Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Conselho da Essentia Editora inicia construção de Política Editorial

Notícias

Conselho da Essentia Editora inicia construção de Política Editorial

Discussão

Reunião também foi marcada pela aprovação de um Comitê Científico e a participação de membro externo.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 25/10/2018 17h59, última modificação 26/10/2018 15h05
A reunião aconteceu na Reitoria, em Campos.

A reunião aconteceu na Reitoria, em Campos.

 O Conselho Editorial da Essentia Editora deu um importante passo nesta quarta-feira, 24 de outubro de 2018: iniciou a construção da sua Política Editorial. Importante porque é este documento que estabelecerá as diretrizes para a atuação da Essentia, como aponta a coordenadora, Cláudia Ferreira: “A Política vai direcionar e balizar as ações, orientando a equipe de forma permanente”, diz. As discussões acontecem em cima de uma minuta elaborada a partir de adaptações de outras políticas editoriais.

 Renovado, o Conselho recebeu novos integrantes em agosto, designados pela Portaria N.º 715, de 13 de junho de 2018, e pela primeira vez está composto por todos os membros, conforme consta no Regimento da Essentia, garantindo sua completa representatividade com a entrada de dois membros externos. Indicados pela Câmara de Pesquisa, os professores Eldo Campos e Gunnar Glauco de Cunto Taets, da UFRJ Macaé, passam a integrar o Conselho.

 Em sua primeira reunião, Eldo acredita ser uma experiência oportuna. “Ainda é tudo muito novo. Estou conhecendo a dinâmica, mas acredito que pela multidisciplinaridade do grupo, será uma experiência importante e pretendo contribuir com meus conhecimentos”.

 A reunião também foi marcada pela aprovação do Comitê Científico com três integrantes do Conselho exercendo de forma colaborativa o papel do Editor Científico, previsto no Regimento. Até então, essa função era exercida cumulativamente pelo coordenador(a) da Editora. Farão parte deste comitê os servidores Inez Barcellos de Andrade, Paula Aparecida Martins Borges Bastos e Raimundo Helio Lopes.

 Inez, que foi coordenadora da Essentia de 2009 a 2014 e atua há 25 anos como bibliotecária no IFF, define o papel do Editor Científico como de “interlocutor entre o possível e o realizável” e acredita que a aprovação do comitê acontece em um momento importante. “O Comitê vem em um momento muito importante, porque a gente precisa desenvolver ações para a editora trabalhar com uma política editorial e implementá-la; fazer com que as ações aconteçam e desenvolvam de fato o papel da editora dentro da instituição e externamente”, afirma, acrescentando que “o trabalho desta comissão vai ser propor, implementar e acompanhar o desenvolvimento das atividades da editora e potencializar e viabilizar esta interlocução, ser um elo entre o conselho, a equipe editorial e todo o externo”, finaliza.

 Com 12 anos de existência, a Essentia Editora é considerada uma das primeiras entre os Institutos Federais do Brasil e tem por objetivo principal estimular a produção e divulgação de obras de valor científico e cultural que expressem o trabalho de ensino, pesquisa e extensão do próprio Instituto, bem como obras de autores nacionais e estrangeiros que se articulem com a produção acadêmica da Instituição.