Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Pesquisa com servidores visa a implementar ações voltadas à saúde mental e ao trabalho remoto

Notícias

Pesquisa com servidores visa a implementar ações voltadas à saúde mental e ao trabalho remoto

Escuta

Ela deve ser respondida entre os dias 16 de novembro e 06 de dezembro, pelo Suap.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 12/11/2020 17h52, última modificação 16/11/2020 15h12
A partir dos resultados, serão traçadas diretrizes para atender às demandas apresentadas (Arte: Julio Negri).

A partir dos resultados, serão traçadas diretrizes para atender às demandas apresentadas (Arte: Julio Negri).

 Há oito meses a rotina dos servidores do Instituto Federal Fluminense (IFF) foi completamente alterada. Para os administrativos, a ida diária ao trabalho, o compartilhar a sala com os colegas, trocar experiências e ideias, conversas e risadas foram substituídas pela divisão do ambiente doméstico com o profissional, e as relações pessoais passaram a ser mediadas pela tela do computador. Não foi diferente para os professores, que tiveram que se adaptar a um ambiente virtual, pensar em novas metodologias, novas formas de construir o processo de ensino-aprendizagem.

 Nesse novo cenário, a Pró-reitoria de Gestão de Pessoas (Progep) quer conhecer as percepções dos servidores sobre a própria saúde mental nestes tempos de pandemia de Covid-19 e a experiência do trabalho remoto. Para isso, será realizada com todos os servidores efetivos e professores substitutos do IFF a pesquisa “Saúde Mental e Trabalho Remoto”, pelo Suap, no período de 16 de novembro a 06 de dezembro.

 A psicóloga da Reitoria, Viviane Lopes, destaca que é importante ouvir o servidor para que ele possa sentir o quanto é importante para a instituição, bem como para conhecer a sua realidade. “Trata-se de uma calamidade a nível mundial que tem afetado a todos. Diante desse fato, gostaríamos de ouvir nossos servidores realizando uma maior aproximação entre a instituição e o servidor. Conhecer como está a saúde mental nestes tempos de pandemia e como ele está experienciando o trabalho remoto e conciliando com sua vida particular, uma vez que o local de trabalho, hoje, acontece no mesmo ambiente de descanso”, diz.

 A partir dos resultados, serão traçadas diretrizes para atender às demandas apresentadas. “Quando realizamos uma pesquisa como essa, nós sistematizamos as subjetividades e expectativas pessoais em necessidades e demandas coletivas, nos possibilitando conhecer os pontos positivos e negativos dessa experiência no âmbito institucional”, acrescenta.