Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > III Encontro de Cultura do IFF contou com dezenas de apresentações

Notícias

III Encontro de Cultura do IFF contou com dezenas de apresentações

Cultura e Diversidade

Evento foi realizado online nesta semana, dias 09 e 10 de fevereiro, com transmissão pelo IFFTube e pelo Google Meet.
por Ana Paula Giori Fassarella / Comunicação Social da Reitoria publicado 11/02/2021 08h50, última modificação 11/02/2021 19h34
Apresentação do projeto “Faça em Casa e Ganhe as Ruas”, que abordou o IFanZine do Campus Macaé, apresentado pelo coordenador do trabalho, Alberto Carlos Paula de Souza, e pela estudante Jackline Freitas de Oliveira.

Apresentação do projeto “Faça em Casa e Ganhe as Ruas”, que abordou o IFanZine do Campus Macaé, apresentado pelo coordenador do trabalho, Alberto Carlos Paula de Souza, e pela estudante Jackline Freitas de Oliveira.

 A manhã dessa quarta-feira, 10 de fevereiro, foi movimentada no III Encontro de Cultura do IFFluminense, evento que integra experiências e vivências artístico-culturais com trabalhos e estudos acadêmico-científicos nos campos da Arte e da Cultura. Com apresentações online, realizadas simultaneamente em três salas do Google Meet, o evento contou com Comunicações Orais sobre os mais diversos temas, abordando áreas como teatro, cinema, poesia, estética, cibercultura, entre outras. Ao todo, somente nessa manhã, foram apresentados 27 projetos realizados por professores, técnicos administrativos e estudantes do IFF, desenvolvidos nos campi da instituição e em suas comunidades, com ênfase na pluralidade e na diversidade.

 Entre as Comunicações Orais estava o trabalho “Educação do olhar no século XXI. Por que isso importa?” realizado pelo IFF Campus Santo Antônio de Pádua. O projeto, que nos sites de busca, nas redes sociais e em aplicativos de áudio pode ser encontrado com o título “Cultura Visual em Debate no IFF Pádua” conta com produção de imagens fotográficas e audiovisuais, podcasts, criação de textos e alimentação do canal no YouTube.

 Segundo Carlim Silva Paravidino, coordenador do projeto, o objetivo é, junto com os alunos e para a comunidade em geral, dissecar o significado das imagens e mostrar como funcionam a construção do olhar, a criação e produção de imagens, compostas por micro e pequenos significados que formam o macro. “Buscamos inserir os alunos de uma forma mais dinâmica na arte visual e problematizar temas com foco em problemas sociais, ou seja, levar mensagens significativas para as pessoas”.

 Outra contribuição foi a do Cine IFFilmes (Cineclube do IFF Campus Itaperuna), cujo eixo temático é resistência cultural nos tempos de distanciamento social. A coordenadora, Carine Lavrador de Farias, diz que a proposta do projeto, iniciado em outubro de 2019, é “aproximar o público do nosso Cineteatro Maestro José Carlos Ligiero, inaugurado recentemente, em agosto de 2019, despertando nos alunos do IFF Itaperuna o senso crítico sobre política, educação, contexto social e cultural, debatendo assuntos de relevância por meio de produções audiovisuais”. Ela acrescenta que “o trabalho tem contribuído para a saúde mental dos alunos nesse momento de distanciamento social”.

 Entretanto, na pandemia, o projeto precisou ser readequado, já que não poderia haver público no Cineteatro, devido à necessidade de distanciamento social. “Assim, no perfil do projeto no Instagram (@cineiffilmes_itaperuna), passamos a fazer indicações de filmes, séries e documentários, estes últimos voltados à preparação para vestibular e Enem. Abrimos espaço para receber, também, sugestões das comunidades acadêmica e externa, e a participação superou nossas expectativas”, comemora a equipe de pesquisa.

 Na tarde dessa quarta-feira (10), a programação do evento contou com Comunicações Orais em Vídeo, oficina “O que é o feminino? Conceitos em desconstrução” e o Festival Online de Cultura.

 Para o coordenador do Festival, Jonas Defante Terra, foi bastante expressivo o resultado da primeira edição não presencial do evento. “Tivemos retornos positivos quanto à programação, com avaliações muito satisfatórias em cada atividade proposta. É um bom sinal. Registramos elogios tecidos no chat do IFFTube para com os convidados que participaram das mesas-redondas. Obtemos resultados satisfatórios para as avaliações sistematizadas em cada atividade, quando os participantes assinam as listas de presença, garantindo assim as suas certificações”, avalia.

 Abertura

 O evento foi aberto na terça-feira, dia 09, e contou com a participação do reitor do Instituto Federal Fluminense, Jefferson Manhães de Azevedo, que agradeceu a todos os envolvidos no compromisso de formar pessoas para um mundo melhor. “E nós entendemos que o século 21 não será o século da informatização, mas da humanização. Nós precisamos de homens e mulheres que possam fazer a diferença não só nas suas vidas, mas da coletividade, construir uma sociedade mais humana, mais fraterna, que esteja mais atenta ao outro, como aquele que, por ser diferente, contribui e enriquece o conviver. Esse é o grande desafio da educação: preparar pessoas para a convivência fraterna", destacou.

 O reitor comentou ainda que nesse sentido, a arte e a cultura têm um papel fundamental na formação da subjetividade, das questões estéticas, olhar a vida a partir do encantamento, da admiração e apurar esse olhar. "Nesse mundo tão cheio de tecnologias, tão cheio de contradições, como despertar a sensibilidade, como despertar esses valores que são característicos de nós seres humanos integrados à natureza, à vida, ao nosso planeta? Então, nós precisamos celebrar esse momento, mesmo diante dessa tragédia que estamos vivendo, nos preparando, nos colocando, para mantermos os vínculos”, refletiu Jefferson.

 No primeiro dia, o público pôde acompanhar as mesas-redondas “Políticas Culturais do Estado do Rio de Janeiro: um olhar regional para o norte fluminense” eBezerra da Silva, o samba como máquina de guerra”, além da oficina “Mandala de Si Mesmo(a)” e do Festival Online de Cultura.

 A programação completa foi disponibilizada no site do evento. Apresentações do III Festival de Cultura do IFFluminense podem ser acessadas por meio do IFFTube.