CAMPUS CAMPOS CENTRO

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Campos Centro > Notícias > Projeto Brincadeira Sustentável produz carrinhos de controle remoto para crianças de abrigo

Notícias

Projeto Brincadeira Sustentável produz carrinhos de controle remoto para crianças de abrigo

Extensão

Crianças da casa de acolhimento Aconchego, situada Guarus, zona central de Campos dos Goytacazes, vão receber um presente de Natal diferente em 2016.
por Comunicação Social do Campus Campos Centro publicado 19/12/2016 18h42, última modificação 21/12/2016 13h36
Exibir carrossel de imagens O professor Rodrigo Sá e os estudantes Lucas, Felipe e Mauricio.

O professor Rodrigo Sá e os estudantes Lucas, Felipe e Mauricio.

Para alegria dos acolhidos é um brinquedo cobiçado no universo infantil, um carrinho comandado por controle remoto. Ele custa caro e para crianças em situação vulnerável, pode estar fora de questão, mesmo se oriundo de lojas de produtos populares. O que tornou possível o acesso da criançada a esse sonho de consumo é um misto de carinho, boa vontade, criatividade e conhecimentos de eletrônica.

Todos esses elementos estão presentes no Projeto de extensão desenvolvido por professores e estudantes do curso de Eletrotécnica do campus. O projeto Brincadeira Sustentável tem uma apresentação simples e objetiva: desenvolver alguns brinquedos eletrônicos com materiais sustentáveis e distribuí-los na semana do Natal para crianças do Aconchego. Dito e feito, como conta o professor Rodrigo Sá Pereira da Silva, coordenador do projeto:

- A expectativa é de que a criança, nessa semana do Natal, fique feliz por receber um brinquedo que, para ela, talvez seja impossível adquirir, mas também colocar no coração dela, o desejo pela educação tecnológica. Acho que um grande ponto do projeto também  é esse: incitar isso na criança: um dia eu posso fazer isso também – comenta  o professor Rodrigo.

O projeto teve várias etapas: da geração de ideias, iniciada em maio, à coleta de materiais – em julho e agosto – até a entrega este mês. Para desenvolver os brinquedos, depois de discutidas e selecionadas as ideias foram comprados e recolhidos os materiais necessários: garrafinhas PET, canetas, palitos de picolé, tampinhas de garras PET, dois  motores eletrônicos por carrinho, fios, potes de margarina e folhas de E.V.A – material emborrachado usado para o acabamento do controle remoto - e bateria de 9 volts. As fotos abaixo ajudam a compreender facilmente a criação do grupo. A maior parte dos motores eletrônicos foi doada pela empresa Caparaó Reciclagem.

Para os estudantes envolvidos, há muito aprendizado extra também. “Esta ajudando a aperfeiçoar o que aprendi na teoria e ampliou a minha capacidade de mexer com as ferramentas e tudo mais”, conta Mauricio Gomes Coutinho Júnior. Para Lucas Monteiro de Barros Lança houve um acréscimo no plano pessoal: “estou tendo mais paciência. Antigamente não dava paciência e eu logo desistia. Principalmente agora, que estou pegando os que precisa corrigir, estou tendo mais paciência”. Felipe Martins da Silva Pacheco enumera seus ganhos com a experiência: “um é: estou aprendendo na prática o que vi na teoria e a outra é a satisfação de fazer o bem para uma pessoa que tem menos que a gente”, finaliza Felipe. 

Veja AQUI vídeo do carrinho em funcionamento 

Comunicação Social do Campus Campos Centro