Você está aqui: Página Inicial > Notícias > Evento conjunto IFF-Uenf-UFF encerra com premiação de melhores trabalhos

Notícias

Evento conjunto IFF-Uenf-UFF encerra com premiação de melhores trabalhos

Extensão e Pesquisa

Tradicionais mostras que reúnem as três instituições públicas de ensino apresentam à sociedade pesquisas e projetos desenvolvidos por seus estudantes e servidores.
por Comunicação Social da Reitoria publicado 21/10/2016 16h07, última modificação 21/10/2016 16h46

 A VIII Mostra de Extensão IFF-Uenf-UFF, a I Mostra de Pós-graduação IFF-UFF e a XVI Mostra de Pós-graduação da Uenf, eventos realizados durante a XIII Semana Nacional de Ciência e Tecnologia, foram encerradas oficialmente na noite desta quinta-feira, 20 de outubro de 2016, no Centro de Convenções da Uenf, em Campos-RJ, com a premiação dos melhores trabalhos apresentados.

 Os eventos deste ano reuniram 2145 inscritos, 1026 trabalhos que abordam temáticas variadas, cinco palestras e mesas-redondas, oito estandes, oito atividades culturais, 12 oficinas e 27 cursos. Para o Instituto Federal Fluminense, o evento ainda teve um caráter especial, porque foi a primeira vez que a instituição realizou sua Mostra de Pós-graduação. A diretora de pós-graduação do IFF, Simone Vasconcelos, destaca que foi um momento importante, de integração das equipes, das pesquisas e também de vislumbrar futuras parcerias. A intenção é dar continuidade à Mostra nos próximos anos também.

 “Foi um momento diferente, em que a gente coloca os nossos Programas de Mestrado para a comunidade pela primeira vez. É um avanço para a pesquisa e o início de uma séria de parcerias”, destaca. Simone ressalta ainda que foi o Instituto que trouxe os professores da Capes para este evento, Eduardo Winter e Márcia Marques Gomes. “É o IFF demonstrando sua força, sua integração com a Capes e que tem tomado diversas atitudes para mostrar sua presença na Pesquisa, que vem crescendo, ainda mais agora com o Polo de Inovação, que permite a aplicabilidade prática dos trabalhos junto a empresas. Cada vez mais, o Instituto está se destacando na Pesquisa”, acredita Simone.

 Dois Programas de Mestrado participaram do evento: o Mestrado em Engenharia Ambiental e o Mestrado Nacional Profissional em Ensino de Física. Entre os trabalhos premiados, “Elaboração e utilização de uma placa multissensorial para o ensino de espelhos esféricos”, do estudante Felipe Araújo Paes Barbosa, com orientação da professora Maria Priscila Pessanha de Castro, foi o melhor entre os de Física. Apesar de parecer complexo, Filipe explica que o projeto é bem simples e visa à inclusão de estudantes. “Essa placa - em 3D – apoiará o professor para que ele possa ensinar sobre espelhos esféricos, que é um tópico da Física, tanto para o aluno com deficiência visual como para o aluno regular”. Na área de Engenharia Ambiental, o premiado foi "Gestão dos Resíduos da Construção Civil: estudo de caso no município de Macaé, RJ", da aluna Caroline Ramos Medeiros, orientada pelo professor José Augusto Ferreira.

 Já na Mostra de Extensão, a participação do Instituto foi expressiva: dos 331 trabalhos apresentados, cerca de 200 são dos diversos campi do IFF. “Das oito áreas temáticas - educação, cultura, trabalho, tecnologia e produção, saúde, direitos humanos e justiça, comunicação, meio ambiente - ganhamos como melhor apresentação oral em quatro. E destas quatro, três foram de projetos de alunos dos nossos cursos técnicos que competiram com alunos de cursos superiores das instituições participantes”, enfatiza Juliana Vidigal, diretora de Políticas Sociais e Relações Empresariais.

 Na área de Tecnologia e Produção, o premiado foi o projeto “Telecomunicações nas escolas – conectando alunos ao mundo tecnológico”, coordenado pela professora Janaína Ribeiro do Nascimento e elaborado pelas alunas bolsistas Thayane Cristina dos Santos Oliveira e Rafaela Cristine Rodrigues Caldeira, do Curso Técnico em Telecomunicações do Campus Campos Centro.

 “O projeto surgiu do interesse da divulgação da área de Telecomunicações. A gente faz um processo de visitação às escolas públicas de nível médio de Campos para apresentar tanto o Curso Técnico como o Superior. Depois, a gente oferece minicursos para que os estudantes venham ao IFF para conhecer as áreas de Telecomunicações: eletrônica, redes, televisão, antenas; ou seja, para despertar o interesse dos estudantes”, explica Janaína. O projeto já está no terceiro ano, e a equipe já visitou 10 escolas com o envolvimento de cerca de 200 alunos de ensino médio.

 Para as bolsistas, participar da Mostra e ganhar o prêmio foi uma surpresa. “Sempre muito bom quando a gente pode agregar conhecimento e também difundi-lo, além da oportunidade de expor nosso trabalho. Já é muito bom mudar a vida de um aluno que vê a diferença por ter conhecido o IFF, por ter estado lá, mas vê as outras instituições reconhecerem que foi a educação que fez isso acontecer, é o principal”, destaca Rafaela. “E também ver como todas as instituições estão trabalhando em função da educação, em melhorar e se colocar para a comunidade”, acrescenta Thayane.

 Os outros projetos premiados foram: Educação - "Capacitando professores da rede pública na construção de mapas conceituais". Coordenador: André Luiz Pestana de Lacerda; aluna bolsista: Thamiris Ferreira de Oliveira, do Curso de Licenciatura em Biologia do Campus Cabo Frio; Cultura: "Programa de Astronomia". Coordenador: Júlio César Galio; alunos bolsistas: Ninive Duarte Caldas e Otávio Ramos Lacôrte, do Curso Técnico Integrado em Agropecuária do Campus Avançado Cambuci; aluno voluntário: Andrik Liberatori Monteiro, do Curso Técnico Integrado em Agroecologia; Comunicação: "Astronomia: Imagens e Pensamentos entre o Céu e a Terra". Coordenadora: Nelma Ferreira dos Santos; alunos bolsistas: Leonardo da Silva Neves (Eletrônica), Maria Eduarda Monerat Ferreira (Engenharia de Controle e Automação), Renata Mariana de Souza França (Eletrônica) do Campus Macaé; ex-alunos voluntários: Gustavo Ribeiro Sacramento Strauss, Mateus Marques de Souza, Rafael Chaves Pereira dos Santos e Wesley Soriano Cordeiro.

 Todos os premiados do evento receberam um mimo oferecido pelo Campus Bom Jesus do Itabapoana: uma cesta com doces produzidos pelos estudantes da unidade.

 No encerramento, os representantes das instituições destacaram a importância da integração entre elas para o avanço das pesquisas, dos projetos e, principalmente, para a valorização da educação e o seu fortalecimento. Compuseram a mesa de encerramento: Luís Passoni, reitor da Uenf; Vicente de Oliveira, pró-reitor de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFF; Rosana Rodrigues, pró-reitora de Pesquisa e Pós-graduação da Uenf; Olney Vieira da Motta, pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários da Uenf; e Cecília Souza Oliveira, professora da UFF.

 Vicente destacou alguns pontos importantes, entre eles, o fato de que, a partir deste ano, a Mostra de Extensão IFF-Uenf-UFF passa a ser o evento oficial de extensão do Instituto. “Outro destaque é a nossa participação efetiva na Mostra de Pós-graduação. Fizemos questão de participar tanto com trabalhos orais como banner, e estou muito satisfeito com o resultado”, enfatiza. “O evento foi muito positivo, apesar de todas as dificuldades. O IFF tem 13 campi, agora imagina deslocar pessoas de Maricá, Cabo Frio, Bom Jesus, Itaperuna, Macaé e Cambuci, por exemplo, para participar? A gente contou com total apoio das equipes dos campi, que foram decisivas e importantes na participação de alunos e servidores”, finaliza.

Aperte o PLAY e assista ao vídeo sobre o evento.


Comunicação Social da Reitoria