CAMPUS ITAPERUNA

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Itaperuna > Notícias > IFFluminense Itaperuna recebe produtores agrícolas em evento sobre alimentação orgânica

Notícias

IFFluminense Itaperuna recebe produtores agrícolas em evento sobre alimentação orgânica

Agroecologia

O Dia do Alimento Orgânico contou com exposição e venda de produtos, palestra e apresentação cultural
por Comunicação Social Campus Itaperuna publicado 14/11/2017 20h21, última modificação 14/11/2017 20h21
Show image carousel Venda de produtos de agricultores da região durante o Dia do Alimento Orgânico no Campus Itaperuna

Venda de produtos de agricultores da região durante o Dia do Alimento Orgânico no Campus Itaperuna

Alunos, servidores e visitantes participaram, nesta terça-feira (14/11), no IFFluminense Itaperuna, de uma série de atividades dentro da programação do "Dia do Alimento Orgânico", um evento organizado pelo Núcleo de Estudos em Agroecologia (NEA) do campus. Um dos pontos altos foi uma feira montada no hall, em que produtores rurais fizeram a exposição e venda de itens orgânicos, como verduras, legumes e geleias, além de explicarem aos participantes as principais diferenças desse modelo de produção em relação ao tradicional.

O "Dia do Alimento Orgânico" no IFF Itaperuna teve ainda uma palestra com a professora da Universidade Federal Fluminense (UFF) Maristela Barenco de Mello, que falou sobre "Metáforas de Conexão com a Terra". A parte cultural ficou por conta do grupo Parada Artística, do Campus Itaperuna, que encenou a peça "Agro É".

Segundo o professor do IFFluminense Itaperuna e coordenador do NEA, Adriano Ferrarez, a realização do evento foi muito importante para o debate da alternativa agroecológica para o Noroeste Fluminense.

"A nossa região é extremamente degradada, como resultado da monocultura do café e da pecuária extensiva. Nesse cenário, a crise hídrica é ainda mais sentida. A agroecologia se apresenta como possibilidade de geração de renda para os pequenos produtores rurais, como saúde para a população, por meio do consumo de alimentos saudáveis, e para a natureza, que deixa de sofrer os impactos do uso de agrotóxicos e fertilizantes químicos. Na agroecologia ganham os pequenos agricultores, a população e o meio ambiente. Mas para que a agroecologia se torne uma alternativa viável são necessárias políticas públicas que incentivem a produção de alimentos sustentáveis. O papel do Núcleo de Estudos em Agroecologia e Produção Orgânica é levar esse debate para a região Noroeste Fluminense", ressaltou o professor Adriano.

O NEA faz parte do projeto "Implantação do Núcleo de Agroecologia e Produção Orgânica no Campus Itaperuna do Instituto Federal Fluminense e a Contribuição para o Desenvolvimento Sustentável da Região Noroeste", contemplado ano passado em uma chamada do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) e do Ministério da Agricultura.