CAMPUS MACAÉ

Você está aqui: Página Inicial > Nossos campi > Macaé > Notícias > Projetos participam de Encontro das Artes

Notícias

Projetos participam de Encontro das Artes

Extensão

Dois projetos de extensão do Campus Macaé foram convidados para compor a programação dedicada às artes em Rio das Ostras.
por Valdênia Gomes Miranda Lins publicado 26/07/2016 14h04, última modificação 26/07/2016 14h21
Exibir carrossel de imagens Professora Ione Silva com seus alunos na oficina de fanzine.

Professora Ione Silva com seus alunos na oficina de fanzine.

Os projetos IFanzine e Em Cada Canto um Conto estiveram, nesta segunda-feira (25/07/2016), no Colégio Municipal Professora América Abdalla em Rio das Ostras para participar do Encontro das Artes, promovido pela Secretaria Municipal de Educação (Semed). No evento, foram disponibilizadas duas salas onde ocorreram exposição e oficina de fanzines e apresentação do projeto “Em Cada Canto um Conto”.

Cerca de mil alunos da escola passaram pelas salas para conhecer, além dos projetos, um pouco do que o Instituto Federal Fluminense tem a oferecer. Para Alberto de Souza, coordenador do IFanzine, esse é um dos principais papéis dos projetos de extensão. “Os projetos devem favorecer a interlocução com a comunidade atendida pela instituição. Temos realizados trabalhos com alunos do Ensino Fundamental de modo especial porque são potenciais alunos do IFF”, disse ele.

Alberto falou ainda da receptividade encontrada pelo IFanzine. “O projeto vem sendo continuamente requisitado e bem acolhido pelos docentes que reconhecem no zine uma ferramenta alternativa para o processo de ensino e aprendizagem que desperta interesse dos alunos por utilizar várias linguagens e ser feito de forma artesanal”.

A professora de Inglês que acompanhava a turma do sexto ano, Ione Sueli Silva, não conhecia fanzine. “Achei ótimo. Vou remontar a aula que ia dar agora e usar o fanzine para eles aprenderem vocabulário”, disse ela.

Andrea Gomes, coordenadora do “Em Cada Canto um Conto”, destacou a importância da parceria de seu projeto, que propõe um resgate da literatura oral com o fanzine, como meio de registro. “Os dois projetos juntos despertam para o aluno a autoralidade. Ele pode falar do que gosta sem ninguém para ficar podando sua história. A vantagem do fanzine é que se não tiver tinta, faz em preto e branco, se não puder desenhar, recorta e cola, dá pra fazer de muitas formas”, explicou ela.

O convite para participar do evento partiu de Márcia Lisboa, chefe da Divisão de Programas e Projetos Literários da Semed. Ela conta que conheceu o IFanzine durante uma oficina realizada na escola e também participou do lançamento do fanzine “Traços de Memória”, do projeto “Em Cada Canto, um Conto”.

“Nossos professores estão encantados com os projetos”, disse Márcia. “A arte é expressão que faz a pessoa se conhecer melhor, olhar o outro, se comunicar melhor com o mundo e desenvolver o senso crítico”.

Segundo ela, o objetivo do Encontro das Artes é proporcionar um dia para que os alunos conheçam e experimentem várias linguagens artísticas. As atividades envolviam cinema, música, artes visuais, teatro, capoeira e outros.  

 

Comunicação Social do Campus Macaé