Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > IFF recebe doação do Porto do Açu para produção de 5.000 protetores faciais

Notícias

IFF recebe doação do Porto do Açu para produção de 5.000 protetores faciais

Covid-19

Produzidas no Parque de Impressão 3D, no Campus Campos Centro, as máscaras estão sendo doadas para diversas instituições de saúde do interior do estado do Rio de Janeiro.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 22/04/2020 16h24, última modificação 22/04/2020 18h34
Exibir carrossel de imagens Gestores do IFF, voluntários e representantes da GNA, no Parque de Impressão 3D (Fotos: Pablo Nascimento).

Gestores do IFF, voluntários e representantes da GNA, no Parque de Impressão 3D (Fotos: Pablo Nascimento).

 O Instituto Federal Fluminense (IFF) recebeu uma contribuição importante para a produção de Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) para os profissionais de saúde que estão na linha de frente no combate à Covid-19. A empresa GNA - Gás Natural Açu, que atua no Porto do Açu, em São João da Barra-RJ, doou materiais para a produção de 5.000 protetores faciais. Conhecidos como Face Shields, as máscaras serão destinadas a hospitais públicos de São João da Barra e Campos dos Goytacazes, prioritariamente.

 Os insumos, que incluem 5.500 folhas de acetato, 220 rolos de filamento, 55 rolos de elástico e 55 unidades de adesivo líquido, foram entregues pelos representantes da área de Responsabilidade Social da GNA, Sandro Costa e Willy Souza, aos gestores do IFF, José Luiz Boynard, pró-reitor de Desenvolvimento Institucional; Carlos Alberto Henriques, diretor-geral do Campus Campos Centro; Rogério Atem, diretor do Polo de Inovação; e Henrique da Hora, diretor de Internacionalização e Inovação, na última segunda-feira, dia 20 de abril, no Parque de Impressão 3D instalado no Campus Centro do Instituto.

 A doação dos materiais faz parte das inciativas do Comitê de Responsabilidade Social e Ações Humanitárias do Porto do Açu, formado por empresas instaladas no empreendimento portuário – Porto do Açu Operações, GNA, Açu Petróleo, BP Prumo e Ferroport. O comitê foi criado para atuar no combate e prevenção da Covid-19 na região de São João da Barra e Campos. Além da produção das máscaras face shield, o Comitê também está apoiando a recuperação de respiradores pulmonares e a doação de EPIs médicos aos hospitais públicos da região.

 "Essa doação nos capacita a produzir cinco mil protetores faciais para continuar essa mensagem de esperança para os profissionais de saúde ao nosso redor, nos mantêm ativos e vai reafirmar o nosso empenho nessa ação solidária”, Henrique da Hora.

 Desde o início da produção, com a utilização de impressoras 3D, em 27 de março deste ano, o IFF já produziu 1.646 protetores faciais, que foram doados para diversas instituições de saúde de municípios das regiões Norte, Noroeste, dos Lagos e Serrana do estado do Rio de Janeiro.

 De acordo com o diretor de Internacionalização e Inovação do IFFluminense, Henrique da Hora, a doação da GNA contribui para que a instituição continue ajudando a sociedade no combate ao Coronavírus.

 “As primeiras produções foram feitas com doação e auxílio de muitas pessoas, mas o filamento, componente mais caro, estava sendo direcionado pelos nossos campi. Essa doação que chega agora nos capacita a produzir cinco mil protetores faciais para continuar essa mensagem de esperança para os profissionais de saúde ao nosso redor, nos mantêm ativos e vai reafirmar o nosso empenho nessa ação solidária”, destacou Henrique.

 Willy de Souza, membro da equipe de Responsabilidade Social da GNA, ressaltou a importância da parceria com o IFF. “Para a GNA e todas as empresas do Comitê significa muito estabelecer uma parceria tão importante como essa com o IFF. Precisamos nos unir e dar respostas rápidas para esse problema tão sério que estamos vivendo para conseguir ajudar a quem precisa”, ressaltou.

Produção e doações de matéria-prima e de EPIs

 As máscaras de proteção são produzidas por servidores do IFF, com o apoio do Polo de Inovação do Instituto na organização, operacionalização e manutenção das impressoras, e da empresa Sprint 3D, uma spin-off das pesquisas de ex-alunos do Curso de Engenharia de Controle e Automação do Campus Campos Centro, que surgiu no Polo de Inovação e é incubada na TEC Campos. A Sprint 3D fez a modelagem das hastes para impressão mais rápida, em tempo recorde, do melhor projeto dos protetores de face e que atende às especificações, de acordo com orientações da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

 Os agendamentos de doações de materiais para impressão de protetores e os pedidos de doação de EPIs para instituições de saúde que atuam no enfrentamento à Covid-19 devem ser feitos pelo e-mail: reitoria@iff.edu.br.

 

*Com informações da Assessoria de Comunicação da GNA