Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Essentia Editora reedita obras dos séculos XIX e XX

Notícias

Essentia Editora reedita obras dos séculos XIX e XX

Lançamento de livros

Editora faz lançamento de quatro obras, sendo dois livros históricos que narram a vida e a sociedade do final do século XIX e início do século XX, reeditados a partir do projeto “Série Memórias Fluminenses”, do Programa Centros de Memória.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 23/03/2016 16h57, última modificação 28/03/2016 15h42
Exibir carrossel de imagens Convite para lançamento de livros no dia 28 de março de 2016.

Convite para lançamento de livros no dia 28 de março de 2016.

 Em mais um evento promovido pela Essentia Editora do IFFluminense, novas obras que retratam histórias e pesquisas de relevância para a compreensão da região Norte e Noroeste Fluminense serão lançadas na próxima segunda-feira, 28 de março de 2016.

 O evento, aberto ao público, está marcado para as 19h, no Auditório Miguel Ramalho do campus Campos Centro, na rua Dr. Siqueira, 273, parque Dom Bosco, em Campos dos Goytacazes.

 Este lançamento será marcado por uma volta ao passado. Por meio do projeto Série Memórias Fluminenses, a Pró-reitoria de Extensão e Cultura organizou o lançamento de dois livros referenciais para a história e as identidades culturais das regiões de atuação do IFFluminense. São obras reeditadas cerca de cem anos depois de suas primeiras publicações e que trazem a manutenção da ortografia da época, bem como transcrição ipsis litteris do conteúdo original, de forma a garantir ao leitor acesso o mais próximo possível de uma transcrição fiel ao texto original, segundo os organizadores.

 O livro “Cyclo Aureo – Historia do 1º Centenario de Campos”, de Horacio Sousa, reedição da obra original de 1935, inaugura a série de publicações previstas no projeto. O autor analisa o período de 1835 a 1935 com referências ao desenvolvimento do município de Campos em suas questões sociais, políticas, econômicas e urbanas com contribuições importantes para os estudos sobre os processos de urbanização.

 “O Cyclo Aureo foi impresso pela antiga Escola de Aprendizes e Artífices, o que é muito simbólico pela importância de nossa atuação na preservação da memória da região. Lembrando que, no período narrado, Campos era um território muito maior, abrangendo diversos municípios onde atualmente o IFFluminense tem unidades, tais como Itaperuna e Bom Jesus”, explica Paula Aparecida Martins Borges Bastos, pró-reitora de Extensão e Cultura.

 Já o livro de Manoel Basilio, escrito em 1875 e publicado em 1884, “Itinerario da freguezia do senhor Bom Jesus do Itabapoana à gruta das Minas do Castello”, é uma das mais antigas obras sobre o atual município de Bom Jesus do Itabapoana nos primórdios de seu povoamento. “É um livro raro, não há outra edição”, complementa Paula. A obra também será lançada no dia 30 de março, às 19h30min, no Espaço Cultural Luciano Bastos, em Bom Jesus-RJ.

 “A Série Memórias Fluminenses visa à publicação, em geral, de livros antigos, cuja edição está muitas vezes esgotada. Com isso, pretendemos disponibilizar esse material histórico a pesquisadores, alunos e a comunidade em geral, para que possam ter acesso a documentos que ajudem a resgatar a memória regional e compreender nossa realidade atual a partir desse conhecimento”, ressalta Paula.

 “Cremos que as Memórias Fluminense precisam ser preservadas, como direito, em seu papel, em um tempo e identidade inegociáveis, na construção da cidadania pela Educação”, destaca o reitor do Instituto, Luiz Augusto Caldas Pereira.

 Na mesma noite, também será lançado o livro, contemplado em edital interno, “A precarização do meio ambiente do trabalho e a consequência no lócus urbano”, do professor Augusto Eduardo Miranda Pinto, do IFFluminense campus Macaé. O livro trata do direito ao meio ambiente equilibrado, sob a ótica das relações do trabalho urbano, o abandono da saúde do trabalhador pelo pagamento de benefícios como insalubridade e periculosidade, a flexibilização das relações laborais e seus impactos com consequências em todo o processo produtivo, entre outros aspectos.

 E, por fim, a obra “Cadernos de Extensão do Instituto Federal Fluminense” que apresenta 13 artigos com relatos de experiências extensionistas de estudantes e servidores da instituição. O livro já está disponível em versão on-line, pelo site da Essentia Editora.

 Sobre o Programa Centros de Memória: iniciado em 2012, visa preservar e divulgar a memória e a história do Instituto Federal Fluminense e dos locais e regiões nos quais atua, a partir da realidade histórico-cultural dos diversos campi que o compõem. Atualmente, conta com 11 Centros instalados nos campi Cabo Frio, Macaé, Quissamã, Campos Centro, Campos Guarus, Bom Jesus do Itabapoana, Itaperuna, Rio Paraíba do Sul/Upea, Santo Antônio de Pádua e nos campi avançados Cambuci e São João da Barra. Com a Série Memórias Fluminenses, o programa objetiva o resgate da história e das identidades culturais por meio da publicação de livros que são referência para a região.

 Novas publicações estão em andamento e serão lançadas em breve. São elas: “Estudos agrícolas 1ª e 2ª séries”, de João José Carneiro da Silva, de 1872; e “História do descobrimento e povoação da cidade de São João da Barra e dos Campos dos Goytacazes antiga capitania da Paraiba do Sul e da causa e origem do levante denominado – dos fidalgos – acontecido em meados do século passado: RJ”, de Fernando Jose Martins.

 

Comunicação Social da Reitoria