POLO DE INOVAÇÃO CAMPOS DOS GOYTACAZES

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Polo de Inovação Campos dos Goytacazes > Notícias > IFFluminense e Embrapii assinam parceria

Notícias

IFFluminense e Embrapii assinam parceria

Pesquisa e Inovação

Por meio do Polo de Inovação, serão selecionados projetos, em parceria com empresas industriais, e haverá oferta de bolsas para estudantes da instituição.
por ferdinanda fernandes maia publicado 30/11/2015 11h41, última modificação 30/11/2015 11h43
Exibir carrossel de imagens Foto do Projeto da fachada do Polo de Inovação

Foto do Projeto da fachada do Polo de Inovação

 O Instituto Federal Fluminense e a Empresa Brasileira de Pesquisa e Inovação Industrial (Embrapii) assinaram um Termo de Cooperação no dia 15 de outubro. O documento formaliza a implantação do Polo de Inovação do IFFluminense, que será uma unidade composta por laboratórios de pesquisa aplicada e desenvolverá ações de pesquisa e inovação, com foco em recursos hídricos, energia e resíduos. Alunos e professores do próprio Instituto, profissionais das indústrias e pesquisadores serão responsáveis pela execução dos projetos.

 Um dos cinco Institutos da Rede Federal de Educação Profissional e Tecnológica contemplados na Chamada Pública da Embrapii, o IFFluminense foi o primeiro a assinar o convênio. A partir de agora, inicia-se a etapa de estruturação.

 O Polo será estruturado na sede do campus Rio Paraíba do Sul/Upea, em Campos-RJ, e receberá da Emprapii R$ 3 milhões para financiamento de um plano de ação de três anos. Além disso, haverá recursos do IFFluminense e também os que serão captados junto às empresas.

 “A partir de agora, será feita a seleção dos projetos de inovação, em parceria com empresas industriais nas áreas de atuação credenciadas. Após a contratação dos projetos, estudantes do IFF serão selecionados para participarem, como bolsistas, nessas ações”, explica o professor Rodrigo Martins Fernandes, diretor de Gestão de Projetos.

 Como o Polo de Inovação vai atuar em uma região com cadeia produtiva bem diversa, o diálogo com o setor produtivo vem sendo fortalecido desde março deste ano, quando foram anunciados os IFs contemplados, no sentido de identificar demandas e firmar parcerias. São empresas do setor de rochas ornamentais, de energia, do setor cerâmico, entre outras, com demandas que envolvem a destinação de resíduos industriais, conservação e reúso de água, redução da poluição e otimização de matérias-primas.

 “Com a aprovação da proposta, visitamos diversas empresas da região que já haviam manifestado interesse. O Polo de Inovação nos possibilitará ampliar e gerar novas ações, em parceria com o setor produtivo regional, desenvolver tecnologia, serviços inovadores e qualificação de recursos humanos”, explica Vicente de Oliveira, diretor-geral do Polo.

 Haverá oferta de bolsas para estudantes e servidores, para os profissionais das empresas envolvidas e também de cursos de capacitação por meio da Escola de Formação Continuada, do Centro de Referência em Tecnologia, Informação e Comunicação na Educação.

 Além do IFF, foram selecionadas propostas dos Institutos Federais da Bahia, do Ceará, do Espírito Santo e de Minas Gerais.