CAMPUS MARICÁ

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Maricá > Notícias > Servidores e Grêmio Estudantil visitam a futura sede do Campus Avançado Maricá

Notícias

Servidores e Grêmio Estudantil visitam a futura sede do Campus Avançado Maricá

Nova sede

Comunidade acadêmica pode conhecer as futuras instalações do campus e acompanhar o andamento da obra.
por Comunicação Social do Campus Avançado Maricá com Reitoria publicado 28/03/2017 13h31, última modificação 30/03/2017 11h24
Exibir carrossel de imagens Comunidade acadêmica acompanha o desenvolvimento da obra

Comunidade acadêmica acompanha o desenvolvimento da obra

 Docentes, técnico-administrativos e representantes do Grêmio Estudantil visitaram, na última quarta-feira, dia 22 de março, a futura sede do Campus Avançado Maricá, localizada no bairro Ubatiba. A visita foi acompanhada pelos engenheiros que atuam na Reitoria, Wellington Di Pace e Marcelo Peixoto, e pelo engenheiro que acompanha a obra e uma técnica em edificações, vinculados à Prefeitura Municipal de Maricá, responsáveis por atualizar as etapas realizadas e sinalizar as próximas ações. 

 A comunidade acadêmica pode conhecer as futuras instalações e acompanhar o desenvolvimento da obra, vislumbrando possibilidades para a estruturação dos setores, conforme organograma institucional, e demandas sinalizadas pelas ocorrências cotidianas na sede provisória. 

 Para o servidor e coordenador de Administração do campus , José Luis Santos, “é possível perceber que a obra começa a ganhar os contornos de um campus, precisando, certamente, de grande empenho de todas as partes, principalmente da Prefeitura Municipal de Maricá, responsável pela execução da sede, em menor tempo possível, tendo em vista o Termo Aditivo ao Convênio de Cooperação Técnica, para que comecemos a trabalhar em uma sede permanente, ofertando, assim, uma formação de qualidade à população maricaense”, ressalta. 

 Os representantes do Grêmio Estudantil, Lucas Silva, Joyce Valentim e Nicole Ferreira, afirmam que a visita foi essencial para que eles tivessem uma noção do desenvolvimento da construção do novo campus.A partir disso, podemos fazer algumas considerações para os demais estudantes, pensando no Grêmio como uma ‘ponte’ de comunicação entre a gestão do Instituto e os discentes, além de colaborar com a obra, apontando as necessidades de um estudante de Edificações”. 

 Os alunos ressaltaram que esperavam que a construção estivesse mais avançada, mas puderam visualizar como será a estrutura depois de pronta e ficaram contentes com o progresso obtido, visto que a conclusão da obra e o prazo de entrega já foram prorrogados diversas vezes. “A visita também oportunizou entrar em contato com o nosso futuro ambiente de trabalho, aproveitando para ver, na prática, o que aprendemos em aula”, salientam os estudantes. 

De acordo com a professora Isabelle Villafan, “a visita ao campus, em Ubatiba, foi extremamente proveitosa, além de agradável – tendo em vista a beleza natural do entorno –, pois tornou possível o envolvimento participativo do corpo docente e técnico na disposição e configuração dos espaços, como laboratórios, salas de aula, biblioteca, etc., fortalecendo os ânimos e gerando novas perspectivas de trabalho e parcerias”. 

 Considerando o conjunto de ações realizadas em prol da consolidação do Campus Avançado Maricá, a professora e diretora-geral, Regiane Costa, destaca a relevância da efetivação da sede para o amadurecimento e ampliação das atividades da instituição no município. 

 “O IFFluminense traduz sentidos valorosos quando se trata de Educação Profissional e suas facetas formativas, integradoras e humanísticas. Nessa perspectiva, estamos otimistas quanto à potencialidade do campus para continuar a construir intervenções no/com o município, seja verticalizando, seja horizontalizando as possibilidades formativas, espraiando-se em diálogo com os arranjos produtivos, sociais, políticos, econômicos, culturais e ambientais. Em contrapartida, pautamo-nos no cenário atual e nas experiências desde a implantação, há recentes dois anos, que nos apontam uma direção nada fácil, ao contrário, os desafios nos cercam constantemente, e serão necessários agenciamentos cada vez mais coletivos, fortalecendo os princípios pelos quais se tecem a Educação Pública”, destaca Regiane.

 Após a visita, uma comissão integrada por técnico-administrativos, docentes e equipe gestora iniciou as suas atividades, estudando algumas possibilidades para a estruturação dos ambientes técnicos e da infraestrutura básica, assinalando necessidades para um melhor aproveitamento do espaço e bem-estar da comunidade acadêmica.