Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Dia Nacional de Mobilização

Notícias

Dia Nacional de Mobilização

Combate ao Aedes Aegypti

Ações em todo o país mobilizam a sociedade para combater os focos do mosquito aedes aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e chikungunya. No próximo dia 19, será realizado o Dia “Z” na Educação.
por Ascom Reitoria publicado 14/02/2016 10h02, última modificação 14/02/2016 12h36
Exibir carrossel de imagens Exército vai às ruas orientar a população.

Exército vai às ruas orientar a população.

 As medidas de combate ao mosquito aedes aegypti em todo o território nacional mobilizaram os governos Federal, Estadual e Municipal, nesse sábado, 13 de fevereiro de 2016, com ações integradas e de envolvimento de toda a sociedade.

 Em Campos dos Goytacazes, no estado do Rio de Janeiro, os trabalhos tiveram a participação de 500 agentes de combate a endemias e fiscais e 120 agentes comunitários de saúde que visitaram cerca de 18 mil imóveis com o objetivo de eliminar focos do mosquito e orientar a população.

 A ação, que começou na sexta-feira, 12, devido à grande extensão do município, prosseguiu no sábado com concentração na Praça São Salvador, área central da cidade.

 “Durante todo o ano os agentes visitam os imóveis para eliminar focos do mosquito e agora estamos intensificando esse trabalho fiscalizando praças públicas, rodoviárias, além também de realizar mutirões de limpeza”, comentou o vice-prefeito Doutor Chicão. “A única forma de evitar é não deixar o mosquito nascer”, completou.

 O diretor geral do campus Campos Centro do IFFluminense, professor Jefferson Manhães de Azevedo, participou da mobilização representando o Governo Federal. “Estamos aqui hoje para nos colocar à disposição para esse grande desafio que é o combate ao mosquito aedes aegypti. O Dia D é um marco, mas as ações continuarão. Uma batalha a ser travada nos nossos quintais, nas casas, em nossas escolas”, comentou, acrescentando que "os Institutos Federais são importantes neste processo com milhares de estudantes e servidores que poderão atuar ativamente para uma mudança de atitude de toda a sociedade, que é o que nos possibilitará êxito”, destacou.

 Nesse sábado, o Exército também foi às ruas panfletar e orientar a população. “Precisamos trazer as pessoas para o nosso lado, pois estamos perdendo esta guerra”, disse o comandando do 56º Batalhão de Infantaria, tenente coronel Cleiton Souza Cruz.

 De acordo com o comandante, a atuação do Exército consiste em quatro fases. “A primeira foi realizada dentro do quartel para esclarecimento interno da situação; hoje é a 2ª fase com panfletagem nas ruas; e nas próximas duas semanas realizaremos as 3ª e 4ª fases que são as visitas às residências junto com os agentes de saúde e palestras em escolas”, explicou. As palestras serão ministras nos municípios de São João da Barra, Itaperuna e Campos dos Goytacazes.

 Na luta contra o mosquito, os agentes de combate a endemias têm papel fundamental. Há um ano e meio, Edilane da Silva visita, diariamente, domicílios e orienta moradores sobre os riscos e as formas de prevenir. “A cada um mês e meio retornamos às casas para eliminar os focos, mas e nos outros dias? Sozinhos, a gente não consegue. É preciso que cada um faça a sua parte e com a quantidade de informações disponíveis é para ninguém ter foco de mosquito em casa”, acredita.

Dia “Z” na Educação: No dia 19 de fevereiro será realizado o Dia “Z” na Educação com mobilização nas escolas. O Ministério da Educação também agendou os dias 26 de fevereiro e 04 de março como datas para intervenção direta no território com ações de combate aos focos do mosquito.

 No IFFluminense, gestores se reúnem nesta segunda-feira, 15 de fevereiro, para definir as ações a serem realizadas.

 

registrado em: , ,
Assunto(s): Dengue, Saúde