CAMPUS CAMPOS GUARUS

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Campos Guarus > Notícias > Repelente de Citronela terá eficiência testada em estudo no campus Guarus

Notícias

Repelente de Citronela terá eficiência testada em estudo no campus Guarus

Geral

Projeto incentiva o uso de repelente natural preparado com a planta capim-citronela, como alternativa para minimizar os casos de dengue no município
por Ascom Campos Guarus publicado 11/12/2015 11h38, última modificação 14/12/2015 16h51
A citronela diminui as chances de ocorrência do inseto transmissor da dengue

A citronela diminui as chances de ocorrência do inseto transmissor da dengue

 Os casos de dengue no município sempre foram preocupantes. Também transmitido pelo mosquito da dengue (Aedes aegypti), o vírus zika tem preocupado todo o país. Com sintomas parecidos com os da doença endêmica, embora mais suaves, há casos em que a febre zika, como ficou conhecida, nem apresenta sintomas. 

 A prevenção ainda tem sido a melhor forma de se combater a epidemia. O controle da larva, por meio de ações de educação ambiental, o controle do "adulto", com carros fumacê, controle físico com telas em portas e janelas, por exemplo, complementam o tão importante hábito do uso de repelentes.

 A Citronela é popularmente conhecida por seu efeito positivo quando se pretende afastar mosquitos e borrachudos. Para testar sua eficiência e incentivar o uso dessa barreira química tão importante, o professor Milton Erthal desenvolveu um projeto de Extensão intitulado "Incentivo ao uso de repelente de citronela como estratégia para redução dos casos de dengue no município de Campos dos Goytacazes".

 A eficácia e os efeitos colaterais deste repelente serão avaliados com membros da comunidade local que já se encontram inseridos em atividades do IFFluminense. Oficinas de capacitação de preparo e uso do repelente de citronela foram realizados no laboratório de Biologia do campus Guarus. Para facilitar a compreensão das informações transmitidas,  uma cartilha foi preparada para ser distribuída entre os participantes.

 "Convidamos o grupo do Projeto Vitalidade a participar da pesquisa sobre o uso de repelentes de mosquitos vetores. A coleta de dados será por aplicação de questionário. Serão testados dois tratamentos para repelir mosquitos: a) repelente de citronela em álcool 70% para uso corporal; b) distribuição de folhas frescas nos principais cômodos da casa (cinco ambientes diferentes) e repelente comercial (controle positivo). O controle negativo, álcool 70%, não será usado para não expor os participantes ao ataque do mosquito vetor", explicou o professor.

 Pretende-se com este projeto o incentivo ao cultivo de plantas medicinais, a redução dos casos de dengue, sensibilização da comunidade a cerca deste problema e testar duas técnicas de uso do repelente do capim citronela.

 Sobre a Citronela: Suas propriedades envolvem sua ação como insetífuga, calmante, bactericida, febrífuga, sudorífica e carminativa. Pode ser usada, além de repelente, como um medicamento para febres intestinais e distúrbios digestivos. A planta também é muito usada na aromaterapia, e pode ser cultivada em casa.


registrado em: ,