CAMPUS CAMBUCI

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Cambuci > Pesquisa > Desenvolvimento de cultivares para o agronegócio do feijão-caupi na região Noroeste Fluminense

Desenvolvimento de cultivares para o agronegócio do feijão-caupi na região Noroeste Fluminense

por Campus Avançado Cambuci publicado 02/09/2020 11h04, última modificação 02/09/2020 11h04

CNPq ICJ (2017-2018)

Coordenador: Marcelo Geraldo Morais.

RESUMO: O feijão-caupi é uma excelente fonte de proteínas e apresenta todos os aminoácidos essenciais, carboidratos, vitaminas e minerais, além de possuir grande quantidade de fibras dietéticas, baixa quantidade de gordura e não conter colesterol. Como gerador de emprego e renda, atualmente seu consumo expande-se de forma mais intensa para as regiões Centro-Oeste e Sudeste do Brasil. Nessa expansão para outras regiões, ele é incorporado aos arranjos produtivos como safrinha após as culturas da soja e do arroz, e, em alguns locais, como cultura principal. Ampliar a rede de melhoramento genético de feijão-caupi para todas as regiões do País, é um objetivo particular dos ensaios de Valor de Cultivo e Uso e uma exigência do Ministério da Agricultura para lançamento de novas variedades para atender os produtores feijão caupi de todas as regiões do país. Baseado nisso, o objetivo desse projeto é identificar linhagens mais produtivas, bem adaptadas, com boa aceitação comercial e resistentes ou tolerantes às principais doenças e pragas. O experimento será realizado no IFF - Campus Avançado de Cambuci, no município de Cambuci, Estado do Rio de Janeiro. O delineamento experimental utilizado será de blocos casualizados (DBC) com quatro repetições, e vinte tratamentos. Cada parcela constará de quatro fileiras de 5,0 m de comprimento, sendo o espaçamento entre fileiras de 0,50m, com dez sementes por metro linear. O preparo do solo, bem como o manejo da cultura seguirão as recomendações técnicas para a cultura. Serão mensuradas onze características agronômicas das linhagens. As análises estatísticas dos dados obtidos serão realizadas utilizando-se ferramentas estatísticas específicas, bem como o teste de comparação das médias das linhagens. Como resultado, espera-se que ocorram diferenças significativas entre as linhagens avaliadas, sendo possível selecionar as geneticamente superiores para futuramente serem registradas como variedades.

registrado em: