Você está aqui: Página Inicial > Notícias > IFF assina protocolo de intenções para realizar pesquisas colaborativas com o México

Notícias

IFF assina protocolo de intenções para realizar pesquisas colaborativas com o México

Permanência Escolar

A parceria também possibilitará o intercâmbio institucional de professores e alunos de pós-graduação interessados na temática da permanência escolar.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 17/02/2017 12h04, última modificação 17/02/2017 17h01
Exibir carrossel de imagens Convênio foi assinado durante seminário, realizado em Guadalajara, no México.

Convênio foi assinado durante seminário, realizado em Guadalajara, no México.

 Com o objetivo de inaugurar uma rede acadêmico-institucional para realizar pesquisas colaborativas, estudos comparados sobre políticas, administrações, práticas, publicações e abordagens teórico-metodológicas sobre a permanência escolar em qualquer nível, programa ou modalidade de ensino do Brasil ou do México, a Universidade Estadual do Norte Fluminense (Uenf), a Universidade do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), o Instituto Federal Fluminense (IFF), o Instituto Federal do Espírito Santo (Ifes) e a Universidade de Guadalajara (GDL) assinaram um protocolo de intenções, no dia 8 de fevereiro de 2017, durante o encerramento do “I Seminário de Estudios Comparativos de Permanencia en la Educación y las Humanidades en América Latina: La Coordinación Brasil y México”realizado entre os dias 4 e 8 de fevereiro, na Universidade de Guadalajara, México.

 Além das propostas de estudos comparados entre os dois países, a parceria também abre possibilidades para intercâmbio institucional de docentes e discentes de pós-graduação interessados na temática da permanência escolar, como também a realização da organização de simpósios, conferências, cursos de curta duração em áreas de pesquisa; oferta de oportunidades de formação de docentes e pesquisadores, mediante criação de cursos especializados de alto nível nos dois países; promoção de publicações conjuntas e intercâmbio de informações pertinentes ao ensino e à pesquisa, em cada instituição.

 De acordo com o professor do IFF, Carlos Márcio Lima, que participou do evento em Guadalajara, esta iniciativa traz novas esperanças de que os acordos alcançados, ao longo do tempo, impactem em vários níveis de operação das instituições envolvidas com especial interesse na permanência e êxito dos estudantes, assim como transcendendo o plano de organização interuniversitária, tanto nos contextos nacionais como internacionais, quanto no nível micro e macro geopolítico. “A permanência escolar tem se revelado um tema mobilizador, catalizador, de estudos, pesquisadores e ações em torno da qualidade da educação, no Brasil e na América Latina. O evento em Guadalajara inaugura um novo percurso de pesquisas e intercâmbio Brasil-México”.

 O “I Seminário de Estudios Comparativos de Permanencia en la Educación y las Humanidades en América Latina: La Coordinación Brasil y México”, foi coordenado pelo professor Dr. Gerson do Carmo, da Uenf, e pela professora Drª Martha Vergara Fregoso, da Universidad de Guadalajara. Para Gerson do Carmo, as instituições participantes da Rede Acadêmica de Investigação Brasil/México sobre Permanência na Educação orientam suas investigações pela hipótese de que há diferença epistemológica significativa entre a abordagem da permanência escolar e a que toma a evasão como objeto de pesquisa.

 “Esta iniciativa tem suas origens em dois contextos. A primeira, ligada à trajetória do Congresso Latino-Americano de Ciências Humanas (CLH), e com doze edições, dois dos quais (o VIII em 2007, e XII em 2016) tiveram lugar na UENF, coordenado pelo Programa de Cognição e Linguagem (PGCL). Nesta última edição do Congresso, a mesa internacional intitulada 'Na contramão da Evasão: perspectivas da retenção escolar de políticas públicas e Diversidade na América Latina' reuniu pesquisadores universitários do Brasil, Colômbia, México e Peru e serviu como um ambiente favorável para a idealização deste Seminário. O segundo contexto é ligado ao Grupo de Estudo sobre o acesso e permanência na educação (Nucleape), criado a partir de um acordo entre o IFF e a Uenf, a que se refere o projeto de 'Observatório da Educação/Capes - Edital N°.49/2012' intitulado 'Diagnóstico da Qualidade do ensino na Região do Proeja Norte e Noroeste Fluminense' e os dois Colóquios Nacionais em Permanência na Educação, realizados em outubro de 2014 e maio de 2015. Cremos que a assinatura deste convênio envolvendo as cinco instituições abre uma nova fase de pesquisas sobre a permanência escolar, uma abordagem muito nova na academia, mas que abre novas perspectivas na área educacional”, explicou Gerson do Carmo.

 Neste primeiro momento, uma agenda de ações acadêmicas já foi definida no encerramento do I Seminário, tendo como prazo o mês de maio para a apresentação dos primeiros textos e pesquisas comparativas, que posteriormente serão reunidas em uma única publicação.

 Lançamento de Livro — Como parte da programação do “I Seminário de Estudios Comparativos de Permanencia en la Educación y las Humanidades en América Latina: La Coordinación Brasil y México, no dia 7 de fevereiro, às 18h30, no auditório Adalberto Navarro, localizado no Centro Universitário de Ciencias Sociales y Humanidades (CUCSH), Campus La Normal, foram lançados os livros brasileiros: “Sentidos da permanência na Educação: o anúncio de uma construção coletiva, organizado por Gerson Tavares do Carmo, com prefácio de Osmar Favero e publicado pela editora Tempo Brasileiro; “Programa de Integração da Educação Profissional à Educação Básica na modalidade Educação de Jovens e Adultos (Proeja) no Instituto Federal do Espírito Santo: contribuições para permanência de alunos(as) na escola”, organizados por Priscila de Souza Chisté Leite, Dilza Côco e Elaine Cristina Borges; "Formação Humana em diálogo: Educação Profissional, Estética e Arte", de autoria de Priscila de Souza Chisté Leite, prefácio de Maria Ciavatta, publicado pela Edifes.


Fonte: Uenf