Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Mestrado em Ensino e suas Tecnologias é autorizado pela Capes

Notícias

Mestrado em Ensino e suas Tecnologias é autorizado pela Capes

Pós-Graduação

O mestrado, que já começará com nota 4, tem como público-alvo os profissionais que atuam na área de ensino, no exercício da docência, e será ofertado em Campos-RJ.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 05/01/2017 17h33, última modificação 06/01/2017 10h03

 O ano de 2017 inicia com uma importante notícia para o IFFluminense: a aprovação, com nota 4, da oferta do Mestrado Profissional em Ensino e suas Tecnologias (MPET) pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). O resultado, que pode ser conferido AQUI, foi divulgado no portal da Capes, nesta quinta-feira, dia 05 de janeiro.

 O programa de mestrado, que tem o objetivo de possibilitar a verticalização da formação para os egressos das diversas licenciaturas, ou de outras áreas que estejam dispostas a pesquisar e contribuir com a melhoria do ensino por meio de pesquisas aplicadas, possui duas linhas de pesquisa: Produção e Experimentação de Tecnologias e Formação Docente e Recursos Tecnológicos. O edital de seleção e o início das atividades ainda serão definidos pelo Instituto, após reuniões com a equipe do programa.

 O diretor de Internacionalização e Inovação da Pró-reitoria de Pesquisa, Extensão e Inovação (Propei) do IFF, Henrique da Hora, que trabalhou na elaboração da proposta do mestrado, submetida em maio do ano passado, com a diretora de Pós-graduação, Simone Vasconcelos, comemora o resultado. “A proposta foi bem avaliada em todos os principais quesitos. É um mestrado de ponta na área de ensino, que já nasce bem conceituado, em uma região que necessita de programas nesta área”, pontua.

 O pró-reitor de Pesquisa, Extensão e Inovação, Vicente de Oliveira, destaca a nota obtida pela proposta. “Dos cinco programas de mestrado que nós temos hoje, este, sem dúvida nenhuma, é o que tem mais potencial para que a gente submeta, no futuro, uma proposta de doutorado. É um trabalho de equipe da Propei e é uma conquista diferenciada entre os institutos federais, pois não é só uma aprovação, o que já seria uma grande vitória, é uma aprovação com nota 4, ou seja, já com potencial apontado para submissão e aprovação de um doutorado no futuro, que é a nossa intenção até o final desta gestão”, afirma Vicente.

 O reitor do IFF, Jefferson Manhães de Azevedo, ressalta que a aprovação de mais um mestrado profissional fortalece o projeto de educação do Instituto, em especial a formação de professores, que é um desafio para o país.

 “Este mestrado fortalece o projeto das licenciaturas em nossa instituição e vai contribuir com a missão dos institutos federais, especialmente em nossa região, que é a busca da melhoria da qualidade da educação básica. Ficamos muito felizes e sabemos que isso é resultado de um projeto longo, que começou lá atrás, com o envio de 13 servidores para cursar doutorado em Informática na Educação na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS), que se desdobrou na oferta de cursos de pós-graduação na área de Tecnologias, Comunicação e Educação e, mais recentemente, na criação do Centro de Referência em Tecnologia, Informação e Comunicação na Educação. É uma caminhada longa, que está sendo coroada com a aprovação deste mestrado”, destaca Jefferson.

 Saiba mais – o Mestrado Profissional em Ensino e suas Tecnologias terá duração de 24 meses. Entre as disciplinas obrigatórias, estão: Abordagens e Tendências em Tecnologias Digitais; Ensino e suas Metodologias; Teorias da Educação e Ambientes Virtuais de Aprendizagem. As disciplinas optativas são: Tecnologias Móveis no Ensino; Realidade Aumentada; Mapas Conceituais e Mentais no Processo de Ensino e Aprendizagem; Técnicas de Programação para Apoio à Aprendizagem; Tecnologias Imersivas: Simuladores e Simulações no Ensino; Análise de Dados para Pesquisa Qualitativa; Mídias Sociais e Ensino; Hipertextualidade e Material Didático: Modos de Leitura, Produção e Circulação; Mineração de Texto aplicada ao Ensino e Objetos de Aprendizagem e Acessibilidade.

 A equipe do programa será composta pelos seguintes professores: Sílvia Batista (coordenadora); Gilmara Barcelos (coordenadora adjunta); Suzana da Hora Macedo; Adelson Carvalho; Annabel Tamariz; Valéria Marcelino; Angelline Rangel; Analice Martins, Arilise Lopes e Breno Fabrício Terra.

  

Comunicação Social da Reitoria