Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Fórum de Educação Física Escolar e Esportes do IFF é aberto oficialmente com debate sobre o Ensino Médio Integrado

Notícias

Fórum de Educação Física Escolar e Esportes do IFF é aberto oficialmente com debate sobre o Ensino Médio Integrado

Evento

Evento visa promover discussões sobre o papel da Educação Física na formação dos jovens e a construção de um currículo padrão para o ensino médio dentro do Instituto.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 10/05/2019 16h05, última modificação 10/05/2019 16h22
Exibir carrossel de imagens Servidores, estudantes e profissionais de outras instituições participaram.

Servidores, estudantes e profissionais de outras instituições participaram.

 A abertura oficial do Fórum de Educação Física Escolar e Esportes do IFFluminense foi realizada na noite desta quinta-feira, 09 de maio de 2019, no auditório Cristina Bastos do Campus Campos Centro, contando com a presença de servidores, estudantes e convidados de outras instituições.

 O evento começou com a composição da mesa das autoridades que deram as boas-vindas aos participantes. Em suas falas, o diretor-geral do campus, Carlos Alberto Fernandes, e o reitor do IFF, Jefferson Manhães de Azevedo relembraram a criação da Licenciatura em Educação Física na instituição que sempre buscou valorizar a cultura e o esporte enquanto partes constitutivas da formação.

 “Fazer conta e aprender a ler apenas não preparam as pessoas para os desafios do mundo”, refletiu Jefferson, “é preciso desenvolver habilidades criativas e humanidade, características que os computadores nunca substituirão”, acrescentou afirmando ainda que os países que estão saindo na frente são aqueles que fortalecem o seu coletivo “e o esporte tem a capacidade de formar coletivos”, destacou.

 A mesa ainda teve a presença da pró-reitora de Gestão de Pessoas, Aline Naked; do diretor de Desenvolvimento de Políticas Estudantis, Culturais e Esportivas, Carlos Márcio Lima; da diretora de Desenvolvimento Pedagógico da Pró-reitoria de Ensino, Cátia Viana; e da diretora de Educação Básica e Profissional do campus, Cláudia Barroso.

 Em seguida, a mesa-redonda da noite trouxe para a discussão o tema “Educação Física no ensino médio integrado”, com mediação do professor do IFF Quissamã Gabriel Marques, a participação da professora Cátia Viana e os convidados Juliano Boscatto (IFSC) e Daniel Maldonado (IFSP).

 Com experiência em currículos e didática da Educação Física, o professor Juliano fez uma abordagem teórica sobre a busca por um currículo que atenda ao Ensino Médio integrado na Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica e trouxe alguns desafios: como trabalhar as práticas de Educação Física? Qual o lugar dela na perspectiva da construção do conhecimento? “De maneira geral, o currículo da Educação Física tem predominância das áreas da saúde e esportes”, disse, “mas movimentos renovadores demonstram que ela adquire responsabilidades para além da prática de exercícios, a de construir saberes que atendam às necessidades contemporâneas para a cidadania e a formação profissional”, acrescentou.

 De forma prática, o professor Daniel demonstrou como ele sistematiza sua atividade pedagógica com os alunos do Ensino Médio Integrado do IF São Paulo que “sai de um padrão da Educação Física pautada nas Ciências Naturais para as Ciências Humanas”, começou explicando. Daniel mostrou, por meio de fotos, os trabalhos que realiza: práticas corporais, como por exemplo a musculação em que o aluno termina o ano capacitado a planejar o seu próprio treino; lutas e a cultura em torno delas com a participação de convidados externos que trazem consigo todo o repertório cultural; jogos e danças.

 “A teoria crítica que olha o multiculturalismo é colocada em prática em sala de aula com as vivências educativas”, disse, acrescentando que não deixa de lado o exercício teórico com o desenvolvimento de estudos.

 Para além, Daniel traz para suas aulas discussões político-sociais, tais como doping (por meio de vídeo); visita técnica ao museu do futebol com discussão sobre a Copa do Mundo; assédio a profissionais mulheres no esporte (como o caso da marca #deixaelatrabalhar); integração com o Curso Superior de Engenharia para o desenvolvimento de projetos que aliam o esporte à tecnologia enquanto facilitadora: um grupo de alunos do 3º ano desenvolveu a ideia de uma pulseira eletrônica que vibra no pulso do nadador cego para ele saber a hora de fazer a virada olímpica, por exemplo.

 “O nosso planejamento precisa privilegiar todos os grupos sociais”, encerrou Daniel, mostrando (e provando) que é possível trabalhar a Educação Física de diferentes formas (instigantes e dinâmicas); como de fato ela forma coletivos; e a sua contribuição para a formação política, social e cultural dos estudantes.

 O evento, que teve sua primeira atividade no turno da tarde com a imersão de docentes da Educação Física (Leia AQUI), segue nesta sexta-feira, 10 de maio. Confira a programação AQUI. A organização está por conta da Diretoria de Desenvolvimento de Políticas Estudantis, Culturais e Esportivas do IFF, junto com a Câmara de Esportes, a Escola de Formação e o Curso de Licenciatura em Educação Física.