Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Recursos públicos estimulam ecossistema de empreendedorismo e inovação em Campos

Notícias

Recursos públicos estimulam ecossistema de empreendedorismo e inovação em Campos

Startups

Editais da Faperj e da Prefeitura de Campos vão investir mais de R$800 mil reais.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 19/12/2019 18h07, última modificação 19/12/2019 18h15
Show image carousel Apoio às startups cresce e estimula o empreendedorismo e a inovação.

Apoio às startups cresce e estimula o empreendedorismo e a inovação.

 Recursos orçamentários provenientes da Prefeitura de Campos-RJ e da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Rio de Janeiro (Faperj) serão investidos no ecossistema de empreendedorismo e inovação que vem sendo fortalecido nos últimos anos na região e do qual fazem parte o Polo de Inovação Campos dos Goytacazes, do Instituto Federal Fluminense (IFF), e a TEC Campos, incubadora de base tecnológica.

 Conforme aponta o diretor de Inovação e Internacionalização do IFF, Henrique da Hora, também presidente da TEC Campos, o desenvolvimento tecnológico e de negócios são bases para que ações de inovação possam acontecer.

 “Nosso Polo de Inovação se tornou uma referência mundial em desenvolvimento tecnológico, e nossa Incubadora TEC Campos não deixa a desejar com o desenvolvimento de negócios. Essa união e parceria têm trazido bons resultados para nossa região”, afirma. Como um dos resultados, a aprovação de startups em editais de financiamento.

 O Programa Municipal de Apoio às Startups de Campos vai investir R$216 mil reais ao longo de 2020. Foram aprovadas em edital 12 empresas, dentre elas, sete são de alunos do IFF: Skiuhub,  LinCar,  Clube Biz,  PediuFarma,  Holz,  Desenvolvimento de veículo autônomo modular com software próprio de gerenciamento e  Prognosys (Confira a lista completa). Os selecionados receberão bolsa mensal e capacitação na TEC Campos, com suporte técnico e orientação para Plano de Negócios.

 Com 30 anos de idade, pode-se dizer que a empreendedora Fabiane Araújo Leonardo, da Clube Biz, tem talento em seu DNA. De família de comerciantes, já teve uma Lan House aos 18 anos; alguns anos mais tarde, abriu uma empresa de software, a Hendel, que completa oito anos em janeiro. Em 2019, nasceu a startup Clube Biz.

 “Eu sempre fui atenta às demandas do mercado e a tecnologia sempre foi uma ferramenta para mim”, conta Fabiane. Ela percebeu que uma das dificuldades dos empresários era ter contato direto com seus clientes, e que o problema era conhecer o perfil de consumo (quem é e o que gosta). “Foi então que pensamos em um modelo de programa de fidelidade que pudesse ir além de pontos, que pudesse trabalhar entendendo o comportamento do consumidor”, explica, acrescentando que o trabalho é feito com a leitura do QR Code de Cupom Fiscal.

 Fabiane, que é aluna do IFF desde os 18 anos – fez Técnico, Graduação, Pós-graduação e concluirá o Mestrado em março do ano que vem – acredita que o conhecimento que o instituto trouxe contribuiu para suas realizações como empreendedora e que com o incentivo do Programa Municipal será possível alavancar o seu negócio.

 “Acredito que a tecnologia finalmente está sendo vista como um propulsor para o desenvolvimento do mercado econômico-financeiro do país, e ver vários órgãos incentivando a criação desse tipo de negócio me deixa extremamente feliz, pois temos muito potencial inexplorado, principalmente na planície Goytacá!”, diz.

 Henrique relembra que há quatro anos não havia este cenário de startups em Campos. “A inovação é consequência de um ambiente de criatividade e se volta para a sociedade por meio do empreendedorismo. Mas essa e outras possibilidades do empreendedorismo ainda não são partes de uma forte cultura digital no entorno dos nossos campi (do IFF). Temos que fomentar mais esse ambiente também com recursos financeiros, pois inovar sempre é arriscado”, reforça.

 Também para 2020, a Faperj vai destinar R$ 600 mil reais para 10 startups de Campos, por meio do Programa Startup Rio 2020. Cada proposta selecionada vai receber R$60 mil reais para que inicie seus negócios e deverá participar de um programa de pré-qualificação oferecido pela TEC Campos. O resultado dos selecionados será divulgado em fevereiro. Henrique comenta que essa iniciativa é fruto de uma articulação da gestão do Instituto junto à Fundação que tem buscado interiorizar suas ações.

 “No total, serão mais de 800 mil (reais) que ainda podem atrair mais recursos com o nosso Polo de Inovação, que compartilha esse risco com o empreendedor”, finaliza Henrique. 

Homenagem: A servidora do IFF Alline Moraes e o ex-aluno do IFF Campus Bom Jesus, Tulio Baita, receberam uma moção de aplausos na Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes, no dia 04 de dezembro, pelo trabalho realizado na TEC Campos em prol do ecossistema de empreendedorismo e inovação, no período 2016 a 2019, quando desempenharam as funções de diretora de Administração e diretor de Tecnologia, respectivamente.