CAMPUS CAMPOS CENTRO

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Campos Centro > Notícias > Goytaborgs participam do maior campeonato de robótica da América Latina

Notícias

Goytaborgs participam do maior campeonato de robótica da América Latina

Robótica

Feito de alumínio aeronáutico, o robô Ramparão é grande aposta da equipe formada por 17 estudantes das engenharias de Automação, Elétrica e Computação.
por Comunicação Social do Campus Campos Centro publicado 05/07/2018 14h39, última modificação 09/07/2018 17h25
Exibir carrossel de imagens No no laboratório, o Servidor da Diretoria de Tecnologia da Informação, Revair Lourenço, mexe em um dos robôs.

No no laboratório, o Servidor da Diretoria de Tecnologia da Informação, Revair Lourenço, mexe em um dos robôs.

O evento é a 14ª Edição do Winter Challenge, maior campeonato de robótica da América Latina, sendo realizado no Instituto Mauá de Tecnologia, em São Caetano do Sul/SP, entre os dias 05 e 08 de Julho. Representando o IFF, os Goytaborgs entram na disputa com dois robôs: o Ramparão e Lamparãozinho, ambos pela categoria Combate (454g - 1lb).

Para o Capitão do time, Thiago da Silva Pessanha, a presença dos alunos do IFF agrega valor à comunidade escolar como um todo: "A visibilidade é grande. E se o IFF ganha mais visibilidade, isso melhora também para o nosso currículo."

Jheneffer Santos Marvila é uma das quatro mulheres que compõe o time dos Goyta e relembra a Iron Cup, de março deste ano, disputado em Santa Rita da Sapucaí/ MG, com o Robô Cabrunquinho, feito de material plástico, em impressora 3D. "A gente não conhecia nada, partimos pra competição sem saber o que esperar, a gente conhecia só o que tinha visto na internet pra ter alguma noção, senão a gente não teria nada."- relembra ela.

Ainda assim, os Goytaborgs ficaram em 9º lugar, dos 14 competidores da categoria. De lá para cá a equipe trabalha há 4 meses no projeto para o Winter Challenge.

- Estamos confiantes, evoluímos muito; tivemos processo seletivo que teve uma boa repercussão, de 10 participantes hoje somos 17; temos alumínio aeronáutico, cedido pelo Pólo de Inovação Tecnológica do IFF; fizemos rifa para comprar os demais materiais. Parece pouco, mas foi muito investimento nesse projeto. O Pólo tem nos ajudado bastante. - complementa Jheneffer.

Futuro - O capitão do time lembra do aprendizado proporcionado na primeira participação do IFF. "Estamos levando o pessoal mais novo para que nas próximas não cheguem tão crus como a gente chegou no Iron Cup. Estou no 7 período, depois a gente vai embora. Na Iron Cup competimos com pessoas com pesquisas de ponta. E foi muito legal, porque vimos o equipamento da galera e reparamos depois ao chegarmos mais perto, que na verdade eles estavam com medo da gente também (risos)." conta o capitão Thiago.

Ao time agrega-se o servidor da Coordenação de Redes do campus, Revair Lourenço, grande incentivador dos estudantes e do trabalho realizado pelas engenharias. Como aconteceu em 2017, (matéria ao lado), ele mais uma vez acompanha a equipe no apoio aos trabalhos.  

 Além do Combate, outras seis categorias são exibidas no torneio, que nesta edição tem 1351 pessoas competindo e um total de 540 robôs: Sumô, Hockey, Seguidor de Linha, Artbot, Trekking e Futebol. O time pretende futuramente participar de outras categorias.