Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > IFF busca apoio para a Educação nas Câmaras de Vereadores

Notícias

IFF busca apoio para a Educação nas Câmaras de Vereadores

Orçamento

Reitor e comunidade do IFF falam sobre o bloqueio de recursos da educação a vereadores das regiões Norte e Noroeste Fluminense.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 29/05/2019 14h34, última modificação 07/06/2019 11h05

 O reitor do Instituto Federal Fluminense, Jefferson Manhães de Azevedo, gestores e estudantes do IFF utilizaram a tribuna das Câmaras de Vereadores de Campos dos Goytacazes, São João da Barra, Quissamã e Bom Jesus do Itabapoana, na última semana, para falar sobre o bloqueio do orçamento das Universidades e Institutos Federais, anunciado pelo Governo Federal.

 Durante as sessões, Jefferson falou sobre a atuação e importância da Rede Federal de Educação Profissional, Científica e Tecnológica em todo o Brasil e sobre o impacto do bloqueio do orçamento no IFF, que tem um papel significativo na formação de profissionais e também na economia dos municípios e regiões em que está inserido. O reitor solicitou apoio dos vereadores para o movimento a favor da Educação.

 “No Instituto Federal Fluminense o bloqueio do orçamento chega a 37% do que nós temos para o funcionamento. É muito importante o apoio dos vereadores e dos prefeitos, porque os deputados federais têm base nos municípios e um pedido e apelo das Câmaras de Vereadores faz diferença nesse movimento de reversão deste cenário que é extremamente adverso para a Educação Profissional e Tecnológica de todo o nosso país”, afirmou.

 De acordo com Jefferson, a ação faz parte de um movimento de reitores e diretores de campi dos Institutos Federais de todo o Brasil, que estão indo às Câmaras de Vereadores com o objetivo de ampliar o apoio político dos representantes da população. “É importante que eles se manifestem sobre a relevância de ter um campus do Instituto Federal em seus municípios, sobre o significado disso para os jovens e trabalhadores daquela região e sobre o impacto econômico de uma unidade dessa, onde gravitam hotéis, serviços, fornecimento de insumos, onde toda uma economia no entorno desses campi é movimentada em função de sua presença”, destaca o reitor.

 Audiência Pública Alerj – Na última segunda-feira, dia 27 de maio, Jefferson Manhães participou da 1.ª Audiência Pública com o tema “Curto prazo: Riscos à gestão do campus e desemprego”, realizada no auditório do prédio anexo ao Palácio Tiradentes, da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj).

 A audiência faz parte de uma jornada promovida pela Comissão de Economia, Indústria e Comércio da Alerj para apurar o impacto econômico dos cortes federais. Outras duas audiências estão agendadas: “Médio prazo: Efeitos no comércio e serviços do entorno”, no dia 06 de junho, e “Longo prazo: Redução de arrecadação e abalo do mercado de trabalho”, que será realizada no dia 13 de junho de 2019, em locais a serem definidos.