CAMPUS ITAPERUNA

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Itaperuna > Notícias > IFF Itaperuna ganha cineteatro equipado para apresentações de música, teatro e projeção de filmes

Notícias

IFF Itaperuna ganha cineteatro equipado para apresentações de música, teatro e projeção de filmes

Cultura

Cineteatro Maestro José Carlos Ligiero tem capacidade para 134 espectadores e conta com equipamentos para projeção de filmes em 4k, iluminação cênica, sistema de som, camarim e um pequeno estúdio
por Comunicação Social do Campus Itaperuna publicado 08/08/2019 19h09, última modificação 08/08/2019 19h11
Exibir carrossel de imagens Cineteatro Maestro José Carlos Ligiero tem capacidade para 134 espectadores e conta com equipamentos para projeção de filmes, iluminação cênica, sistema de som, camarim e estúdio de gravação

Cineteatro Maestro José Carlos Ligiero tem capacidade para 134 espectadores e conta com equipamentos para projeção de filmes, iluminação cênica, sistema de som, camarim e estúdio de gravação

O Cineteatro Maestro José Carlos Ligiero, do Instituto Federal Fluminense (IFF) Campus Itaperuna, já é realidade. O espaço — que tem capacidade para 134 espectadores e conta com equipamentos para projeção de filmes em 4k, iluminação cênica, sistema de som, camarim e um pequeno estúdio — foi inaugurado nesta quarta-feira (07/08), em sessão solene com a presença de alunos, servidores, funcionários terceirizados, autoridades municipais e familiares do maestro.

"Neste espaço, pretendemos organizar palestras, formaturas, lançamentos de livros, peças teatrais, apresentações de dança e de música, sessões de cinema para escolas e para a comunidade. Itaperuna e região ganham muito hoje. Os artistas regionais merecem, nossos alunos e a comunidade merecem o enriquecimento de sua formação e de seu acesso à cultura. Tenho muito orgulho em dizer que essa aqui é uma escola pública, onde nossos alunos recebem uma educação integral, gratuita, com profissionais sérios e competentes. Um lugar onde vidas são transformadas e sonhos são realizados", ressaltou a diretora-geral do Campus Itaperuna, Michelle Maria Freitas Neto.

O evento de estreia do espaço contou com uma série de apresentações musicais. Os professores Beth Rocha, Charles Vianna e Adler Tatagiba, da Licenciatura em Música do Campus Campos Guarus, abriram a cerimônia com duas músicas do Maestro José Carlos Ligiero, ao som do piano, violão e violoncelo. Adler Tatagiba, que vem pesquisando ao longo da última década a vida e a obra do maestro, também participou de uma homenagem feita com a presença dos familiares de Ligiero no palco. Nascido em Comendador Venâncio, distrito de Itaperuna, em 1930, o maestro foi escolhido para dar nome ao cineteatro por sua importância na disseminação da cultura na região.

"Além de ter sido, pra mim como filha, um gênio, ele também foi um pai e um amigo maravilhoso. Sem vergonha nenhuma digo: ele merece essa homenagem, porque ele fez muito por muita gente, graças à música", disse Kátia Ligiero, filha do maestro, durante a homenagem.

Cineteatro Maestro José Carlos Ligiero tem capacidade para 134 espectadores e conta com equipamentos para projeção de filmes, iluminação cênica, sistema de som, camarim e estúdio de gravação

A solenidade contou ainda com a apresentação da aluna Giseli Curty, que cantou, ao piano, durante um momento de agradecimento a todos que contribuíram desde o projeto inicial do espaço até sua inauguração. A tarde teve também a apresentação do Conjunto de Cordas Dedilhadas da Licenciatura em Música do IFF Guarus e encerramento com músicas tocadas por um grupo de servidores e alunos do Campus Itaperuna.

O reitor do IFF, Jefferson Manhães de Azevedo, destacou o fato de o cineteatro não ser apenas um espaço para eventos internos do próprio campus, mas também um gerador de oportunidades de se abrir as portas do Instituto para a comunidade, por meio de ações culturais e acadêmicas, além de um espaço importante para o fortalecimento das atividades de ensino.

"Essa tarde foi um bálsamo, porque aqui nós estamos fortalecendo o conceito de uma escola, a escola que promove a criatividade, a escola que promove a sensibilidade. Esses são elementos essenciais para uma nova geração que vai construir um novo futuro, um pouco mais largo do que esse que se apresenta, mais generoso, mais justo. Aquele que desenvolve o talento dos seres humanos e, principalmente, aquele que acolhe a todos", disse o reitor.

O prefeito de Itaperuna, Rogerio Boechat, ressaltou a importância das parcerias já em andamento com o Campus Itaperuna, bem como a criação de novas possibilidades com a inauguração do cineteatro.

"A partir dessa inauguração, a população de Itaperuna e região terá mais um meio de acesso à cultura. A prefeitura reafirma aqui o apoio ao Instituto Federal Fluminense e reitera a importância de caminharmos lado a lado rumo à educação para o futuro", afirmou o prefeito.

Cineteatro Maestro José Carlos Ligiero tem capacidade para 134 espectadores e conta com equipamentos para projeção de filmes, iluminação cênica, sistema de som, camarim e estúdio de gravação

O Campus Itaperuna completou este ano 10 anos de implantação e tem, atualmente, cerca de 1.200 alunos distribuídos por cursos técnicos diurnos e noturnos nas áreas de Administração, Automação Industrial, Eletrotécnica, Informática, Mecânica e Química; cursos superiores de Bacharelado em Sistemas de Informação e Licenciatura em Química; e curso de pós-graduação em Docência no Século 21.

O cineteatro foi idealizado a partir do projeto de construção do auditório do Campus Itaperuna. O espaço fica localizado no 2º piso do bloco administrativo e recebeu investimento de R$ 322 mil para a finalização da obra, por meio de recursos de uma emenda parlamentar, indicada pelo deputado federal Glauber Braga, para a Reitoria do IFF. Já a transformação do auditório em cineteatro, com a compra de projetor e tela de projeção, caixas de som, refletores, microfones, instrumentos musicais e poltronas, entre diversos outros equipamentos necessários para eventos acadêmicos, peças teatrais, apresentações musicais e exibição de filmes, teve verba de R$ 300 mil, com recursos de emenda parlamentar indicada pelo ex-deputado federal Jean Wyllys.