Você está aqui: Página Inicial > Reitoria > Notícias > IFFluminense tem êxito com aquisição de alimentos da Agricultura Familiar

Notícias

IFFluminense tem êxito com aquisição de alimentos da Agricultura Familiar

Alimentação Escolar

Incentivo à produção local tem proporcionado benefícios, como melhoria da qualidade da merenda e estímulo a hábitos saudáveis.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 15/08/2019 13h29, última modificação 15/08/2019 17h25
Colaboradores: Comunicação Social do Campus Campos Centro
Exibir carrossel de imagens Campus Macaé recebe alimentos da agricultura familiar (Foto: Leonardo Saleh)

Campus Macaé recebe alimentos da agricultura familiar (Foto: Leonardo Saleh)

 Da produção local e regional para a alimentação dos estudantes. Semanalmente, diversos itens como laticínios, raízes, frutas e hortaliças são entregues nos campi Campos Centro, Quissamã, Macaé e Cabo Frio, por pequenos produtores, associações, cooperativas e assentamentos selecionados pelo Instituto Federal Fluminense (IFF), por meio de chamadas públicas destinadas à aquisição de alimentos oriundos da agricultura familiar.

 A iniciativa, que atende a uma determinação do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE), tem obtido êxito no Instituto e proporcionado a melhoria da qualidade da merenda, maior segurança alimentar, estímulo a hábitos saudáveis e incentivo à produção local, gerando renda e contribuindo para o desenvolvimento regional.

 No Campus Macaé, os alimentos da agricultura familiar são utilizados em cerca de 750 lanches servidos diariamente para estudantes dos três turnos. Já no Campus Quissamã, iogurtes, queijos e frutas fazem parte dos 400 lanches servidos aos estudantes da manhã e da tarde. No Campus Cabo Frio, sucos integrais, frutas e aipim, entre outros, fornecidos por produtores locais, compõem a merenda escolar. São servidos, aproximadamente, 900 lanches por dia, nos três turnos.

“A alimentação é mais natural, não processada, por isso, a gente acaba estimulando o consumo de frutas e verduras”.

 Nutricionista do Campus Cabo Frio, Débora Santos destaca que, além de valorizar e respeitar a cultura de produção local, estimulando a economia, a aquisição da agricultura familiar traz entre seus benefícios a garantia de origem dos alimentos. “Temos contato direto com o produtor e sabemos como esse alimento é produzido. Além disso, é uma produção que, por ser agroecológica, atinge menos o meio ambiente, é mais sustentável e utiliza uma quantidade menor de defensivos agrícolas”, pontua. “A alimentação é mais natural, não processada, por isso, a gente acaba estimulando o consumo de frutas e verduras”, acrescenta.

 No Campus Campos Centro são servidas cerca de 3.750 refeições diariamente, distribuídas entre os lanches da manhã e da tarde, almoço e jantar, atendendo a aproximadamente 2.200 alunos. A nutricionista do campus, Alessandra Asmar afirma que, como o setor de Nutrição trabalha com frutas, legumes e produtos lácteos, os alimentos da agricultura familiar são utilizados em todas as refeições.

 Alessandra ressalta que esses produtos acabam sendo mais saudáveis, maiores, mais doces e nutritivos por serem produzidos em menor escala, o que facilita o controle de pragas e leva ao menor uso de agrotóxicos, destacando, também, o fortalecimento do agricultor local. “Muitos agricultores relatam o quanto esse trabalho conjunto melhorou também a vida deles. A satisfação é mútua. Nossos alunos recebem um alimento com mais qualidade, alguns colhidos no dia, e fortalecemos o pequeno produtor da nossa região”, pontua.

 Produtores - O pequeno produtor Marcos Marins faz entrega, semanalmente, de 30kg a 35kg de queijo frescal produzido na localidade de Lagoa de Cima. Seus fornecedores de leite também são pequenos produtores da localidade. Ele tem três funcionários trabalhando na produção do queijo e faz a parte de comercialização e distribuição.

 O produtor participou do Edital de Chamada Pública N.º 01/2018, lançado pelo IFFluminense, em outubro do ano passado, para a aquisição de merenda para o Campus Centro. Marcos tomou conhecimento da oportunidade aberta com o edital por meio da Secretaria Municipal de Agricultura de Campos. No segmento de laticínios, sua preferência é pelo queijo. Sobre a oportunidade de tornar-se um dos fornecedores de merenda para o IFF, ele disse que “é bem melhor pra gente que é pequeno produtor, porque é uma venda garantida”. 

 Pequeno produtor Marcos Marins faz entrega semanal de queijos no Campus Campos Centro (Foto: Divulgação IFF)

  Marcos faz entrega semanal de queijos no Campus Centro

 Do Assentamento Oziel Alves, situado na localidade de Cambaíba, em Campos dos Goytacazes-RJ, chegam toda terça de manhã hortaliças entregues pelo jovem Luan Rodrigues Silva. A família dele é uma das 32 assentadas no local, fruto do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). Para a merenda do Campus Campos Centro, Luan entrega 25 pés de alface, 30 de couve, 10 de manjericão, 30 molhos de salsa e 30 de cebolinha.

 No lote da família, ele e o pai “focam na roça”, recebendo ajuda também da irmã e da mãe. Além dos gêneros entregues no campus, a família participa da Feira Agroecológica na Uenf e de feiras realizadas no Parque Dom Bosco nos fins de semana. Ao participar do edital para fornecimento de gêneros alimentícios para a merenda do IFF, a família de Luan trabalha “sem medo de fazer qualquer coisa, porque pode contar com o projeto”, explica ele, acrescentando que “dá para manter” o planejamento de novos canteiros.

 Recursos - A Lei N.º 11.947/2009 determina que, no mínimo, 30% do valor repassado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) para o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) deve ser utilizado na compra de gêneros alimentícios diretamente da agricultura familiar. “Em 2018, a verba do Instituto foi de R$ 1.058.000,00. Empenhamos cerca de 70% desse recurso com a agricultura familiar”, destaca Juliana Vidigal, diretora de Políticas Sociais e Relações Empresariais da Pró-reitoria de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFFluminense.

 Juliana ressalta que uma das missões dos Institutos Federais é contribuir com o desenvolvimento regional. “Estamos satisfeitos com o êxito da proposta e de estarmos contribuindo para garantir uma ação, uma política pública que os produtores locais têm por direito”.

 Reconhecimento – Representando o IFF, Juliana recebeu uma moção de aplausos na Câmara de Vereadores de Campos dos Goytacazes, no dia 04 de junho deste ano, pela ação de organização e mobilização para a realização da chamada pública de aquisição de alimentos da agricultura familiar. A homenagem, proposta pelo vereador Eduardo Crespo, foi uma indicação dos próprios agricultores da região e de técnicos da Secretaria de Agricultura, Pecuária, Pesca e Abastecimento do estado do Rio de Janeiro (Emater-Rio).

Diretora de Políticas Sociais e Relações Empresariais do IFF, Juliana Vidigal, recebe Moção de Aplausos pelo incentivo à agricultura familiar (Foto: Divulgação Câmara de Vereadores de Campos)

Juliana e o vereador Eduardo Crespo durante homenagem na Câmara de Campos 

(Foto: Mary Chrisóstomo/Câmara de Vereadores)