Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Conferência internacional possibilita diálogo com vários países

Notícias

Conferência internacional possibilita diálogo com vários países

CICan

Integrando a delegação do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), reitor do IFF, Jefferson de Azevedo, participa da Conferência Anual dos Colleges and Institutes Canada (CICan).
por Comunicação Social da Reitoria com o Conif publicado 11/05/2018 16h43, última modificação 11/05/2018 18h02

 A Conferência Anual dos Colleges and Institutes Canada (CICan, na sigla em inglês) contou com a participação de delegação do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif), liderada pelo presidente Roberto Gil Rodrigues Almeida. Com o tema “Trabalhando juntos como um só”, o evento reuniu cerca de 950 representantes de 15 países, abrindo espaço para networking e intercâmbio de experiências. As atividades foram realizadas no Canadá, de 29 de abril a 1 de maio.

 Cinco áreas nortearam as sessões da conferência – Liderança e Governança; Experiência Estudantil; Pesquisa Aplicada, Empreendedorismo e Inovação; Futuro das Habilidades e Internacionalização. Essa última teve como painelistas representantes do Senegal e da Tanzânia e o reitor do Instituto Federal Fluminense (IFF) e coordenador da Câmara de Relações Internacionais do Conif, Jefferson Manhães de Azevedo. Ele apresentou as principais estratégias do Conselho, os desafios e importantes ações de cooperação internacional implementadas na Rede Federal como o Projeto Mulheres Mil, o La Passion e o Programa de Formação de Professores Moçambicanos. Houve ainda destaque para a relevância da cooperação horizontal, o compartilhamento de experiências e o papel das redes mundiais para o fortalecimento da educação profissional.

 “Assim como o Conif procede em relação às instituições congregadas, o CICan é uma grande rede canadense que possui expertise, diversidade e reúne um conjunto de potencialidades. Portanto, a participação do Conselho na conferência representa um importante encontro entre redes, o que vai nos fortalecer enquanto ofertantes de um modelo de educação profissional que possa, de fato, ter impacto positivo na vida das pessoas e no desenvolvimento nacional”, analisa Jefferson.

 Negociações – A delegação brasileira e a diretoria do CICan iniciaram diálogo sobre a elaboração de projeto de cooperação para o intercâmbio de professores e estudantes que atuam nos Polos de Inovação em institutos federais. Já para o fortalecimento dos centros de idiomas, foi levantada a possibilidade de professores assistentes de língua inglesa virem ao Brasil para permanência temporária na Rede Federal. As propostas serão apresentadas pelo Conif e o CICan a instituições que poderão fomentá-las.

 Visitas técnicas Em visita a três instituições canadenses, a representação do Conif apresentou iniciativas desenvolvidas na Rede Federal e buscou identificar potencialidades para o estabelecimento do trabalho conjunto. Foram visitados o Camosum College, o British Columbia Institute of Technology e o Douglas College.

 Ao lado do presidente e do coordenador da Câmara de Relações Internacionais do Conif, participaram também da agenda no Canadá o reitor do Instituto Federal de Goiás (IFG), Jerônimo Rodrigues da Silva; o diretor do campus Cabo Frio do Instituto Federal Fluminense (IFF), Victor Saraiva; e a assessora de Relações Internacionais do Conif, Ana Carolina Oliveira.

 Reditec Na oportunidade, atuais e potenciais parceiros receberam convite para a 42ª Reunião Anual dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec), que será realizada de 10 a 14 de setembro de 2018, no Rio de Janeiro, sob a organização do Instituto Federal Fluminense (IFF). Realizada pelo Conif, a Reditec terá caráter internacional e será bilíngue – português e inglês. O tema desta edição é “O Trabalho no Século XXI – Globalização, Inovação, Educação Profissional e Tecnológica: caminhos e desafios para inclusão”