Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Servidores do IFFluminense participam da Campanha Outubro Rosa

Notícias

Servidores do IFFluminense participam da Campanha Outubro Rosa

Conscientização

“Câncer de mama: vamos conversar?” foi o tema da mesa-redonda promovida no auditório da Reitoria.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 18/10/2017 12h32, última modificação 18/10/2017 12h32
Exibir carrossel de imagens O evento ocorreu no auditório da Reitoria.

O evento ocorreu no auditório da Reitoria.

 A Coordenação da Escola de Formação e Políticas do Bem-estar do Servidor, a Comissão de Eventos e Campanhas da Reitoria e a unidade do Subsistema Integrado de Atenção à Saúde do Servidor (Siass) promoveram uma conversa visando à conscientização sobre o câncer de mama. O evento ocorreu no dia 17 de outubro de 2017, no auditório da Reitoria, e faz parte da Campanha Outubro Rosa.

 A mesa-redonda com o tema “Câncer de mama: vamos conversar?” contou com a participação do médico do IFFluminense, doutor Rodrigo de Morais, da enfermeira obstétrica e consultora em amamentação, Ana Alves e do professor do Campus Centro e coordenador do Projeto Educâncer, Franz Borges. A conversa foi mediada pela enfermeira do Siass, Bárbara Figueiredo.

 O doutor Rodrigo, que atua no Campus Itaperuna e no Siass, afirma que “o estabelecimento do Outubro Rosa como o mês de conscientização sobre o câncer de mama torna fixo o lembrete a todas as mulheres, e homens que tenham mulheres na família, a respeito da importância da detecção precoce do câncer de mama para combater essa doença, que é a principal causa da morte de mulheres por câncer no Brasil e no mundo”.

 A enfermeira Ana ressalta a importância da prevenção do câncer de mama: “é imprescindível saber como podemos atuar e ajudar a essas mulheres em relação a prevenção e apresentar como a amamentação funciona como fator protetor”.

 O professor Franz apresentou o projeto de extensão Educâncer que visa avaliação de risco em estudantes de escolas públicas. “Eventos como esse ressaltam a importância de mecanismos mais simples para ampliar a prevenção, inclusive trabalhando isso desde a adolescência”, pontua.

 Para saber mais sobre o Outubro Rosa AQUI.