CAMPUS MACAÉ

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Macaé > Notícias > Campus Macaé funda sua primeira empresa júnior

Notícias

Campus Macaé funda sua primeira empresa júnior

Empreendedorismo

A posse da empresa júnior RootLocus Serviços em Automação, primeira do campus Macaé, aconteceu na quarta-feira, dia 20, no Instituto Macaé de Ciência e Tecnologia – IMCT.
por Juliana Marinho publicado 22/07/2016 16h54, última modificação 22/07/2016 16h59
Exibir carrossel de imagens Eleição e posse da empresa júnior RootLocus ocorreram no Instituto Macaé de Ciência e Tecnologia, com a presença de diversas autoridades da região.

Eleição e posse da empresa júnior RootLocus ocorreram no Instituto Macaé de Ciência e Tecnologia, com a presença de diversas autoridades da região.

Na última quarta-feira, dia 20 de junho, foi realizada a eleição da primeira empresa júnior do campus Macaé do Instituto Federal Fluminense, bem como a posse de sua direção e aprovação do estatuto.

O evento ocorreu na sede do Instituto Macaé de Ciência e Tecnologia – IMCT e contou com a presença dos anfitriões, de representantes da incubadora Pro Melhor, da incubadora Tec Campos, da Secretaria de Ciência e Tecnologia de Rio das Ostras, da Pró-Reitoria de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFF, da direção do Campus Macaé, do jornal O Debate, da Associação das Empresas Brasileiras de Tecnologia da Informação, além de representantes do Centro Acadêmico da Engenharia de Controle e Automação e da Atlética do respectivo curso.

A empresa júnior RootLocus Serviços em Automação prestará consultoria de projetos e serviços para micro e pequenas empresas e também atenderá pessoas físicas. O diretor geral, Marcos Cruz, ressaltou que a iniciativa é um desejo antigo da instituição. “O desenvolvimento do empreendedorismo no campus, no primeiro momento com a fundação da empresa júnior, já era uma proposta da direção e veio ao encontro da estratégia institucional definida pela Pró-Reitoria de Pesquisa, Extensão e Inovação do IFF”, comentou o diretor.

Para o diretor de Inovação, Pesquisa e Extensão, Vitor Yoshihara Miano, a criação da empresa júnior foi um marco para o campus Macaé e para os estudantes da engenharia. “Diversos agentes públicos e privados ali presentes ficaram impressionados com a desenvoltura dos alunos e com o potencial da RootLocus”, disse Vitor. No mesmo dia, surgiram convites para eventos, agendamentos para reunião de negócios e propostas de incubação e de cooperação com outras empresas juniores.

O presidente eleito, Melquisedeque Damasceno do Nascimento, estudante do curso de Engenharia, explicou que os alunos terão a experiência da rotina de uma empresa e terão a oportunidade de aplicar os conhecimentos adquiridos ao longo do curso. “A empresa júnior funcionará como um laboratório, que permitirá a nós alunos aprendermos com erros e acertos, como seria no mercado de trabalho”, comentou o presidente.

Para o diretor de projetos e inovação da empresa, o graduando Rômulo Felipe dos Santos Silva, “será um ambiente de inovação, com a criação de novas possibilidades, a partir da orientação dos professores da Instituição”. Haverá, em breve, seleção para composição da equipe, que conta por enquanto com quatro alunos da Engenharia.