em meio à produção agrícola. Sua família produz leite e, por isso, ela planeja direcionar os estudos para esse produto, com o objetivo de processá-lo e ampliar a área de atuação dos pais. Ela relata que a conquista é resultado de grande esforço, iniciado ainda na infância.No início, quando residia nas proximidades de Pirapetinga (distrito bonjesuense), ia a pé para a escola para não perder aula, sempre procurando manter boas notas”, lembra, destacando os quase 24 quilômetros que separavam sua casa da instituição de ensino.

O esforço das estudantes é elogiado pela professora Sheila Abrahão, que leciona no curso e assinou o convênio ao lado do reitor do IFFluminense, Jefferson Manhães de Azevedo. “As duas são muito batalhadoras, lutam muito para continuar os estudos e se destacam na vida acadêmica. São exemplos para os outros alunos de que é possível trabalhar durante o dia, fazer uma faculdade à noite e ainda assim obter bons rendimentos, que proporcionaram essa oportunidade de dupla diplomação com bolsa alimentação, bolsa moradia, e a possibilidade de permanência por um ano em Portugal estudando”, destaca. Já são três anos de parceria e, para ela, o convênio é motivo de grande satisfação para a instituição e para o curso, por proporcionar crescimento acadêmico e pessoal aos alunos contemplados.

O reitor do IFFluminense, Jefferson Manhães de Azevedo, enfatiza a importância do intercâmbio para a ampliação dos horizontes culturais e da perspectiva do conhecimento dos estudantes, que terão acesso ao mundo do trabalho na comunidade europeia. Segundo ele, as instituições também são favorecidas pela parceria. “Essa interação também proporciona um enriquecimento do currículo de nossa instituição e, com certeza, também do currículo do IPB, num diálogo profícuo para os dois países e para as duas instituições. É uma experiência onde todos ganham. E ganham muito”, enfatiza.

Suelen e Lohany iniciaram suas atividades no IPB nessa segunda-feira, dia 23 de setembro, e poderão estudar na instituição pelo período de um ano.