Você está aqui: Página Inicial > Notícias > IFFluminense inicia processo de inventário de bens móveis

Notícias

IFFluminense inicia processo de inventário de bens móveis

Patrimônio

Ações para levantamento de materiais permanentes da instituição foram iniciadas na Reitoria e nos campi Guarus, Macaé e Quissamã.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 17/10/2019 12h14, última modificação 17/10/2019 14h30
Exibir carrossel de imagens A previsão é de que o trabalho seja concluído em cerca de quatro meses (Fotos: Ana Carolina Cruz)

A previsão é de que o trabalho seja concluído em cerca de quatro meses (Fotos: Ana Carolina Cruz)

 A Comissão de Inventário da Reitoria do IFFluminense, nomeada pela Portaria N.º 1.637/2019, iniciou, nesta semana, o processo de inventário anual de seus bens permanentes móveis. O inventário patrimonial é um procedimento administrativo obrigatório que tem a finalidade de verificar a existência e localização dos bens, permitir a sua correta contabilização, além de fornecer subsídios à gestão de patrimônio para planejamento e gerenciamento dos materiais permanentes da instituição com eficiência e eficácia.

 O processo de inventário será realizado em todas as unidades do IFF e, além da Reitoria, já foi iniciado nos campi Campos Guarus, Macaé e Quissamã. De acordo com a servidora do setor de Patrimônio e presidente da Comissão de Inventário da Reitoria, Flávia Gomes, o levantamento foi iniciado pelas áreas comuns do prédio, Laboratório de Informática, sala de aula, locais de arquivo e depósito. “Após essa etapa, vamos começar a agendar o levantamento dos bens nos outros setores”, afirma Flávia, acrescentando que a previsão é de que o trabalho seja concluído em cerca de quatro meses.

 Durante o inventário, os servidores que compõe a Comissão realizam a conferência dos bens dos setores, entre eles mobiliário, equipamentos de tecnologia da informação (TI), aparelhos de ar condicionado e até mesmo bens particulares adquiridos por servidores e que estão no setor e precisam receber uma etiqueta de identificação específica.

 “Fazemos um relatório com a descrição resumida dos materiais permanentes, localização, marca, modelo e situação física, verificando, também, se o bem está em uso e qual o seu estado de conservação”, explica Flávia, ressaltando a importância da colaboração dos servidores durante o processo. “É importante que os servidores auxiliem o nosso trabalho, informando e mostrando todos os equipamentos existentes e que possam estar guardados em armários, por exemplo, além de deixar as chaves dos setores que ficam fechados para que a comissão possa realizar o inventário no horário agendado”, solicita Flávia. 

 Os bens permanentes do IFF podem ser consultados no Suap, no módulo Administração - Patrimônio – Inventários.