Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Fóruns temáticos movimentam debates entre gestores na Reditec

Notícias

Fóruns temáticos movimentam debates entre gestores na Reditec

Reditec 2018

Dirigentes debateram questões referentes a Ensino, Extensão, Pesquisa e Inovação, Relações Internacionais, Planejamento e Desenvolvimento Institucional e Educação no Campo
por André Nazário (IFSertão-PE), Lara Rios (IFES), Sâmia Cardeal (IFPA) e Ana Paula Viana (IFF) publicado 12/09/2018 13h10, última modificação 13/09/2018 16h15
Exibir carrossel de imagens Fórum dos Dirigentes de Ensino durante a Reditec 2018. Foto de Gildo Junior (IFRR)

Fórum dos Dirigentes de Ensino durante a Reditec 2018. Foto de Gildo Junior (IFRR)

Os desafios e perspectivas do Ensino, da Extensão, da Pesquisa e Inovação, das Relações Internacionais, do Planejamento e Desenvolvimento Institucional e da Educação no Campo na Rede Federal foram os eixos centrais de discussão de oito fóruns temáticos que aconteceram, nesta terça-feira (11/09), dentro da programação da 42ª Reunião Anual dos Dirigentes das Instituições Federais de Educação Profissional e Tecnológica (Reditec). O evento segue até sexta-feira (14/09), em Búzios-RJ, com uma série de palestras, mesas-redondas e reuniões que envolvem mais de mil participantes, entre reitores, pró-reitores, diretores-gerais e diretores sistêmicos de Instituições Federais de todo o país. 

Propostas para o Ensino
O Fórum de Dirigentes de Ensino (FDE), que é composto por pró-reitores da área, teve como principal foco de debates a construção da minuta com as diretrizes para oferta de Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio na Rede Federal. O documento está em elaboração há quatro anos e tem como finalidade ser um instrumento para nortear ações promovidas pelas instituições e seus campi. Segundo a coordenadora do fórum e Pró-Reitora de Ensino do Instituto Federal do Acre (IFAC), Maria Lucilene Acácio, a ideia do grupo é concluir a matriz de referência até 2021.

"É um documento complexo, que teve em 2016 seu primeiro plano base e vem sendo aperfeiçoado a partir do compromisso da Rede Federal com a qualidade na oferta de cursos técnicos. Ter esse momento de discussões dentro da Reditec é muito positivo, pois nos fortalece como Rede. São muitas as demandas na área de Ensino, então, esse é um momento rico para troca de experiências e alinhamento nas nossas ações", destacou Maria Lucilene Acácio.

Durante o FDE, também foram debatidos pontos relacionados à Educação a Distância, ao Plano Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), a projetos de internacionalização e à Plataforma Nilo Peçanha, ferramenta on-line que reúne dados sobre matrículas, oferta de cursos, quantidade de servidores e investimentos da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica, entre outros dados estatísticos.

Reditec

Desenvolvimento Institucional
A Plataforma Nilo Peçanha também foi pauta no Fórum de Desenvolvimento Institucional. O objetivo dos pró-reitores que compõem o grupo é trabalhar o sistema, lançado pela Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica (Setec), do Ministério da Educação (MEC), como uma ferramenta que busque orientar a tomada de decisão dos gestores, com informações estratégicas feitas a partir dos dados disponíveis. 

A matriz orçamentária do Conselho Nacional das Instituições da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica (Conif) e o Plano de Desenvolvimento Institucional como instrumento de planejamento também fizeram parte da pauta do Fórum, com debates centrados na busca pela diminuição das assimetrias de implementação e execução dessas atividades entre as unidades da Rede.

O coordenador do Fórum e Pró-Reitor de Desenvolvimento Institucional do Instituto Federal de Goiás (IFG), Weber Tavares, informou que a realização do Fórum durante a Reditec possibilita a interação com a atividade-fim, por meio da participação de outros diretores durante as reuniões, além da integração com outras áreas, como a internacionalização.

Orçamento e trabalho colaborativo
No Fórum de Administração e Planejamento, pró-reitores de Administração tiveram como tema principal de discussão a matriz orçamentária e estratégias de implementação de programas de governo, além de apresentarem casos de boas práticas dos procedimentos e atividades de rotina da área e execução financeira que vêm contribuindo para soluções em toda a Rede.

O coordenador do Fórum e Pró-Reitor de Administração do Instituto Federal Farroupilha (IFFarropilha), Vanderlei Patternon, ressaltou que a reunião foi muito positiva, por possibilitar a participação de outros diretores de Instituições Federais e a integração com a comunidade: “É justo que os que têm interesse no assunto possam participar das discussões”, ressaltou.

Pela primeira vez acontecendo dentro da Reditec, o Fórum de Tecnologia da Informação trouxe como pauta principal o desenvolvimento colaborativo, que busca utilizar e potencializar a força de trabalho dos servidores da própria Rede para desenvolver soluções da área. O Diretor de Tecnologia da Informação do Instituto Federal de Pernambuco (IFPE), Marco Eugênio, reafirmou a importância da realização do Fórum de TI durante o evento, por possibilitar a articulação de forma dinâmica e direta com outras áreas: “É a valorização da área da TI”.

Reditec

Parcerias internacionais
A apresentação de projetos e proposta de fortalecimento de parceria entre instituições nacionais e estrangeiras com a Rede Federal deu o tom da reunião do Fórum dos Assessores de Relações Internacionais, que ocorreu no Campus Cabo Frio, do Instituto Federal Fluminense (IFF), também como parte da programação da Reditec. A AFS Intercultura Brasil, instituição sem fins lucrativos, apresentou suas propostas de relações de intercâmbio, seleção para bolsas de estudo e capacitação de professores, entre outros pontos. A reunião contou ainda com a participação da instituição australiana WFCP, descrita como “prima” dos IFs por oferecer um sistema de ensino semelhante ao da nossa Rede Federal.

"O ponto alto da nossa reunião foram justamente as possibilidades de networking apresentadas. A Reditec é fundamental para isso, pois reunimos aqui todos os gestores e temos todos os fóruns discutindo simultaneamente temas de extrema relevância para a Rede. Além disso, temos a presença de possíveis futuros parceiros, que podem apresentar seus trabalhos não apenas para os reitores, mas também para pró-reitores e diretores", explicou a assessora de Relações Internacionais do Instituto Federal do Piauí (IFPI), Rivana Medeiros.

A troca de experiências com profissionais australianos foi também o ponto forte dos debates no Fórum de Pesquisa, Inovação e Pós-Graduação, em que os gestores tiveram a oportunidade de trocar experiências e alinhavar parcerias com a equipe estrangeira. De acordo com a presidente do Fórum, a Pró-Reitora do  Instituto Federal do Pará (IFPA), Ana Paula Palheta, a presença do grupo trouxe grandes expectativas para o início de conversas sobre projetos visando ao desenvolvimento cientifico e tecnológico no âmbito da Rede Federal. 

"Parcerias com essas instituições nos ajudará bastante no processo de internacionalização da Rede, pensando sempre no desenvolvimento da pesquisa e inovação", destacou a Pró-Reitora.

Extensão e Educação no Campo
No Fórum de Extensão, houve amplo debate e participação sobre a valorização das atividades de extensivas na Rede Federal. Foram discutidas formas para integração de programas e projetos de extensão aos currículos de graduação, apresentados sistemas para gestão de ações de extensão e pesquisa e programas referenciais para os Institutos.

Para a  Pró-Reitora de Extensão do Instituto Federal do Amapá (IFAP), Erika Bezerra, as discussões foram produtivas, com avanços significativos para o fortalecimento das atividades de Extensão em toda Rede Federal.  

"Uma das pautas de fundamental importância foi a curricularização da Extensão, que trata do processo de incorporar atividades de Extensão às matrizes curriculares e, nesse contexto, potencializar o envolvimento dos estudantes em atividades curriculares institucionais com foco na comunidade externa", afirmou.

No Fórum de Educação no Campo, os gestores discutiram as melhorias e desafios para o melhor funcionamento dos campi agrícolas.  Com propostas de apoio aos projetos de educação voltados para o desenvolvimento de áreas ligadas à Reforma Agrária, a servidora do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (INCRA), Conceição Coutinho, participou do Fórum com explanações do Programa Nacional de Educação na Reforma Agrária (Pronera). Após a apresentação, foi aberto um espaço de compartilhamento de vivências para troca de experiências. 

 Acompanhe a Reditec 2018 pelo FacebookInstagram e pelo canal do IFFluminense no Youtube, o IFF Tube

 As fotos do evento podem ser acessadas AQUI


Texto: André Nazário (IFSertão-PE), Lara Rios (UFES), Sâmia Cardeal (IFPA) e Ana Paula Viana (IFF).
Fotos: Alexadre Willian (IFF) e Gildo Júnior (IFRR).