Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > Rede de laboratórios IF Maker ampliará a cultura do aprender fazendo entre os estudantes

Notícias

Rede de laboratórios IF Maker ampliará a cultura do aprender fazendo entre os estudantes

Inovação

Laboratórios de prototipagem serão instalados em nove unidades do IFF e ampliarão o desenvolvimento da cultura maker na instituição.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 13/06/2021 00h00, última modificação 17/06/2021 09h41

 O Instituto Federal Fluminense (IFF) terá nove laboratórios de prototipagem, chamados Lab IF Maker, instalados em suas unidades. Três deles – Bom Jesus do Itabapoana, Campos Guarus e Macaé  , a partir do edital de apoio à criação de Laboratórios de Prototipagem nas Instituições de Ensino da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica, lançado em setembro de 2020, por meio do qual foram investidos R$ 230.200,00 do Ministério da Educação (MEC). Outras seis unidades, a partir de um esforço institucional de buscar recursos extraorçamentários de emendas parlamentares para trazer para um maior número possível de campi  essa cultura maker.

 Com o recurso de uma emenda parlamentar de autoria do deputado federal Paulo Ganime (Novo-RJ), em dezembro de 2020, no valor de R$600.000,00, para investir na aquisição de equipamentos para criação de laboratórios, também foram contemplados com o Lab IF Maker os Campi Cabo Frio, Campos Centro, Itaperuna, São João da Barra, Quissamã, além do Polo de Inovação.

 "Esse novo laboratório tem a concepção muito ligada à educação profissional e tecnológica que é de colocar suas ideias e seu conhecimento em prática, construindo artefatos e objetos com os recursos tecnológicos necessários. É o aprender fazendo!", comemora o reitor do IFF, Jefferson Manhães de Azevedo.

"Esse novo laboratório tem a concepção muito ligada à educação profissional e tecnológica que é de colocar suas ideias e seu conhecimento em prática, construindo artefatos e objetos com os recursos tecnológicos necessários. É o aprender fazendo!"

Jefferson Manhães de Azevedo, reitor do IFF

 Os Lab IF Maker têm como função primordial estimular o espírito de criação e inovação nos estudantes, integrando novas tecnologias e a sala de aula por meio de ferramentas como impressoras 3D, scanner 3D, CNC Laser, kit Robótica Arduíno e Lego, entre outros equipamentos. A partir da aquisição dos equipamentos, as unidades projetaram seus laboratórios para atenderem às demandas e necessidades de cada região.

 "O Campus Avançado São João da Barra trabalha desde o início de suas atividades educacionais centrado na Aprendizagem Baseada em Projetos. Entretanto, o campus carecia de equipamentos e um espaço adequado para compartilhamento de ideias. Desta forma, a implementação do Lab IF Maker será fundamental para ampliar as ações dos projetos já existentes, bem como proporcionar o desenvolvimento de novas frentes de pesquisa. Além de atender a comunidade interna, este espaço será utilizado para ampliar as ações de extensão, por meio da oferta de cursos e oficinas voltados às tecnologias para comunidade local", diz a diretora de Pesquisa e Extensão do campus, Fernanda Vidal.

 No Campus Quissamã foram adquiridos impressoras 3D de pequeno e médio portes, notebooks, scanner 3D, máquina CNC laser, caneta 3D e kit Arduíno/Robótica. "Alguns equipamentos já chegaram, tais como os notebooks, o scanner e a impressora 3D de médio porte. Já temos uma perspectiva de como ficará a sala que reservamos para o Lab, assim como os projetos a serem implementados para a prática dos nossos estudantes", conta a diretora de Planejamento Estratégico do Campus Quissamã, Natália Bousquet.

 Inovação e empreendedorismo a serviço do desenvolvimento

 O diretor do Polo de Inovação Campos dos Goytacazes, Henrique da Hora, avalia a inovação e o empreendedorismo como valores muito importantes para o IFFluminense. "Por meio da inovação, a gente coloca o estudante na fronteira do conhecimento, tendo os seus saberes articulados com o setor produtivo. E por meio do empreendedorismo é possível que o estudante desenvolva competências e habilidades proativas que ele pode aplicar em sua própria start-up no mundo 4.0 ou ainda ser empreendedor em outras instituições maiores", complementa.

 

 

√ Como você vê o IFF e como avalia as suas ações? A Pesquisa de Imagem Institucional está disponível AQUI para a comunidade externa. Responda e contribua com as melhorias!