Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Websérie "O que vi do IFF" é lançada no Campus Campos Centro

Notícias

Websérie "O que vi do IFF" é lançada no Campus Campos Centro

Memória Insitucional

A Websérie documental com servidores aposentados conta com um total de 21 episódios, que serão divulgados semanalmente.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 29/06/2018 16h20, última modificação 03/07/2018 09h50
Exibir carrossel de imagens Roseni Santos foi a grande atração do primeiro capítulo da série.

Roseni Santos foi a grande atração do primeiro capítulo da série.

 O primeiro episódio de “O que vi do IFF”, websérie documental com servidores aposentados do Instituto Federal Fluminense, foi lançado nesta quinta-feira, dia 28 de junho, no auditório Miguel Ramalho do Campus Campos Centro, durante o Encontro com os Servidores Aposentados. A estréia teve o depoimento de Roseni Santos, que se aposentou no ano de 2016.

 A websérie é fruto do Projeto “O que vi do IFF”, aprovado no Edital de Extensão N.º 60/2017, que começou a ser desenvolvido em agosto do ano passado pelo coordenador do Centro de Memória da Reitoria, Carlos Henrique Morellato, e pela bolsista e aluna no Curso de Design Gráfico, Larissa Viana, com o apoio da Coordenação de Projetos de Design e Audiovisual para a Educação (CPDAE) do Centro de Referência do IFFluminense.

 Carlos destacou que "a premissa do projeto é a preservação da memória de quem contribuiu para a história do IFF", disse, após agradecer todo o apoio da equipe técnica que trabalhou durante um ano na elaboração da série.  

 Já Larissa pontuou que "era necessário fazer o resgate da história dos servidores, que também é o resgate da história do Instituto. Foi importante recuperar não só a parte documental, mas também as vivências, as experiências e o crescimento de cada um, que acompanhou o crescimento da instituição", disse.

 Para Ana Cabral, pedagoga que trabalhou por 45 anos no IFF, a websérie é "como reviver nosso passado aqui. E é muito bom ter o passado, isso não pode morrer, as coisas que a gente construiu até aqui. Os novos estão construindo, mas a gente não pode perder o que a gente já construiu também, nosso legado. Essa escola é adorável", disse.

 "O que vi no IFF" conta com um total de 21 episódios, que serão divulgados semanalmente na página do Facebook do Centro de Referência e no IFF Tube.