Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Austrália e Canadá relatam as boas práticas no ensino profissional

Notícias

Austrália e Canadá relatam as boas práticas no ensino profissional

Reditec 2018

Modelos internacionais buscam estreitar os laços com o mercado de trabalho.
por Ana Paula Batista (IFMG) publicado 13/09/2018 15h48, última modificação 13/09/2018 15h48
Exibir carrossel de imagens Profissionais do Canadá e Austrália apresentaram os seus sistemas de Educação Profissional (Fotos: Érica Signorelli- Ifes)

Profissionais do Canadá e Austrália apresentaram os seus sistemas de Educação Profissional (Fotos: Érica Signorelli- Ifes)

 Oferecer capacitação focada em habilidades especificas e aplicá-las no mercado profissional. Assim funcionam os sistemas de Educação Profissional na Austrália e no Canadá. Tais experiências foram apresentadas na tarde desta quarta-feira, 12 de setembro, na sala Itaperuna, durante a 42ª Reunião Anual dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec) 2018, que este ano é sediada pelo Instituto Federal Fluminense (IFF), em Búzios-RJ.

 O evento foi mediado pelo reitor do Instituto Federal de Brasília (IFB), Wilson Conciani, o assessor de Relações Internacionais do Instituto Federal de Roraima (IFRR), Miguel Félix de Araújo, com palestras do presidente da Federação Mundial de Colleges e Politécnicos (WFCP, sigla do inglês), Craig Robertson; do conselheiro de Educação e Ciência da Embaixada Australiana no Brasil, Mathew Johnston; da Diretora Executiva do Departamento de Educação Australiana, Karin Sandercook, e do gerente geral do Centro de Universitário de Transferência de Tecnologia (CCTT, sigla do inglês), David Bourdages, que faz parte do Centro de Cooperação Internacional em Pesquisa Agronômica para o Desenvolvimento (CIRAD, sigla do francês), no Canadá. 

 Desde 2017, os institutos federais brasileiros vêm estreitando ligações com as instituições de ensino profissional e tecnológico na Austrália, com o objetivo de estabelecer e fortalecer as parcerias na área de capacitação técnica, além de mestrados profissionais para a formação de professores.

 Como parte do sistema educacional da Austrália está o Ensino e Treinamento Vocacional (VET, sigla do inglês) que oferece treinamento tanto prático quanto voltado à carreira escolhida. Os australianos destacaram que no país há um forte envolvimento e integração entre as indústrias e as instituições de ensino profissional. “São as indústrias que nos ajudam a determinar quais habilidades que o setor produtivo está demandando e com isso desenvolvemos a potencialidade máxima dos estudantes”, disse o presidente da WFCP.

 O palestrante canadense David Bourdages ressaltou que no Centro de Cooperação Internacional em Pesquisa Agronômica para o Desenvolvimento (CIRAD, sigla do francês), o foco é a inovação social aliada ao desenvolvimento sustentável. “Nosso objetivo é contribuir com o crescimento das comunidades rurais”, disse ele.

 Acompanhando os relatos internacionais, o pró-reitor de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação do Instituto Federal Farroupilha (IFFar), Arthur Frantz, destacou a importância da indissociabilidade entre Ensino, Pesquisa e Extensão. “Estes eventos são fundamentais para que possamos absorver as novas metodologias e, principalmente, estreitar novas parcerias com o IFFar. Além disso, a pesquisa aplicada é o que dá sentido para o aprendizado do estudante e também garante retorno imediato para a comunidade onde estamos inseridos”, afirmou o pró-reitor.

 

 Acompanhe a Reditec 2018 pelo FacebookInstagram e pelo canal do IFFluminense no Youtube, o IFF Tube

 As fotos do evento podem ser acessadas AQUI