Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Consultor da Capes se reúne com gestores do IFFluminense e palestra para alunos do mestrado em Saeg

Notícias

Consultor da Capes se reúne com gestores do IFFluminense e palestra para alunos do mestrado em Saeg

Programas de Mestrado

O professor Antônio Silva Neto participou de reuniões com gestores e coordenadores de Programas de Mestrado do IFFluminense, no Polo de Inovação, e realizou palestra para os alunos do Mestrado em Sistemas Aplicados à Engenharia e Gestão.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 18/07/2016 13h57, última modificação 09/09/2016 15h10
Exibir carrossel de imagens Consultor da Capes, Antônio Silva Neto, durante palestra para alunos do SAEG

Consultor da Capes, Antônio Silva Neto, durante palestra para alunos do SAEG

 O professor da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (Uerj) e coordenador adjunto da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes), Antônio José da Silva Neto, ministrou palestra sobre “Problemas inversos aplicados à solução de problemas de Engenharia” para os alunos do Mestrado Profissional em Sistemas Aplicados à Engenharia e Gestão (Saeg), na sexta-feira, dia 15 de julho, no auditório Reginaldo Rangel, no campus Campos Centro.

 A palestra, promovida pela Diretoria de Pós-Graduação do IFFluminense, foi aberta pelo reitor, Jefferson Manhães, que destacou a importância do ensino público de qualidade. “Essa escola é a maior instituição do interior do estado, pública, com cerca de 17 mil alunos e com cursos gratuitos até a Pós-graduação. Esse é o nosso terceiro programa de mestrado”, afirmou o reitor, anunciando que um novo mestrado, na área de ensino e tecnologias, está previsto para o próximo ano.

 Durante a palestra, o professor Silva Neto falou aos estudantes sobre a determinação de causas a partir dos efeitos. “O problema inverso consiste na determinação de causas que não conhecemos, a partir de observações experimentais, possibilitando a identificação de falhas em sistemas e estruturas, o que é importante em diversas áreas, inclusive na Engenharia”, afirmou.

 Para o mestrando Alex Vidal, engenheiro de produção e tecnólogo em Informática, a palestra atendeu às duas áreas foco do curso. “Como o nosso curso é voltado para a criação de sistemas e modelos aplicados à Engenharia e Gestão, a abordagem atendeu às duas áreas, mostrando que não existe um modelo perfeito para aplicação e que o ideal é usar o melhor de cada método disponível”, disse Alex.

 A palestra contou com a participação de professores e coordenadores do mestrado Saeg, do diretor de Extensão, Pesquisa e Pós-Graduação do campus Campos Centro, Jonivan Coutinho Lisboa, e do pró-reitor de Pesquisa, Extensão e Inovação, Vicente de Oliveira.

 Reuniões – além da palestra para os alunos do Saeg, o professor e consultor da Capes, Antônio Silva Neto, cumpriu agenda durante todo o dia no IFFluminense, onde participou de reuniões com gestores do Instituto, com foco na integração dos Programas de Mestrado e discussão sobre os indicadores da Capes.

 Pela manhã, o professor Silva Neto participou de reunião com o Pró-reitor de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFFluminense, Vicente de Oliveira, a diretora de Pós-graduação e coordenadora do Mestrado em Sistemas Aplicados à Engenharia e Gestão, Simone Vasconcelos, o coordenador adjunto, Henrique da Hora, e o diretor do Polo de Inovação Campos dos Goytacazes (PICG), Rogério Atem. A reunião teve como pauta a apresentação dos Programas de Mestrado do IFFluminense e a discussão sobre os indicadores da Capes.

 Na parte da tarde, foi realizada reunião com coordenadores e docentes dos Programas de Mestrado do Instituto e de outras instituições de ensino convidadas, como Uenf, UFF e Universidade Cândido Mendes, sobre os indicadores e critérios de avaliação da área interdisciplinar para os programas de pós-graduação acadêmicos e profissionais.

 A diretora de Pós-graduação do IFFluminense, Simone Vasconcelos, ressaltou que os indicadores são fundamentais para a abertura de novos cursos e a permanência dos já existentes. “Além da qualidade do ensino e da pesquisa, é importante não perder o foco nos indicadores que precisamos manter ou conquistar”, afirma.

  

Comunicação Social da Reitoria