Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Obras na Reitoria e nos campi do IFF terão início neste mês de janeiro

Notícias

Obras na Reitoria e nos campi do IFF terão início neste mês de janeiro

Infraestrutura

Ordens de Serviço autorizando o início das obras foram assinadas nesta quinta-feira, 04 de janeiro de 2018.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 04/01/2018 18h06, última modificação 08/01/2018 10h58

 Seis novas obras na Reitoria e nos campi do Instituto Federal Fluminense terão início na segunda quinzena de janeiro. São elas: 

ObraValorPrazo de conclusão
Reforma do auditório do Campus Itaperuna R$322.801,21 180 dias
Estacionamento da sede da Reitoria, em Guarus R$310.352,93   90 dias
Ampliação do sistema de abastecimento de água do Campus Macaé R$203.103,06   90 dias
Bloco com oito salas do Campus Cambuci R$472.721,81 150 dias
Quadra coberta do Campus Cambuci R$522.280,44 150 dias
Prédio de Almoxarifado do Campus Quissamã R$352.743,16 150 dias

    Os representantes das empresas responsáveis pelas obras, M. Paes Serviços LTDA-ME e T.W.P Empreendimentos e Serviços Eireli-ME estiveram na Reitoria nesta quinta-feira, 04 de janeiro de 2018, para a assinatura das Ordens de Serviço autorizando o início das obras. Eles foram recebidos pelo pró-reitor de Desenvolvimento Institucional, José Luiz Sanguedo Boynard, pelo diretor de Infraestrutura e Obras, Marcelo da Silva Peixoto e sua equipe.

 De acordo com Boynard, essas são as primeiras obras em sintonia com o Plano Diretor de Infraestrutura estabelecido no Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) 2017-2021, ainda a ser lançado. Ele explica que durante a construção do documento foi feito um diagnóstico de estrutura mínima que os campi devem ter e ficou estabelecido que até 2021, 95% dessa estrutura deverá ser atingida.

 “Todos os campi, independente do número de alunos, tamanho ou tempo de atuação, devem oferecer um conjunto de equipamentos pedagógicos necessários e eficientes para o atendimento igual a todos os alunos do Instituto como, por exemplo, quadra, refeitório, auditório e espaços administrativos adequados”, diz. Mas para atingir esta meta, acrescenta Boynard, serão necessários 16 milhões de reais “o que só será possível a partir da captação de recursos por meio de emendas parlamentares, visto que o orçamento anual para investimentos no Instituto é inferior a dois milhões de reais”.

 Das seis obras que iniciarão neste mês de janeiro, apenas o estacionamento da Reitoria será feito com recursos da instituição, enquanto as demais serão realizadas por meio de recursos de emendas parlamentares.