CAMPUS MACAÉ

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Macaé > Notícias > Palestra com Ciberpajé marca o lançamento da quinta edição do fanzine PEIBÊ

Notícias

Palestra com Ciberpajé marca o lançamento da quinta edição do fanzine PEIBÊ

Histórias em Quadrinhos

Dr. Edgar Franco, o Ciberpajé, fará palestra por meio de vidoconferência sobre o tema "Processos Criativos de Histórias em Quadrinhos Autorais; do Tradicional ao Experimental".
por Comunicação Social do Campus Macaé publicado 10/02/2017 14h06, última modificação 10/02/2017 14h18
Exibir carrossel de imagens Ciberpajé é docente adjunto da Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás.

Ciberpajé é docente adjunto da Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás.

 O projeto IFanzine do Campus Macaé vai lançar a quinta edição de sua revista de histórias em quadrinhos, Peibê 5, na próxima quarta-feira, dia 15 de fevereiro, às 14h, no miniauditório I do campus, com distribuição de exemplares. Trata-se da principal publicação editada pelo projeto que foi contemplada com o Troféu Ângelo Agostini, em 2016, na categoria fanzine de quadrinhos.

 O evento, que é gratuito e aberto ao público, ainda vai contar com uma palestra realizada por meio de videoconferência com o pesquisador e quadrinhista Dr. Edgar Franco, conhecido como Ciberpajé, que abordará o seguinte tema: "Processos Criativos de Histórias em Quadrinhos Autorais; do Tradicional ao Experimental".

 Após a palestra, haverá uma sessão de autógrafo com os autores que fizeram parte do Peibê 5, entre os quais os bolsistas voluntários e o coordenador do projeto IFanzine, o programador visual do campus, Alberto de Souza. “O evento tem por objetivo apresentar o resultado dos trabalhos desenvolvidos pelos estudantes vinculados ao projeto e dar relevo à proposta de estímulo à autoralidade”, destaca.

 O zine Peibê tem contado com a crescente participação de artistas independentes de diversas partes do Brasil além dos estudantes da instituição, como os bolsistas do projeto Sara Gaspar, Paulo José, Raphael Viana, Karoll Castro e Débora Moraes. Muitos dos artistas independentes são docentes/pesquisadores de instituições de ensino pelo país afora, como Hylio Lagana(SP), Edgar Franco(GO), Danielle Barros(BA), Ian Rocha(SP) e Carlos de Brito(GO). Servidores administrativos de instituições de ensino da rede federal estão presentes, como Shilton Roque(IFRN) e Cátia Ana(UFG) que assina a capa desta edição, concedeu uma entrevista e colaborou com uma HQ. Cátia é autora da premiada webcomic "O Diário de Virgínia".

 

Sobre o palestrante:

 Edgar Franco nasceu em Minas Gerais e é fanzineiro desde os 12 anos de idade. Graduado em Arquitetura e Urbanismo pela Universidade de Brasília, foi lá que iniciou suas pesquisas sobre a linguagem dos quadrinhos e suas conexões com a arquitetura. Em seu mestrado em Multimeios na Unicamp estudou as HQs na Internet, batizando essa linguagem híbrida de quadrinhos e hipermídia de HQtrônicas (histórias em quadrinhos eletrônicas).

 Como pesquisador nas áreas de arte e tecnologia, desenho e histórias em quadrinhos, possui diversos artigos publicados em livros e periódicos e tem apresentado suas pesquisas, há mais de quinze anos, em congressos como Intercom, Lusocom, Compós, Anpap e SBPC. Sua pesquisa de doutorado, Perspectivas Pós-Humanas nas Ciberartes, foi premiada no programa "Rumos Pesquisa 2003" do Centro Itaú Cultural em São Paulo.

 Como ilustrador e cartunista possui dezenas de páginas publicadas em revistas do Brasil e exterior. Em 2009, ganhou o Troféu Bigorna, premiação nacional concedida aos melhores das histórias em quadrinhos brasileiras. O prêmio foi criado pelo notório portal de quadrinhos Bigorna, mais importante veículo informacional da web brasileira dedicado às histórias em quadrinhos nacionais.

 Em 2011, concluiu o pós-doutorado em Artes no Programa de Pós-graduação em Arte da Universidade de Brasília. Desenvolveu a pesquisa "Aurora Pós-humana: Expansão de um Universo Artístico Ficcional Transmídia" no Grupo de Pesquisa Arte e Tecnociência, junto ao Laboratório de Pesquisa em Arte e TecnoCiência, na FGA GAMA/UnB, como bolsista PDJ CNPq. Também em 2011, através de uma série de ações performáticas transmidiáticas, declarou-se Ciberpajé, identidade que assume desde então.

 Atualmente, é docente adjunto III da Faculdade de Artes Visuais da Universidade Federal de Goiás, em Goiânia, onde também é professor permanente no Programa de Pós-graduação - Mestrado & Doutorado - em Arte e Cultura Visual. Sua mais recente publicação é a segunda edição da Grafic Novel BioCyberDrama Saga com roteiro de Edgar Franco e desenho de Mozart Couto, editada pela UFG.

 

Comunicação Social do Campus Macaé