Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > MPF e Fidesc se unem em defesa dos Direitos Humanos

Notícias

MPF e Fidesc se unem em defesa dos Direitos Humanos

Coletiva

A assinatura do Pacto foi realizada durante coletiva de imprensa, na Casa de Cultura Villa Maria, no centro de Campos, nesta quarta-feira, 13 de dezembro.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 13/12/2017 12h27, última modificação 13/12/2017 18h13
Exibir carrossel de imagens A assinatura ocorreu durante coletiva de imprensa

A assinatura ocorreu durante coletiva de imprensa

 O Ministério Público Federal e as instituições que compõem o Fórum Interinstitucional de Dirigentes do Ensino Superior de Campos, o Fidesc, celebraram nesta quarta-feira, 13 dezembro de 2017, o Pacto de Compromisso em Defesa de uma Educação em Direitos Humanos. A coletiva para a assinatura do documento foi realizada na Casa de Cultura Villa Maria, no centro de Campos (RJ).

 Na ocasião, estiveram presentes o procurador da República, Stanley Valeriano da Silva, o reitor do Instituto Federal Fluminense e presidente do Fidesc, Jefferson Manhães de Azevedo, e demais dirigentes que compõem o Fórum.

 “A Constituição Federal prevê que a sociedade deve ser livre, fraterna, justa e solidária. Este é um dos objetivos da República e, a partir da universidade, nós temos a oportunidade de levar até as pessoas, formação, informação e causar, com isso, a transformação.”, disse o procurador.

 O documento prevê várias ações que garantam a promoção da educação em Direitos Humanos, como a criação de comissões e grupos de trabalho, reestruturação dos órgãos de acolhimento de denúncias e apoio às vítimas de discriminação, produção de relatórios de ações, entre outras. As instituições signatárias realizarão relatórios de suas atividades voltadas ao cumprimento do Pacto, bem como suas ações, medidas e resultados alcançados serão divulgados em suas mídias internas e externas para conhecimento de toda a população.

 “Essa sinergia, onde as instituições formadoras das lideranças e dos profissionais, estão se unindo e dizendo que os Direitos Humanos são elementos imprescindíveis para uma sociedade diferente. É preciso construir uma sociedade que dialogue, que escute, e não essa comunidade que se polariza. Nós podemos ter posições e entendimentos  diferenciados, mas nós temos que respeitar a posição do outro e entender que essa diversidade traz a riqueza e as possibilidades de um futuro diferente que acolhe todas as pessoas”, discursou o presidente do Fidesc, Jefferson de Azevedo.

 Além do MPF, assinaram o pacto as seguintes instituições signatárias: Universidade Federal Fluminense, Instituto Federal Fluminense, Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Universidade Estadual do Norte Fluminense Darcy Ribeiro, Universidade Candido Mendes, Centro Universitário Fluminense, Faculdade de Medicina de Campos, Universidade Salgado de Oliveira ( Universo), Universidade Estácio de Sá e Institutos Superiores de Ensino Educacional Nossa Senhora Auxiliadora (Isecensa).