Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > IFF e Smece abrem 4.ª edição do projeto Educar é pra Vida Toda

Notícias

IFF e Smece abrem 4.ª edição do projeto Educar é pra Vida Toda

Parceria

A nova edição do projeto foi aberta com a aula inaugural do Curso “Aprendizagem da Língua Portuguesa – de olho na prática”.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 31/05/2017 13h17, última modificação 31/05/2017 13h56
Exibir carrossel de imagens Pró-reitor Vicente de Oliveira destaca importância da parceria com a Smece durante abertura do evento

Pró-reitor Vicente de Oliveira destaca importância da parceria com a Smece durante abertura do evento

 O Instituto Federal Fluminense e a Secretaria Municipal de Educação, Cultura e Esporte de Campos dos Goytacazes (Smece) promoveram a abertura e aula inaugural da 4.ª edição do projeto Educar é pra Vida Toda, na noite desta terça-feira, dia 30 de maio. O projeto tem o objetivo de promover formação continuada para os professores da rede municipal de educação.

 A cerimônia, realizada no auditório Cristina Bastos, do Campus Campos Centro, reuniu gestores das duas instituições e professores do município. Compuseram a mesa de abertura o secretário de Educação, Cultura e Esportes, Brand Arenari, os subsecretários pedagógico, Rafael Damasceno e de Projetos e Convênios, Joana Campinho, representando a prefeitura; o pró-reitor de Pesquisa, Extensão e Inovação, Vicente de Oliveira e o diretor do Centro de Referência do IFF, Breno Terra.

 Brand Arenari, destacou a importância do projeto e da parceria com o IFF. “A excelência dessa instituição, não só em sua estrutura física, mas no ensino, serve de inspiração para todos nós. É esse ensino que é ofertado para os alunos que aqui estão, com essa qualidade, que nós queremos levar para todos os nossos alunos da rede municipal. O projeto Educar é pra Vida Toda é um dos muitos que nós estamos estabelecendo e vamos estabelecer em convênio com esta instituição, para que o saber que é produzido aqui possa ser compartilhado com os nossos professores da rede municipal”, destacou o secretário.

 Substituindo o reitor do IFF, Jefferson Manhães, que está em Brasília, o pró-reitor de Pesquisa, Extensão e Inovação, Vicente de Oliveira, também ressaltou a importância de estabelecer parcerias, principalmente, neste período de crise. “A busca de uma melhor gestão nos impõe a necessidade de parcerias. Eu gostaria de reafirmar que o Instituto tem todo o interesse de formalizar parcerias como esta e expandi-las, pois, no final, quem ganha é a nossa comunidade”, afirmou Vicente, desejando sucesso a todos os professores na capacitação.

 A aula inaugural do Curso Aprendizagem da Língua Portuguesa – de olho na prática”, um dos que será ofertado nesta edição por meio do projeto, contou com a palestra “LINGUA(gem) em Questão – Alfabetização não tem receita, tem princípios”, ministrada pela mestre em Cognição em Linguagem pela Uenf, professora e coordenadora de Língua Portuguesa da Smece, Ana Raquel Pourbaix.

 A palestrante falou aos professores sobre o processo de aprendizagem da leitura e da escrita. “O aprendizado da linguagem é um processo, com gestão de metas e resultados e acompanhamento da aprendizagem”, afirmou Ana Raquel.

 A cerimônia contou, ainda, com a participação do aluno do terceiro ano da Escola Municipal Maria Lúcia, Vitor Reis, que leu a poesia de sua autoria “Ler e Escrever”, acompanhado pela incentivadora de leitura, professora Maristela Guimarães, e com a apresentação musical do Trio Melodia, formado pela coordenadora de Arte da Smece, Sarah Costa (flauta), e por Davi Caldas (violão) e Mateus Basílio (triângulo), com as músicas “Doce de Coco”, “O Caderno” e “Aquarela”. 

 Saiba mais: com o objetivo de promover formação continuada de professores, o projeto Educar é pra Vida Toda é destinado a profissionais da rede municipal de educação, prioritariamente, professores e orientadores pedagógicos do ciclo de alfabetização (1.º, 2.º, 3.º anos do Ensino Fundamental I), bem como professores que atuam nas turmas de correção de fluxo Consolidação da Alfabetização (CALF) e Aprofundamento da Aprendizagem (AAP).

 Após duas edições tendo como foco a Matemática, e na edição do ano passado ter priorizado a Língua Portuguesa, neste ano de 2017, o projeto foi ampliado para a área de Ciências da Natureza. Serão dois cursos ofertados na modalidade a distância (EaD), com alguns encontros presenciais: “Aprendizagem da Língua Portuguesa – de olho na prática” e “Aprendizagem em Ciências da Natureza”.