Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > IFF necessita de doações de matéria-prima para produção de protetores faciais

Notícias

IFF necessita de doações de matéria-prima para produção de protetores faciais

Coronavírus

Equipamento de proteção individual é produzido por servidores do Instituto Federal Fluminense e voluntários da startup Sprint 3D e doado para profissionais da saúde que estão na linha de frente na batalha contra a Covid-19.
por Ana Paula Giori Fassarella / Comunicação Social da Reitoria publicado 31/03/2020 10h30, última modificação 02/04/2020 11h40
Exibir carrossel de imagens Lista dos materiais necessários para continuidade da produção de máscaras de proteção.

Lista dos materiais necessários para continuidade da produção de máscaras de proteção.

 Com o propósito de ajudar no enfrentamento à pandemia da Covid-19, causada pelo novo Coronavírus, e diante da necessidade de utilização, por profissionais de saúde, de equipamentos de proteção individual (EPIs) e a escassez de itens no mercado, o Instituto Federal Fluminense (IFF) disponibilizou materiais, equipamentos e conhecimentos para a produção de máscaras de proteção, também chamadas de protetores faciais (faceshield).

 O IFF produziu até essa segunda-feira, 30 de março, no parque de impressão montado no Campus Campos Centro, um total de 176 máscaras, indispensáveis para que médicos, enfermeiros e demais trabalhadores da área de saúde possam se prevenir dos riscos de contágio durante o tratamento de pacientes infectados.

 Entretanto, são necessárias doações de matérias-primas, tais como filamento plástico para impressora 3D, folha de acetato cristal (acima de 30 micras) ou plástico para plastificação (espessura mínima de 0,07), elástico para suporte (espessura mínima 10mm), power glue pritt (sem solvente) ou adesivo líquido A Bond para impressora 3D ABS PLA. “A doação desses itens é primordial para viabilizar a continuidade da produção e, assim, poder ajudar mais instituições, profissionais da saúde e, consequentemente, ampliar o número de pacientes beneficiados”, destaca o diretor de Internacionalização e Inovação do IFF, professor Henrique Monteiro da Hora.

 O parque de impressão conta com oito impressoras em funcionamento, podendo chegar a 11, com capacidade para produzir até 200 máscaras por dia com otimização da produção e trabalho durante 24 horas com equipes divididas por períodos. Atualmente a média de impressões diárias é de 64 protetores faciais.

"Sem as doações, corremos risco da produção parar por falta de materiais".  Diretor de Internacionalização e Inovação do IFF, Henrique da Hora.

 Henrique avalia que com cada quilo de material é possível produzir 20 protetores faciais. “Temos em média 50 quilos de matéria-prima (filamento para impressão 3D), todos dos estoques do IFF dos Campi Quissamã, Bom Jesus do Itabapoana, Itaperuna e Polo de Inovação, o que torna possível produzirmos outras mil máscaras. Entretanto, temos vários pedidos de instituições que necessitam de doação de EPIs por causa da pandemia do novo Coronavírus, tais como Polícia Técnica do Estado do Rio de Janeiro, Hospital Escola Álvaro Alvim, Prefeitura de São Francisco de Itabapoana, Clínica dos Bombeiros e Unimed, entre outros. Sendo assim, toda a impressão prevista já tem destino certo. Sem as doações, corremos risco da produção parar por falta de materiais”, comenta.

 Como ajudar com matéria-prima e como solicitar doação de protetores faciais

 Os agendamentos de doações de materiais para impressão das máscaras e os pedidos de doação de EPIs para instituições que integram o Sistema Único de Saúde (SUS) no atendimento a pacientes devem ser encaminhados para o e-mail reitoria@iff.edu.br.

 O chefe de gabinete da Reitoria do IFF, Maurício Guimarães Vicente, destaca a necessidade e importância das doações para que o trabalho de impressão dos protetores de face no IFF continue a todo vapor. “Com as doações, poderemos produzir com o máximo da capacidade do parque de impressão, sem necessidade de interrupção dos trabalhos, otimizando a utilização dos equipamentos, dos recursos humanos envolvidos e do tempo disponível, com o nobre propósito de ajudar na batalha contra a Covid-19”.

 De acordo com Maurício, as máscaras de proteção produzidas são destinadas inicialmente a instituições de saúde em cidades onde o IFF está presente, mas também podem ser atendidos estabelecimentos fora desse eixo. "A princípio estamos priorizando demandas de locais onde o IFF tem unidade. Dependendo das possibilidades de produção e da quantidade de máscaras solicitadas em cada pedido, se não for um número muito alto, poderemos atender outros lugares", avalia.

 Trabalho em equipe

 As máscaras são produzidas por servidores do Instituto, com o apoio do Polo de Inovação do IFF na organização, operacionalização e manutenção das impressoras, e da empresa Sprint 3D, uma spin-off das pesquisas de ex-alunos do Curso de Engenharia de Controle e Automação do Campus Campos Centro, que surgiu no Polo de Inovação e é incubada na TEC Campos. “A Sprint 3D fez a modelagem das hastes para impressão mais rápida, em tempo recorde, do melhor projeto dos protetores de face e que atende às especificações, de acordo com orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa)”, explica Henrique da Hora.

 O IFF conta com colaboradores, parceiros nessa missão de cuidar de quem está na linha de frente na luta contra o novo Coronavírus. A impressão das hastes de suporte do protetor visual é feita com impressoras 3D do IFF e mais duas impressoras emprestadas da Control Play (escola de robótica) e da Eneltec; o elástico é doação da Mania D'Água; parte do acetato para produção das viseiras foi doada pela Kalunga e outra parte o IFF comprou; as sacolas para acondicionar o material final foram doadas pelo SuperBom Supermercado. A Gráfica Original doou acetato para as viseiras, utilizado para as impressões feitas no último sábado (28) e no domingo (29), e emprestaram a máquina para plastificação e uso como viseira, devido à falta de acetato.

 IFF entrega primeiro lote de máscaras de proteção para Prefeitura de Campos

 A Prefeitura de Campos dos Goytacazes recebeu as 176 máscaras de proteção produzidas até então no parque de impressão do IFF. Os equipamentos de proteção individual serão destinados aos profissionais da saúde que trabalham no enfrentamento à Covid-19 no Centro de Controle e Combate ao Coronavírus. O primeiro lote, com 44 protetores de face, foi entregue na última sexta-feira, dia 27, e sábado, 28 de março. A segunda remessa, com 132 máscaras, foi doada nessa segunda-feira, 30 de março. O material foi recebido pelo prefeito Rafael Diniz.

 Envio de mensagens de apoio aos profissionais de saúde

 O Instituto Federal Fluminense lançou uma campanha para que sejam enviadas mensagens de apoio aos profissionais de saúde que trabalham no combate à Covid-19. A mensagem e o nome do autor estão sendo impressos no manual que acompanha os protetores de face. Para participar, basta preencher e enviar o formulário disponível NESTE LINK.

 Segundo Henrique da Hora, o objetivo desta iniciativa é "levar esperança e envolver a comunidade, visto que há muita aflição, as pessoas estão em suas casas com medo. Então, essa é uma forma da sociedade participar do processo, por isso o IFF está chamando todos para apoiar essa ação".