Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Projeto que mapeia coletivos culturais de Campos é selecionado para Programa

Notícias

Projeto que mapeia coletivos culturais de Campos é selecionado para Programa

Mapeamento

Servidor do IFFluminense participa de curso de Formação de Gestores Públicos e Agentes Culturais e trabalho de conclusão de curso é selecionado para ter prosseguimento por meio do Programa Rio Criativo.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 24/05/2016 18h48, última modificação 02/06/2016 01h18
Exibir carrossel de imagens Da esquerda para a direita: Jonas, Anna, a secretária de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, Eva Doris, e Wellington.

Da esquerda para a direita: Jonas, Anna, a secretária de Cultura do Estado do Rio de Janeiro, Eva Doris, e Wellington.

 Dos cerca de 100 projetos de conclusão de curso (TCC) apresentados no encerramento do Curso de Formação de Gestores Públicos e Agentes Culturais, promovido pela Secretaria Estadual de Cultura do Rio de Janeiro, no dia 21 de maio de 2016, 15 foram selecionados para terem continuidade por meio do Programa Rio Criativo, entre eles, um projeto de Campos dos Goytacazes-RJ.

 O projeto “Mapeamento dos Coletivos Culturais de Campos dos Goytacazes” foi elaborado pelos arte-educadores e produtores culturais, Anna Franthesca de Souza Ribeiro Santos, Wellington Cordeiro e Jonas Defante Terra, agente cultural e servidor do IFFluminense, coordenador do curso Técnico em Eventos e assessor da Coordenação de Políticas Culturais e Diversidade da Diretoria de Desenvolvimento de Políticas Estudantis, Culturais e Esportivas do Instituto.

 “O projeto retrata uma parcela bastante representativa dos grupos de artistas e produtores culturais envolvidos na temática da arte e cultura no município, tendo como objetivo apresentar a oferta de serviços culturais nas suas mais variadas vertentes artísticas, indicando o que se poderá acessar de manifestações de acordo com a área de interesse”, explica Jonas.

 Segundo ele, alguns coletivos - formados por pessoas que organizam atividades culturais como festas, exposições, festivais e peças de teatro - trabalham com apenas um segmento cultural, outros atuam de maneira multicultural. “Além de indicar as atividades culturais que são desenvolvidas na cidade, o mapeamento é um instrumento que busca promover os trabalhos de artistas e dar maior visibilidade a eles. Para tanto, o resultado deste levantamento será colocado à disposição da sociedade por intermédio das ferramentas disponíveis pela internet, o que facilitará que estes coletivos estejam na vitrine para o mundo”, acrescenta.

 Jonas explica que o projeto foi realizado de forma prática e com pesquisa de campo, com realização de entrevistas. A ação, agora, receberá uma assessoria por parte do Programa Rio Criativo que promoverá a continuidade do mapeamento, para que o grupo possa aprimorar, ampliar e oportunizar outros artistas e coletivos culturais do estado.

 Sobre o fato de ter sido um dos projetos selecionados, dentre tantos outros, Jonas destaca a participação e a colaboração dos coletivos culturais do município e da equipe de professores. “A premiação é o resultado de um esforço coletivo, na busca de desenhar um retrato não somente das atividades, mas também dos promotores que compõe cada grupo, o que julgamos ser de suma importância para conhecermos o universo atual da produção cultural atuante e coletiva de nosso município”, ressalta.

 O curso de Formação de Gestores Públicos e Agentes Culturais foi promovido pela Secretaria Estadual de Cultura do Rio de Janeiro, em parceria com diversas entidades como a Faetec e Cecierj/Cederj, sendo ministrado por meio de ambiente virtual de aprendizagem, na modalidade semipresencial, com quatro encontros presenciais em Duque de Caxias, Campos dos Goytacazes, Itaperuna e Rio de Janeiro.

 O encerramento das aulas foi realizado na Biblioteca Parque Estadual, no Centro do Rio de Janeiro, e contou com a presença da secretária de Cultura do Estado, Eva Doris Rosental. O Curso é uma das linhas de atuação do Programa de Apoio ao Desenvolvimento Cultural dos Municípios (PADEC) e tem o apoio do Ministério da Cultura.

 

Comunicação Social da Reitoria