Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Processo Eletrônico começa a funcionar em janeiro no IFFluminense

Notícias

Processo Eletrônico começa a funcionar em janeiro no IFFluminense

PEN

A partir do dia 02 de janeiro de 2018, 25 tipos de documentos serão tramitados eletronicamente, por meio do Suap.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 21/12/2017 15h05, última modificação 13/03/2018 16h29

 A impressão de documentos e processos sofrerá uma redução significativa na Reitoria e unidades do IFFluminense, a partir do primeiro dia útil de 2018, com a implantação do Processo Eletrônico Nacional (PEN), em atendimento ao Decreto Nº 8539/2015, que dispõe sobre o uso do meio eletrônico para a realização de processos administrativos nos órgãos e entidades da administração pública federal direta, autárquica e fundacional.

 A portaria que regulamenta o Processo Eletrônico no IFFluminense e a 1.ª Edição do Manual de Padronização e Tramitação de Processos Eletrônicos estão disponíveis AQUI.

 Inicialmente, 25 tipos de documentos, definidos pela Comissão de Implementação do Processo Eletrônico no IFF, designada pela Portaria N.º 1.054/2017, relacionados às áreas de Gestão de Pessoas, Ensino, Administração e Ouvidoria deverão ser tramitados, exclusivamente, por meio eletrônico, no Sistema Unificado de Administração Pública (Suap).

 A Diretoria de Gestão de Tecnologia da Informação (DGTI) e membros da Comissão de Implementação do PEN realizaram treinamentos com servidores da Reitoria e representantes dos campi para utilização dos novos módulos de documentos e de processos eletrônicos dentro do Suap. “Nos dias 27 e 28 de dezembro realizaremos um novo treinamento, específico para servidores que redigem portarias, ofícios, ordens de serviço e editais”, afirma a técnica de arquivo e integrante da Comissão do PEN, Nathália Sepúlveda.

 O pró-reitor de Desenvolvimento Institucional do IFF e presidente da comissão de implementação do PEN, José Luiz Boynard, destaca que a utilização do Processo Eletrônico como ferramenta de gestão representa uma profunda modificação nas rotinas administrativas do Instituto. “O PEN apresenta uma série de vantagens, como aumento da produtividade, eficiência, praticidade, facilidade de arquivamento, economia de recursos, além de contribuir para a sustentabilidade, com a redução do uso do papel”, ressalta Boynard.

 Saiba mais: O Processo Eletrônico Nacional (PEN) é uma iniciativa conjunta de órgãos e entidades de diversas esferas da administração pública, com o intuito de construir uma infraestrutura pública de processos e documentos administrativos eletrônicos, objetivando a melhoria no desempenho dos processos do setor público, com ganhos em agilidade, produtividade, transparência, satisfação do usuário e redução de custos.

 O PEN introduz práticas inovadoras no setor público – elimina o uso de papel como suporte físico para documentos institucionais e disponibiliza informações em tempo real.

 Acesse AQUI a página do Processo Eletrônico no portal do IFF.