Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > IFF promove Curso de "Braille Fácil" para servidores e alunos atuantes nos NAPNEEs

Notícias

IFF promove Curso de "Braille Fácil" para servidores e alunos atuantes nos NAPNEEs

Curso de Capacitação

O curso faz parte da iniciativa de viabilizar acessibilidade em todos os campi.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 01/03/2019 13h38, última modificação 01/03/2019 18h02
Exibir carrossel de imagens O curso foi ministrado por José Antonio Borges, do Projeto DOSVOX.

O curso foi ministrado por José Antonio Borges, do Projeto DOSVOX.

  A Diretoria de Políticas Estudantis, Culturais e Esportivas (Dipece) do IFFluminense promoveu, nessa última quarta-feira, dia 27 de fevereiro, na Reitoria, o curso de capacitação “Braille Fácil e suas Ferramentas”, voltado para servidores e alunos atuantes nos Núcleos de Atendimento às Pessoas com Necessidades Educacionais Especificas (NAPNEEs). 

 O curso foi ministrado por José Antonio Borges, do Projeto DOSVOX, do Núcleo de Computação Eletrônica da Universidade Federal do Rio de Janeiro (NCE - UFRJ). “O curso visa o conhecimento para um atendimento mais sofisticado na área de impressão braile para os alunos”, afirma o instrutor.

 Em 2018, o Instituto Federal Fluminense adquiriu equipamentos de tecnologias assistivas para os NAPNEEs, dentre esses, cinco impressoras braille, que foram distribuídas entre a Reitoria e os campi Bom Jesus do Itabapoana, Itaperuna e Guarus. O IFF já possuía outras cinco impressoras nos campi Centro, Macaé e Cabo Frio.

 A coordenadora de Políticas Estudantis do IFF, Márcia Chrisóstomo, explica que "a institucionalização de NAPNEEs em todos os campi é uma meta do Plano de Desenvolvimento Institucional”. A capacitação foi oferecida para preparar os servidores e alunos para utilização das novas ferramentas. “Apesar de ainda não termos alunos cegos em todos os campi, já estamos capacitando nossos servidores para recebê-los”, afirma Márcia. 

 Renato Costa, servidor da Reitoria, que trabalha com transcrição e revisão, explica que o programa serve para transcrever do sistema comum, conhecido como “de tinta” para o braille. “É um curso que se destina a aprimorar, capacitar e ensinar aos participantes do Instituto a lidar com o braille e na assistência a pessoas com deficiência no campus onde o servidor trabalha”.