Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Diretorias Sistêmicas > Diretoria de Comunicação > Informativo Eletrônico do IFFluminense (InFForme) > InFForme nº 12 > Trabalho premiado no III Conepe aborda qualidade da educação nos municípios brasileiros

Trabalho premiado no III Conepe aborda qualidade da educação nos municípios brasileiros

por Comunicação Social da Reitoria publicado 04/11/2016 17h25, última modificação 08/11/2016 13h48
Intitulado “Qualidade da Educação nos municípios brasileiros: correlação entre investimento financeiro e formação docente versus IDEB”, o trabalho buscou, entre outros objetivos, investigar quais variáveis colaboram para elevar a qualidade da Educação no Brasil.

III Conepe


 A terceira edição do Congresso de Ensino, Pesquisa e Extensão (Conepe) encerrou suas atividades no dia 27 de outubro de 2016 e realizou a premiação de trabalhos apresentados nas categorias banner, apresentação oral e projeto prático. As pesquisas buscaram discutir temas relevantes tanto para a comunidade acadêmica quanto para a sociedade em geral, explorando temáticas como Meio Ambiente, Educação, Arte e Cultura e Engenharias.

 Premiado na categoria banner na linha de pesquisa Educação e Ciências Sociais, o trabalho “Qualidade da Educação nos municípios brasileiros: correlação entre investimento financeiro e formação docente versus IDEB” recebeu menção honrosa e buscou investigar, na literatura da área educacional, que variáveis colaboraram para elevar a qualidade da Educação nas escolas brasileiras e testou duas dessas variáveis (Investimento Financeiro e Formação Docente) para averiguar qual delas possui maior correlação com o Índice de Desenvolvimento da Educação Brasileira (Ideb).

 A autora do projeto, Luíza Cassiano Rangel, de 32 anos, explica que o banner é fruto da sua dissertação de Mestrado em Planejamento Regional e Gestão de Cidades, cursado na Universidade Candido Mendes, em Campos dos Goytacazes-RJ, com o apoio do Instituto, por meio Programa de Apoio ao Desenvolvimento Acadêmico-profissional e à Formação continuada.

 Luiza comenta que o trabalho busca confrontar as variáveis que discutiu em sua dissertação. Na dissertação, realizei uma abordagem por amostragem, ou seja, busquei analisar as variáveis em 95 municípios. Já no banner, fiz, por meio da correlação estatística, a aplicação de duas dessas variáveis, investimento financeiro e formação docente, em 4.827 municípios”, comenta Luiza, que também é servidora do IFFluminense, atuando no Campus Campos Guarus.

 A pesquisadora conclui, em seu estudo apresentado no III Conepe, que, em quase todos os estados, à exceção de Mato Grosso do Sul, Ceará e Espírito Santo, a formação docente se mostrou mais eficaz para elevar o Ideb nos anos iniciais do Ensino Fundamental que os investimentos financeiros. “Isso não afirma que os investimentos financeiros não possuem importância, pois são essenciais para elevar a qualidade da educação. Porém, em relação ao Ideb dos anos escolares iniciais, a formação docente se mostrou mais eficaz”, afirma Luiza. O trabalho contou com a coautoria dos professores doutores Eduardo Shimoda (Ucam) e Ludmila Gonçalves da Matta (Ucam).

 Luiza diz que participar do III Conepe foi uma excelente oportunidade para ela, que sempre gostou bastante de estudar. “Com o mestrado, reafirmei o meu gosto pelos estudos e percebi a importância de estar sempre atualizado. Participar do Conepe foi uma forma de compartilhar a pesquisa e ver o que os outros estudantes estão produzindo e que possa ser interessante para os meus estudos”, comenta.

 

Comunicação Social da Reitoria

registrado em: , , ,