Núcleo Regional Quissamã

por Comunicação Social da Reitoria publicado 14/01/2016 12h56, última modificação 30/03/2016 12h12
Conheça o Núcleo Regional Quissamã.

 Núcleo Regional Quissamã: fomento a ações integradas do Centro de Memória Regional (IFFluminense) e a Casa do Patrimônio de Quissamã (Iphan-RJ e Prefeitura de Quissamã) tendo como foco a memória social e do trabalho, incluindo aquelas relacionadas à cultura da Cana de Açúcar e à Cia Engenho Central de Quissamã.

Convite Formatura da Capacitação em meios audiovisuais, memória e patrimônio.

Convite de formatura da Capacitação em Meios Audiovisuais, Memória e Patrimônio

AÇÕES

  • Documentário sobre o Engenho Central de Quissamã – O GANCHO:

 Com o objetivo de fomentar a salvaguarda do patrimônio material e imaterial do Engenho Central, também conhecido como Usina de Quissamã, foi produzida uma Oficina em Audiovisual realizada em Quissamã entre os dias 27 de maio a 14 de junho de 2013, utilizando equipamento e pessoal disponibilizados pelo Iphan. As aulas teóricas e algumas práticas aconteceram na sala do Centro de Memória, no campus Quissamã. Participaram da oficina 10 alunos do campus e outras pessoas da comunidade local, incluindo estudantes do Colégio Estadual Visconde de Quissamã. Os estudantes participaram da pesquisa, produção e edição do audiovisual. O resultado da oficina gerou o Documentário O Gancho (veja matérias relacionadas ao Documentário O Gancho: notícia 1 e notícia 2).

 Veja AQUI a ficha técnica do Documentário O Gancho;

 Veja AQUI o Documentário O Gancho.

  • Caravana O Gancho:

 Sob coordenação do Professor Rogério Ribeiro Fernandes, uma equipe de servidores e alunos ligados ao Centro de Memória do campus Quissamã levou o Documentário O Gancho a vários municípios fluminenses, estimulando o debate e a sensibilização sobre a importância da preservação patrimonial (veja matérias relacionadas à Caravana O Gancho: notícia 1, notícia 2 e notícia 3).

  • Jogos como Mídia na Educação Patrimonial:

 O projeto, desenvolvido por equipe coordenada pelo Professor Daniel Vasconcelos, busca levar jovens ao encontro do tema da preservação do patrimônio arquitetônico do município de Quissamã por meio dos jogos eletrônicos. O Iphan-RJ apoiou o projeto em 2014, com oferta de bolsas para estudantes através de recurso descentralizado ao IFFluminense.

 Através dos jogos eletrônicos, pode-se apresentar aos jovens a importância de se preservar, recuperar e admirar patrimônios naturais, históricos e culturais de Quissamã. As narrativas dos jogos estão sendo construídas, prioritariamente, em quatro cenários vinculados a patrimônios materiais consagrados de Quissamã: Capela de Nossa Senhora do Carmo, reconhecida como edificação mais antiga de Quissamã; Casa Mato de Pipa, considerada casa mater do município, por ter influenciado a arquitetura das demais edificações locais; Engenho Central de Quissamã, reconhecido como engenho em regime de cooperativa construído na América Latina; Casa Rosa, sede da chácara cujo terreno é atualmente ocupado pelo campus Quissamã.

 Considerando cada um desses bens patrimoniais, a proposta é de construir jogos cuja experiência vivida pelo jogador contemple possíveis ameaças a esses patrimônios. A interação do jogador com o ambiente do jogo deve oferecer respostas às suas ações, de forma a desenvolver no adolescente sensibilidade quanto à importância da preservação patrimonial.

 “Um dos pontos mais importantes do projeto é a interdisciplinaridade, pois ele envolve várias áreas do conhecimento, como a física, a história e a informática”, explica o professor Daniel, “a ideia é que quando os jogos estiverem mais robustos, disponibilizemos para as escolas municipais de Quissamã”.

 Confira AQUI apresentação dos estudantes sobre o Jogo "Mato de Pipas em Chamas" no IX Congresso de Pesquisa e Inovação da Rede Norte e Nordeste de Educação Tecnológica (CONNEPI 2014) ocorrido no Maranhão.

 Saiba um pouco mais sobre o projeto AQUI.