CAMPUS MACAÉ

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Macaé > Notícias > Extensão do Campus Macaé realiza oficinas em Quissamã

Notícias

Extensão do Campus Macaé realiza oficinas em Quissamã

Parcerias

Projetos foram convidados a realizar oficina em escola municipal de Quissamã.
por Valdênia Gomes Miranda Lins publicado 09/12/2016 13h19, última modificação 09/12/2016 13h19
Show image carousel Projeto Ressurgir abordou o tema drogas.

Projeto Ressurgir abordou o tema drogas.

Nesta quarta-feira, 08 de dezembro de 2016, de 19 às 22h os projetos de extensão do IFFluminense Campus Macaé, Em Cada canto um Conto, Ressurgir e IFanzine  realizaram simultaneamente 02 oficinas na escola municipal Dr. Amílcar Pereira da Silva em Quissamã. O público foi composto de alunos das turmas do Ensino Fundamental na modalidade Educação de Jovens e Adultos (EJA).

O projeto Ressurgir, coordenado pela servidora Eliane de Paula, realizou uma oficina numa sala com cerca de 30 estudantes. "Trabalhar a promoção à saúde no EJA é sempre desafiador, porém quando utilizamos a metodologia ativa, o aluno sai do local de expectador para participante. E o resultado? Interação total, apesar do tema drogas ser ainda um tabu”, disse Eliane.

Já os projetos IFanzine, coordenado pelo programador visual Alberto de Souza e Em Cada Canto um Conto, pela professora de Língua Portuguesa e Literatura Andrea Gomes Barbosa, dinamizaram uma oficina de fanzine para aproximadamente 25 estudantes que desenvolveram fanzines com temática livre a partir dos diferentes formatos e possibilidades criativas apresentadas pelos facilitadores.

"A proposta de criação autoral dos fanzines é sempre muito bem acolhida pelos docentes que nos procuram querendo conhecer o processo de confecção das revistas artesanais e sua empregabilidade na sala de aula. Nas oficinas mostramos um históricos dos zines, diferentes formatos e técnicas de produção imagético/textual. E assim propomos o zine como uma estratégia pedagógica fantástica para os educadores, facilitando o trabalho com conteúdos transversais de uma forma mais prática e estimulante de forma que o estudante que se vê motivado a expressar-se livremente à partir do manejo de linguagem diversas como colagem, tipografias criativas e desenhos.”, explicou Alberto.

“A extensão pode ser vista como um dos articuladores do ensino e da pesquisa a partir das demandas da sociedade. Os projetos IFFanzine, Em cada canto, um conto e Em cada conto, um encanto têm posto em prática esse comprometimento da comunidade acadêmica com os interesses e necessidades das comunidades externas ao IFF, adequando as atividades às especificidades locais. Assim, mais uma vez, a parceria foi estabelecida e a oficina de fanzine realizada na escola Dr. Amílcar Pereira da Silva, em Quissamã, foi um sucesso. Proporcionar aos alunos da EJA, um segmento que na maioria das vezes não é contemplado nas atividades de extensão, a possibilidade de desenvolver o seu processo autoral é gratificante. Agradecemos à professora Cristiane Alves e a toda equipe diretiva o convite e a receptividade”, avaliou Andrea.