Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Abertura da 42ª Reditec celebra 10 anos dos Institutos Federais

Notícias

Abertura da 42ª Reditec celebra 10 anos dos Institutos Federais

Reditec 2018

Solenidade destacou o papel importante da rede federal na transformação social.
por Rebeca Casemiro (IFCE) publicado 11/09/2018 12h17, última modificação 13/09/2018 12h10
Exibir carrossel de imagens Vinícius Vieira, um dos autores do selo comemorativo dos 10 anos dos Institutos Federais, explica o processo de criação do mesmo (Fotos: Gildo Júnior - IFRR)

Vinícius Vieira, um dos autores do selo comemorativo dos 10 anos dos Institutos Federais, explica o processo de criação do mesmo (Fotos: Gildo Júnior - IFRR)

 A 42ª Reunião Anual dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec) foi aberta oficialmente, na noite de segunda-feira (10), com uma solenidade emocionante e celebrando uma década de funcionamento dos Institutos Federais de Educação.

 A saudação inicial foi feita pelo reitor do Instituto Federal Fluminense, Jefferson Manhães de Azevedo, que desejou as boas-vindas a todos. Ele destacou a importância da Reditec, como um momento de pensar e repensar o fazer educativo, com seus desafios e perspectivas. O professor Jefferson também falou sobre a nova missão dada ao IFF, de repensar e propor novas possibilidades e experimentações ao evento. "A Reditec continua sendo esse grande espaço de compartilhamento e de fortalecimento dos laços e compromissos dos gestores com a rede. Mas ampliamos a programação para sermos um espaço de formação de dirigentes e líderes da Educação Profissional e Tecnológica, promovendo diálogos mais intensos com outras redes educativas, nacionais e internacionais", frisou.

 Na abertura, o potencial transformador da Rede foi destaque, evidenciando a revolução que a nova institucionalidade proporcionou à sociedade, por meio de sua expansão por todo o país, com o impulso das ações de ensino, pesquisa, extensão, inclusão, inovação e internacionalização.

 O secretário de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, Romero Raposo, reconheceu os investimentos feitos na Rede de Educação Profissional e Tecnológica nos últimos anos, mas ressaltou que os gestores precisam sempre continuar a luta pela visibilidade da rede, colocando a EPT num patamar de mais destaque. "Essa rede transforma vidas, faz diferença e precisa ser vista e reconhecida", observou.

 Romero aproveitou o momento de celebração dos dez anos dos Institutos Federais para anunciar o lançamento de uma série sobre a Educação Profissional e Tecnológica, realizada pela Setec, numa produção da TV Escola. A série "Tecno Pop" terá 13 capítulos, cada um com 26 minutos de duração, que acompanharão jovens de diferentes regiões do país que tiveram suas vidas transformadas após a escolha de cursar o ensino técnico.

Reitor do IFF, Jefferson Manhães, discursa na abertura da Reditec 2018

(Reitor do IFF, Jefferson Manhães, em seu discurso na abertura do evento)

 Ainda comemorando os 10 anos de criação dos Institutos Federais, foi apresentada a todos os líderes da rede o selo comemorativo da data. Escolhido após um concurso que envolveu profissionais de vários institutos do Brasil, um dos criadores da marca, o jornalista do Instituto Federal de Mato Grosso do Sul (IFMS), Vinícius Bazenga Vieira, explicou o processo de criação da mesma. "É uma marca bem representativa e a gente fica feliz pela escolha da mesma para esta data tão simbólica. Sabemos que o futuro é comunicação, é imagem e, por isso, precisamos ter essa marca que passe uma mensagem. Tentamos fazer algo que dissesse o que é a rede e tudo que ela representa", comentou.

 Cultura em evidência

 Um show a parte dentro da abertura oficial da 42ª Reditec foi a apresentação da Orquestra de Violões do Instituto Federal Fluminense. Sob a regência do professor Victor Matos, o conjunto, que é uma ação da Coordenação de Cultura do Campus Campos Centro do IFF, é formado exclusivamente por alunos da instituição.

 Durante a apresentação, que foi do popular ao erudito, os instrumentistas executaram músicas de Alceu Valença, Luiz Gonzaga e Heitor Villa-Lobos. Por fim, apresentou um arranjo de uma famosa música do grupo de rock britânico Led Zeppelin, que arrancou aplausos e emocionou o auditório lotado. 

 Prestigiada por mais de mil gestores da Rede Federal, o evento, que este ano tem como tema "O trabalho no século XXI - Globalização, inovação, educação profissional e tecnológica: caminhos e desafios para a inclusão", continua com discussões, fóruns regionais, trocas de experiências e mostras tecnológicas até o próximo dia 14.


Orquestra de Violões do IFF foi aplaudida de pé pelo auditório

(Orquestra de Violões do IFF foi aplaudida de pelos participantes do evento)

 

  Acompanhe a Reditec 2018 pelo FacebookInstagram e pelo canal do IFFluminense no Youtube, o IFF Tube

  As fotos do evento podem ser acessadas AQUI